WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"diferenca-entre-a-cobra-coral-verdadeira-e-as-outras"

Entenda a diferença entre os tipos de perfumes

Você já deve ter reparado nos diversos nomes escritos embaixo da marca dos perfumes. Também já deve ter percebido a diferença de duração de um para o outro e a intensidade do cheiro. Pois é, existem diversos tipos no mercado, cada um com propriedades específicas. O professor Francisco Ferreira do Curso CPT de Perfumaria — Sabonetes, Perfumes, Óleos e Sais de Banhos nos mostra qual as diferenças. 

O veneno de cobras na produção de medicamentos

Stefan Tutzer, professor do Curso a Distância CPT Criação de Serpentes Para Produção de Veneno, anuncia que o veneno de cobra já é amplamente utilizado na produção de antídotos e medicamentos, se tornando uma opção rentável para quem tem interesse pela atividade.

Criação de cobras para extração de veneno é uma aventura vantajosa

Serpentes produzem venenos potentes com a finalidade principal de digerir seus alimentos, que são abocanhados e engolidos inteiros. A peçonha é produzida por duas glândulas especiais, localizadas na cabeça, atrás e abaixo dos olhos. Atualmente, a extração de veneno pelo homem, tem se mostrado um negócio lucrativo.

Embrapa testa gene do café em outras culturas comerciais

Uma pesquisa da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em parceria com a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), identificou um gene do café que é resiste à seca. Depois de vários experimentos, os pesquisadores descobriram que a estrutura pode ser transferida com sucesso para outras variedades comerciais.

Veneno de cobra africana pode ser usado como analgésico

A mamba negra é a serpente mais venenosa da África. Segundo um estudo publicado na revista científica Nature, o veneno desta cobra poderia ser usado como analgésico. Segundo a publicação, as substâncias batizadas de ?mambalgins? são tão potentes quanto a morfina, mas sem provocar os efeitos colaterais dela.

Tudo sobre criação de serpentes

Apesar de muitas pessoas demonstrarem terror diante de uma cobra, elas colaboram muito para o equilíbrio de nosso ecossistema, além de serem nossas aliadas no controle de doenças, pois se alimentam dos roedores, grandes causadores de doenças na humanidade. Sem contar, também, que seu veneno é empregado em inúmeras indústrias para produção de medicamentos para o tratamento de câncer, hipertensão, cola cicatrizante, analgésicos e para fabricação do soro contra os efeitos negativos da sua picada.

Agropecuária no Brasil cresce mais do que em outros países

Uma pesquisa realizada pelo Mapa - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, afirma que o Brasil está à frente de outros países na produção e exportação de alimentos. O estudo, que analisou o comportamento do setor nos últimos 35 anos, aponta que o crescimento médio anual, de 1974 a 2009, foi de 3,57%, enquanto os Estados Unidos, no mesmo período, teve uma média de crescimento de 1,87% ao ano.

