Resultados da busca para "inseticida-para-matar-o-bicho-mineiro-da-cebola"

Bicho-da-seda produz fios de teia de aranha

Pesquisadores norte-americanos desenvolveram uma espécie de bicho-da-seda transgênico, por meio da inserção de genes de aracnídeos, tornando-o capaz de produzir fios mais resistentes e elásticos, comparados aos da teia de aranha. Isso permitirá produzir mais quantidade dessa fibra, que pode ter utilidades variadas.

Exportações mineiras de etanol aumentam quase 400% em 2012

De acordo com informações do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), as exportações mineiras de etanol cresceram 398% de janeiro a maio deste ano em comparação ao mesmo período do ano passado. Esse resultado é bem superior à média nacional. As exportações brasileiras de álcool combustível subiram 33,2%.

Cebola irrigada por gotejamento tem alta produtividade no sertão nordestino

Técnicas como a fertirrigação e o sistema de irrigação por gotejamento estão animando os produtores de cebola no sertão nordestino. O uso das técnicas tem trazido produtividade e lucro de maneira acessível.

Piscicultura ornamental - investimento mais que lucrativo em Minas Gerais

A aquicultura nacional está em alta, principalmente na Zona da Mata Mineira onde sete cidades (São Francisco do Glória, Patrocínio do Muriaé, Barão do Monte Alto, Eugenópolis, Vieiras, São Francisco do Glória, Miradouro e Muriaé) são responsáveis por 70% da criação e comercialização de peixes ornamentais. Peixes Bettas, Carpas, Paulistinhas, Espadas e mais de uma centena de espécies são despachadas semanalmente para Belo Horizonte, capital mineira.

Governo investe R$1 bilhão para escoamento do milho

Na reunião do Ministério da Agricultura e Pecuária (Mapa) desta última quinta feira, 11, o governo decidiu estimular o escoamento do milho que está ocupando os armazéns em vários estados brasileiros, visando facilitar a comercialização e melhorar os preços. As principais regiões produtoras e com maior estoque de grãos são Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Paraná e Goiás, e são estas que mais sofrem com a impossibilidade de receber em seus armazéns a nova safra, o que acaba por contribuir com a queda dos preços pagos ao produtor.

Altas temperaturas criam boas expectativas em produtores mineiros de coco-da-baía

A expectativa é de mais um verão bem quente. Tal possibilidade animou os produtores mineiros de coco-da-baía. Espera-se repetir os resultados positivos do ano passado, quando as vendas cresceram 106%. Só no CeasaMinas, em Belo Horizonte, foram vendidas 1,8 milhão de unidades.

Integração lavoura/pecuária ajuda a recuperar pastos no Mato Grosso

Mato Grosso se destaca como um dos grandes produtores nacionais de carne bovina. Com um rebanho de 28,7 milhões de cabeças, atualmente é o segundo maior exportador de carne do Brasil, com 15,6 mil toneladas por ano (15,4% do total), ficando atrás apenas de São Paulo. Estes dados são do Instituto Mato-Grossense de Economia Agrícola (Imea) e da Secretaria de Comércio Exterior (Secex), do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior.

MS tem maior rebanho da história

O Instituto de Defesa Animal e Vegetal do Mato Grosso do Sul (Indea) apontou uma quantidade surpreendente de cabeças de gado em Mato Grosso do Sul. O estado registrou na vacinação de novembro 29,2 milhões de cabeças. O número representa um aumento de 1,5% em relação ao resultado registrado em 2010.

A redescoberta do chá mate

A erva-mate é nativa do Brasil e consumida pelos índios desde antes da colonização. Ela se tornou popular entre os portugueses e se espalhou pelo país inteiro. Hoje, é uma das bebidas preferidas dos brasileiros, principalmente pela manhã, para tirar aquele sono matinal. O modo de consumo (quente, frio ou gelado) e o nome dado (tererê, chimarrão ou só chá mate mesmo) mudam de acordo com a região, o que não muda são os benefícios trazidos pela erva.

Aprenda a preparar o chá mate

Em matéria recente publicada pelo portal CPT - Centro de Produções Técnicas, na terça-feira, 31 de janeiro, destacamos os benefícios da erva-mate (Ilex paraguariensis). O consumo da planta nativa do Brasil, que se tornou um hábito dos brasileiros de todo o país, foi associado por diversos pesquisadores à redução nos níveis de colesterol, gorduras e glicose. Portanto, é um grande auxiliar na prevenção e no tratamento da diabetes, de problemas cardíacos e na diminuição do peso.

Atendimento Online
Quer Facilidade