Resultados da busca para "pe-de-coco-tem-palmito"

Industrialização do coco e suas vantagens econômicas

O produtor de coco conta com algumas estratégias que ajudam consideravelmente a melhorar seus rendimentos. Hoje, uma das principais estratégias para vencer o mercado competitivo do setor de produção de alimentos é a diversificação. Sendo assim, a industrialização do coco pode ser uma maneira prática e simples de aproveitar a produção

Normas determinam padrões para água de coco

A recomendação é que a água de coco seja filtrada e acondicionada, em recipientes próprios, fluindo levemente pelas bordas. Além disso, para evitar a oxidação da bebida, o uso de aditivos naturais é uma excelente alternativa. Normalmente, é utilizado o ácido ascórbico granulado (vitamina C).

O coco orgânico dispensa adubações químicas e pulverizações com agrotóxicos

A crescente demanda por produtos orgânicos, verificada no mercado alimentício, representa uma busca dos consumidores por uma agricultura sustentável, que seja livre de produtos químicos. Nesse sentido, a cultura do coco orgânico, que é uma das que mais tem crescido nos últimos anos, vem se destacando

Água-de-coco, lucro refrescante

Verão, sol e calor combinam com uma refrescante água de coco. Nesta estação, as vendas da bebida aumentam consideravelmente. A procura pelo fruto, só neste início de ano, teve um aumento de 30%. O estado da Bahia é o maior produtor brasileiro de coco, com mais de 500 mil toneladas por ano, em 77 mil hectares.

Cascas de coco são transformadas em adubo orgânico e deixam de ser problema ambiental

As cascas de coco que ficavam acumuladas em litorais ou viravam lixo, agora se tornam adubo orgânico. O que antes era um problema ambiental tornou-se oportunidade de negócio para produtores. Durante o verão, o acúmulo de cascas nas praias chega a 40 mil toneladas, gerando grande quantidade de dejetos. Outro problema é que, depois de abertas, elas armazenam água e

Resíduos do palmito pupunha são usados como alimento na dieta dos bovinos

O subproduto da indústria do palmito pupunha já tem destino. Uma pesquisa realizada no Vale do Ribeira, sul do estado de São Paulo, conclui que o alimento é rico em proteínas para o gado. Bom para os dois "lados da moeda", pois auxilia na redução do descarte desse material no ambiente e ao mesmo tempo contribui para os pecuaristas comporem a dieta dos bovinos e bubalinos em época de escassez de pasto.

Palmito é produzido sem danos a florestas nativas

A pupunha é uma palmeira nativa da região Amazônica, consumida na forma de frutos ou palmito. Desenvolve-se em clima tropical, tem rápido crescimento e, quando adulta, pode atingir mais de 20 metros de altura em poucos anos. Por essa razão, é usada, também, como elemento ornamental. Nos últimos tempos, a importância dessa palmeira no Brasil cresceu consideravelmente, por ser uma excelente alternativa agrícola.

Coco e bagaço de cana podem despoluir rios

Pesquisadores da Universidade Federal do Espírito Santo (UFES) acreditam que materiais provenientes da produção agrícola podem ser aproveitados para limpar a água de rios. A palha do coco e o bagaço da cana poderiam remover fármacos, pesticidas, corantes, metais e óleo dos mananciais usados para abastecimento.

Altas temperaturas criam boas expectativas em produtores mineiros de coco-da-baía

A expectativa é de mais um verão bem quente. Tal possibilidade animou os produtores mineiros de coco-da-baía. Espera-se repetir os resultados positivos do ano passado, quando as vendas cresceram 106%. Só no CeasaMinas, em Belo Horizonte, foram vendidas 1,8 milhão de unidades.

Aprenda a receita de rocambole de chocolate e coco

O casamento entre o chocolate e o coco deu tão certo que é a estrela de muitas receitas. Neste rocambole, eles se complementam de modo a criar um sabor único, agradável a quase todos os paladares. O rocambole pode ser servido em várias ocasiões, como lanche ou como sobremesas. Ele também é uma ótima pedida para surpreender sua mãe no dia das mães.

Atendimento Online
Quer Facilidade