Resultados da busca para "cultivo-de-melao-em-estufa"

Cultivo de tomate em estufa

O cultivo de tomate em estufas é uma atividade relativamente nova no Brasil, mas encontra-se em franca expansão, sobretudo nos Estados do Sudeste e Sul. Este modo de produção necessita de cultivares bem adaptadas e que proporcionem o máximo rendimento de produtos de elevado padrão de qualidade. Embora o número de cultivares ainda seja limitada, o tomate, ao lado do pimentão, é a espécie que tem mostrado crescimento mais consistente e uma das alternativas mais rentáveis do setor.

Benefícios do uso da água no cultivo hidropônico

O cultivo hidropônico de plantas agrega cultivares que se desenvolvem sem a utilização de solo e são alimentados por meio de uma solução nutritiva. Entre os diversos sistemas hidropônicos, como cultivo em cascalho, argila expandida, areia e lã mineral, o mais conhecido é o que utiliza água. Esse tipo de produção é classificado como fechado, pois a solução nutritiva é bombeada para os canais de cultivo e, após a irrigação das plantas, é drenada de volta para o reservatório.

Cultivo em estufas auxilia no melhor desenvolvimento das plantas

Especial - A denominação estufa ou abrigo é utilizada quando o objetivo é o aquecimento do ambiente. Essa técnica é importante, porque algumas plantas se desenvolvem... E mais: No vídeo, veja como você pode trabalhar com o cultivo de estufas.

Estufa para cultivo evita problemas causados pelas mudanças climáticas

As plantas desenvolvem-se melhor em determinadas temperaturas. Estufas são utilizadas quando o objetivo é aquecer o ambiente. O frio pode causar má germinação da semente, além de má absorção de nutrientes, pois o sistema radicular paralisa sua atividade, provocando abortamento de flores e crescimento lento. A umidade relativa do ar baixa é um fator que pode contribuir para a desidratação das plantas, levando à necessidade de uma irrigação mais eficiente.

Como construir uma estufa para hortaliças orgânicas

Existem muitos modelos de estufas atualmente em uso, mas os mais comuns e recomendados para a horticultura orgânica são os de arco, de capela e geminada. O modelo em arco, como o nome sugere, é composto por arcos, de diâmetro e altura variáveis, geralmente fixados em um suporte, que poderá ser de diferentes materiais, como troncos de eucalipto, madeira aparelhada, vigas de metal ou postes de concreto.

Hidroponia no cultivo de tomate supera em três vezes o plantio no campo

A hidroponia é uma atividade recente no Brasil, que já se destaca como uma das grandes revelações dos meios produtivos. No início, a técnica privilegiava o plantio do alface, relegando as outras culturas a plantações experimentais. O cultivo de tomates em sistema hidropônico, entra nesse contexto com grandes perspectivas de lucro para o produtor rural.

Cultivo de milho é significativo para a agricultura familiar

O milho é, sem dúvida, um dos cereais mais cultivados em todo o mundo e responsável pelo fornecimento de produtos muito utilizados, na alimentação humana e animal, bem como para a geração de matérias-primas para a indústria. Cultivado em todo o Brasil, tanto na agricultura familiar quanto nas grandes empresas agropecuárias, estando presente em todas as cadeias produtivas de animais.

Pêssego tem cultivares classificadas em cinco parâmetros

A escolha da cultivar é um ponto importante na hora de se implantar um pomar de pêssegos. Qualquer que seja a escolhida, o custo de implantação será o mesmo. A diferença entre elas, entretanto, é o retorno econômico. Os ganhos com a escolha por uma cultivar de boa adaptação, com alto nível de produção e qualidade, e dotada de boa resistência a doenças, certamente serão bem mais elevados, quando comparados com o de outra sem essas características.

Cultivo de transgênicos deve aumentar 12% na próxima safra

A empresa de consultoria em agronegócio Céleres divulgou que o cultivo de variedades transgênicas deve aumentar 12,3% na safra 2012/2013 em comparação com a anterior. A área plantada com sementes geneticamente modificadas deve chegar a 36,6 milhões de hectares no Brasil, em torno de 4 milhões de novos hectares plantados com transgênicos. Segundo a instituição, a soja continuará a ser o principal produto a adotar a biotecnologia, representando 88,1% da área plantada com sementes transgênicas, aproximadamente 23,9 milhões de hectares. A área plantada com algodão deve ter em torno de 50% de sementes transgênicas, o equivalente a cerca de 546 mil hectares. Nas lavouras de milho, cada vez mais, estão sendo usadas sementes geneticamente modificadas. No cultivo do milho safrinha, houve uma participação de 87,8% das lavouras, cerca de 6,9 milhões de hectares. Já na próxima safra, a área com transgênicos deve ser de 62,6% do total, cerca de 5,2 milhões de hectares. O engenheiro agrônomo Anderson Galvão, sócio-diretor da Céleres, acredita que o crescimento considerável da adoção de biotecnologia se deve ao aumento de novas variedades disponíveis no mercado, adaptadas às diversas áreas de cultivo do Brasil. Ele afirma que os agricultores têm justificado a escolha das sementes principalmente pelos muitos benefícios diretos e indiretos que elas oferecem.

Cultivo de coqueiro anão e os tratos culturais

O cultivo do coqueiro anão é, atualmente, considerado uma das atividades agrícolas de maior retorno financeiro aos produtores. Isso acontece porque o consumo de coco, principalmente na forma in natura, vem aumentando cada vez mais em todo o mundo. Devido a esse crescimento na demanda pelo coco e seus derivados

Atendimento Online
Quer Facilidade