WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"cotia-animal-silvestre"

A importância do bem-estar animal para a produtividade

A criação humanitária de animais tem sido adotada por muitos produtores no exterior e no Brasil. Esta é uma tendência mundial, tendo em vista que o bem-estar animal aumenta a performance produtiva da criação. Consequentemente, os ganhos com a produção são otimizados, assim como a rentabilidade do negócio.

Nova lei de cotas em universidades já deve valer para este ano

O Senado aprovou, na última terça-feira, dia 07, a Lei das Cotas, que prevê 50% das vagas de todos os cursos e turnos das instituições federais reservadas para estudantes de escolas públicas. O texto passará pela sanção da presidente Dilma Rousseff em um prazo máximo de 15 dias e já valerá assim que for publicada.

Entenda a nova lei de cotas

A nova lei de cotas foi sancionada em agosto de 2012, mas começou a valer para os vestibulares realizados esse ano. Segundo as normas, 50% das vagas das universidades e institutos federais devem ser destinadas para estudantes oriundos de escolas públicas.

Criadores devem recadastrar seus animais silvestres

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis - Ibama - deu início nesta segunda-feira, dia 06 de outubro, o recadastramento de animais silvestres. Obrigatório para todos os criadores comerciais e científicos, zoológicos, abatedouros e curtumes autorizados, as penalidades para os que não cumprirem a lei acarretam em sanções administrativas e penais e, ainda, na suspensão das atividades relacionadas ao manejo de fauna.

Castanha-de-cotia pode ser a mais saudável

Um estudo inédito feito pela Universidade Estadual Paulista (Unesp) analisou as propriedades nutricionais da castanha-de-cotia. Os pesquisadores constataram que ela pode ser conhecida como um alimento funcional, que ajuda a prevenir diversas doenças, entre elas as cardiovasculares, as neurodegenerativas e as inflamatórias.

UE importa mais frango, peru e cana-de-açúcar do Brasil

Com a entrada da Croácia no Bloco Europeu, quem saiu ganhando foi o Brasil. As exportação de carne de frango será acrescida de 4.766 toneladas e de peru, de 610 toneladas, com tarifa zero dentro do limite da cota. Já o açúcar será beneficiado com duas cotas, uma destinada aos produtores da Região Nordeste que terá um acréscimo de 78 mil toneladas. A outra cota é de 36 mil toneladas, volume que poderá ser utilizado pelo Brasil ou por qualquer país exportador de açúcar.

O mundo pede uma pecuária racional, justa e correta com os animais

O manejo focado em bem-estar animal é uma ferramenta que visa à melhoria na qualidade de vida dos bovinos e equinos, além de ser um fator de melhoria geral na propriedade. “Com uma equipe bem informada e treinada nos conceitos que visam o bem-estar animal, conseguimos mudar uma realidade, às vezes dura, para um trabalho tranquilo e com menor risco de acidentes dentro dos currais”

Ração Animal deve ter produção dobrada até 2050 em países da América Latina e Caribe

Na Conferência FAO/IFIF (Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, e International Feed Industry Federation), vários países discutiram a redução da fome através do aumento na produção de proteína animal e na sustentabilidade. Participaram do evento representantes de 80% da indústria mundial de alimentação animal.

Milho hidropônico é alternativa para alimentação animal

Durante a estiagem, os agricultores familiares da região de Juazeiro, no norte da Bahia, estão sendo orientados pelos agentes da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA) a usarem milho hidropônico na alimentação animal. O grão ajuda o gado a manter o peso e a produzir leite, mesmo em tempos de seca.

A alta produção de leite e corte depende do que comem os bovinos

A pecuária leiteira e de corte exige, durante todo o ano, a manutenção dos animais nas pastagens, a fim de gerar alta produção, menores e menos trabalho ao produtor. Entretanto, devido à estacionalidade de produção das pastagens, o desejável não é possível. “Esse problema não é um castigo da natureza apenas para as regiões tropicais do mundo e sim para todas as regiões onde as pastagens são usadas como base da alimentação animal”, afirma Adilson de Paula Almeida Aguiar, Zootecnista, Especialista em Produção Animal, Diretor da Consupec - Consultoria e Planejamento Pecuário, e professor de graduação e pós-graduação da Fazu, Faculdades Associadas de Uberaba.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!