Os profissionais em falta no mercado

Alguns profissionais têm sido procurados por muitas empresas, mas está difícil encontrá-los. São pessoas com alto grau de especialização e preparo, por isso quase nunca ficam disponíveis. Eles geralmente ocupam vagas de gestão, principalmente em grandes corporações. Os salários são altos, mas fazem jus à complexidade e a especificidade do trabalho. Um levantamento feito pela consultoria EXEC a pedido da revista Exame, mostra quais são esses profissionais raros e muito valorizados no mercado brasileiros. São eles: Engenheiros e técnicos para a perfuração de poços de petróleo e gás natural: a área de petróleo e gás como um todo é bem deficiente de pessoal especializado no país. Muitas empresas chegam a importar mão de obra. No entanto, o déficit é ainda maior quando se trata de profissionais para trabalhar na perfuração de poços. Além de preparação muito específica, está cada vez mais difícil encontrar pessoas dispostas a passar muito tempo nas plataformas em alto-mar. Gerentes de incorporadoras com foco na captação de terrenos: o crescimento do mercado da construção abriu espaço para profissões bem mais específicas. Esse tipo de profissional costuma ser formado na área de gestão, mas possui grande experiência e olho clínico para encontrar bons terrenos e realizar bons negócios. Ele ainda precisa ter bom relacionamento com prefeituras e outros órgãos públicos, bem como com outras empresas e pessoas envolvidas no setor. Muitos profissionais estão migrando de outras áreas para trabalhar no setor imobiliário. Gerentes e engenheiros de obras voltadas para a geração de energia: os projetos para a geração de energia são empreendimentos grandiosos, feitos por grandes empresas ou pelo próprio governo e subsidiárias. Para trabalhar nessa área é preciso ter conhecimento técnico em gestão e engenharia, além de muita experiência para lidar com problemas ambientais, locais isolados e o próprio gerenciamento de pessoas em condições especiais. A falta desses profissionais se agrava quando se trata de fontes energéticas menos comuns, como a eólica e a solar. Gerentes agrícolas: esses não parecem estar em falta, visto o grande número deles no mercado. No entanto, a demanda ainda é muito maior, por conta do grande sucesso do agronegócio brasileiro. As deficiências vêm exatamente dos setores que mais produzem para a exportação, como a soja e o setor sucroalcooleiro. O gerente agrícola é responsável por conseguir uma maior produção, com menos custos, aplicando mais tecnologia e um melhor uso dos recursos. Gerentes de planejamento tributário: o sistema tributário brasileiro é muito complexo. Portanto, as médias e grandes empresas precisam de profissionais especializados para coordenar o planejamento do pagamento e de estratégias ligadas a impostos diretos, aqueles que incidem sobre as operações. Com esse tipo de profissional, as empresas podem economizar muito dinheiro, dentro e fora do país, sempre seguindo a legislação. Gerentes de vendas para a América Latina na área de tecnologia: com o crescimento da economia brasileira e a entrada no Mercosul, o Brasil passou a ser a sede e a liderar muitas negociações na área de tecnologia. Muitas empresas multinacionais instalaram sedes ou filiais no país, fazendo negócios com toda a América Latina. Há demanda por profissionais que coordenem as vendas para os outros países da região. Além dos conhecimentos em vendas, gestão e tecnologia, ele deve ter fluência na língua espanhola e conhecer a cultura e a economia desses países. Engenheiros especializados em cloud computing: a área está relacionada com a gestão e os conhecimentos de computadores ligados em redes (ou nuvens), significando uma evolução na internet. Os profissionais que trabalham nesta área não só possuem um amplo conhecimento de informática como também estão atualizados sobre todas as novidades do setor de internet, aplicativos para dispositivos móveis e redes sociais. Gerentes de serviços na área de tecnologia: telecomunicações e informática são as alguns dos setores que mais crescem hoje. Todos eles estão ligados à prestação de serviços. Esses gerentes precisam ter conhecimento de gestão e mercado, e também entender sobre o produto que oferecem, no caso, tecnologia. Gerente de vendas na área de educação/editorial: este é um dos setores que mais cresce hoje no Brasil, pois está ligado à educação em todos os níveis, mas sobretudo na área de capacitação profissional. O gestor precisa de experiência para trabalhar na área e de conhecimentos específicos sobre o setor, as leis sobre educação e as técnicas sofisticadas de marketing. Por: Maria Clara Corsino.

Entenda as diferenças entre escova progressiva e definitiva

As técnicas de alisamento vêm evoluindo desde o início dos anos 90, mas duas delas caíram no gosto das mulheres que alisam os fios. As chamadas escovas progressivas e escovas definitivas prometem cabelos lisos por muito mais tempo. Mas, qual é a diferença entre elas?

A diferença entre bebida láctea e iogurte

No supermercado, podemos ver que a bebida láctea e o iogurte estão juntinhos, até misturados, e de tão parecidos, fica bem difícil saber qual é a diferença entre eles. Apesar de parecidos, eles não são a mesma coisa. O iogurte em si é fruto da fermentação do leite. A versão natural não contém adição de sabor ou açúcar, mas a maioria é adocicada e possui alguma fruta, suco ou aromatizante.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!