WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "estufa-tipo-londrina" ()

Como construir uma estufa para hortaliças orgânicas

Existem muitos modelos de estufas atualmente em uso, mas os mais comuns e recomendados para a horticultura orgânica são os de arco, de capela e geminada. O modelo em arco, como o nome sugere, é composto por arcos, de diâmetro e altura variáveis, geralmente fixados em um suporte, que poderá ser de diferentes materiais, como troncos de eucalipto, madeira aparelhada, vigas de metal ou postes de concreto.

Cultivo de tomate em estufa

O cultivo de tomate em estufas é uma atividade relativamente nova no Brasil, mas encontra-se em franca expansão, sobretudo nos Estados do Sudeste e Sul. Este modo de produção necessita de cultivares bem adaptadas e que proporcionem o máximo rendimento de produtos de elevado padrão de qualidade. Embora o número de cultivares ainda seja limitada, o tomate, ao lado do pimentão, é a espécie que tem mostrado crescimento mais consistente e uma das alternativas mais rentáveis do setor.

Estufa para cultivo evita problemas causados pelas mudanças climáticas

As plantas desenvolvem-se melhor em determinadas temperaturas. Estufas são utilizadas quando o objetivo é aquecer o ambiente. O frio pode causar má germinação da semente, além de má absorção de nutrientes, pois o sistema radicular paralisa sua atividade, provocando abortamento de flores e crescimento lento. A umidade relativa do ar baixa é um fator que pode contribuir para a desidratação das plantas, levando à necessidade de uma irrigação mais eficiente.

Cultivo em estufas auxilia no melhor desenvolvimento das plantas

Especial - A denominação estufa ou abrigo é utilizada quando o objetivo é o aquecimento do ambiente. Essa técnica é importante, porque algumas plantas se desenvolvem... E mais: No vídeo, veja como você pode trabalhar com o cultivo de estufas.

Documento prevê a utilização do biodiesel para o transporte coletivo

As grandes cidades são responsáveis pelas maiores emissões de gases de efeito estufa no mundo. Tomando consciência disso, 58 metrópoles do mundo inteiro apoiaram o lançamento do documento Climate Leadership Group, o C-40. Ele prevê a utilização de biodiesel como a principal fonte de energia para o transporte coletivo das capitais brasileiras e de outras cidades do planeta.

BNDES financia projetos de combate ao efeito estufa

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) administrará a carteira de crédito reembolsável do Fundo Nacional sobre Mudança do Clima (Fundo Clima). Ele recebe 60% do valor de participações especiais da exploração de petróleo brasileiro que é recebido pelo Ministério do Meio Ambiente. O ministério escolheu o órgão para operar as linhas de financiamento destinadas a projetos que visem a redução de emissões de gases de efeito estufa e a criação de tecnologias para a adaptação às mudanças climáticas.

Para a APPS, pecuária pode emitir 88% menos gases do efeito estufa

Durante reunião com jornalistas na 18ª Feira Internacional da Cadeia Produtiva da Carne (Feicorte), a Associação dos Profissionais da Pecuária Sustentável (APPS) e a Scot Consultoria defenderam que a pecuária está cada vez mais sustentável. Para eles, a atividade não é mais tão prejudicial ao ambiente, como defendem muitas organizações ambientalistas.

Rio pretende reduzir em 20% as emissões de gases nos próximos 8 anos

A Prefeitura do Rio de Janeiro anunciou que pretende reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 2,3 milhões de toneladas até o ano de 2020. Esse valor corresponde a 20% das emissões no município em 2005. Essa meta está incluída no Plano de Baixo Carbono do Rio de Janeiro, desenvolvido em parceria com o Banco Mundial.

Setor agropecuário brasileiro é beneficiado com US$ 10,6 milhões pelo Banco Mundial

No dia 1º de agosto deste ano, representantes do Banco Mundial assinaram com o Senar um acordo que destina US$ 10,6 milhões para o projeto ABC Cerrado, desenvolvido em parceria com a Embrapa e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, marco na agricultura de baixo carbono. O objetivo do referido projeto é difundir práticas agrícolas sustentáveis que sejam capazes de atuar na redução das emissões de gases de efeito estufa. Em resumo, o ABC Cerrado, de acordo com o secretário executivo do Senar, Daniel Carrara, formará um exército de produtores, multiplicadores e técnicos especializados em garantir a efetiva aplicação tecnológica no campo, garantindo renda aos produtores rurais, sem deixar de lado a questão da preservação ambiental.

Produção de biodiesel ultrapassa meta inicial do governo e recebe mais incentivo

A cada dia a frota de carros, caminhões e motos aumenta e a tendência é que continue crescendo. Além de exigir uma boa infraestrutura das cidades, isso gera uma preocupação mundial com a emissão de gases que causam o efeito estufa. Por isso, há necessidade do desenvolvimento das fontes de energia renováveis, ou biodiesel.

Fique por dentro das novidades!