Resultados da busca para "como-criar-frango-semi-caipira"

Criação de frango e galinha caipira - planejamento de produção e escolha das raças

A criação de frango e galinha caipira vem crescendo muito no país. Esse crescimento se deve ao fato da carne dessas aves ser mais firme e saborosa que a do frango e galinha de granja, de forma que aguça os paladares dos consumidores e, consequentemente, aumenta as vendas no mercado.

Frango e galinha caipira criados de forma planejada geram bons lucros

O consumo da carne de frango pelos brasileiros cresceu mais de 15% em 2010. De 1999, quando a média era de 26Kg de frango por habitante/ano, o Brasil passou, no último ano, a 44Kg per capita. A procura por alimentos de origem natural e ecológica também aumentou e, nesse contexto, se encaixam bem as aves criadas no sistema caipira.

Culinária - receita de uma deliciosa galinha caipira

A galinha caipira apresenta uma carne mais saborosa, com textura mais firme e que proporciona uma mastigação mais lenta que a do frango criado em granja. Por esses e outros motivos, as receitas que contêm a galinha caipira como ingrediente principal são tão tradicionais, seja na culinária mineira (onde essa receita é a mais comum) ou no restante do país.

Doutor em avicultura fala sobre melhor idade para o abate de frangos de corte

Quem decide a melhor idade para se abater os frangos? Na prática, é o mercado consumidor quem informa ao abatedouro o tamanho da ave e o tipo de corte que ele deseja. Tudo é planejado em função dessa demanda. Segundo o Dr. Tadeu Cotta, professor do curso Produção de Frangos de Corte, elaborado pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, "um frango já pode ser abatido a partir de 1 kg de peso vivo. Antes disso, ele ainda está muito pequeno. Mas não se deve abatê-lo muito grande, pois, quanto mais velho, pior a conversão alimentar. Dessa forma, o abate deve ser entre os 28 e os 42 dias de idade".

Como saber o que é rentável na avicultura caipira

O sistema caipira de criação considera que as aves de raças puras, como as americanas e as de linhagens caipira melhoradas, são as mais indicadas. Mas, pode-se utilizar, também, aves de linhagem industrial. Nesse caso, é bom lembrar que a galinha de linhagem industrial de pele e plumagem branca, não tem mercado.

Produção de frangos de corte - sistema de integração, sistema cooperativo e sistema independente

A criação de frangos de corte tomou impulso, no Brasil, no final da década de 60. A partir daí, a avicultura se consolidou graças a fatores como o clima favorável à criação, a expansão da cultura da soja e do milho e a boa receptividade do consumidor ao produto.

Agricultores familiares aumentam renda com criação de galinha caipira

Se o pequeno produtor rural já está acostumado a criar galinha para subsistência, agora ele está sendo incentivado a produzi-las para a comercialização. Um projeto da Empresa Baiana de Desenvolvimento Agrícola (EBDA), ligada à Secretaria de Agricultura, Irrigação e Reforma Agrária (Seagri), tem promovido a criação de galinha caipira por agricultores familiares baianos

Planejamento de produção de frangos de corte com sexagem pelo empenamento

Um dos avanços técnicos da avicultura de corte é a possibilidade de se separar os frangos por sexo, com facilidade. Esse modo de criar machos separados das fêmeas é vantajoso sob vários aspectos. Ele ganha por oferecer frangos mais uniformes para o abate. Para o Dr. Tadeu Cotta, professor do curso Produção de Frangos de Corte, desenvolvido pelo CPT - Centro de Produções Técnicas, "ganha-se no manejo, com a melhor utilização das instalações e equipamentos e, também, com a utilização de rações específicas para cada sexo".

Segundo pesquisa, frango é consumido por 100% das famílias brasileiras

Uma pesquisa realizada pelo Centro de Assessoria e Pesquisa de Mercado (CEAP), encomendada pela União Brasileira de Avicultura (Ubabef), constatou que 100% das famílias brasileiras consomem carne de frango. O levantamento foi feito com 2.869 famílias, das quais 99% afirmaram também ingerir ovo, 98% carne bovina, 96% carne de peixe e 74% carne suína.

Cama de frango é incentivada como adubo orgânico

Emater, Mapa e Embrapa estão analisando, além dos benefícios para as plantas, a questão da fertilidade do solo. Em 2009, o Mapa - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, publicou uma instrução normativa com punições severas para o produtor que fizer uso da cama de frango na alimentação do rebanho. Para desestimular a prática e dar alternativas de renda ao avicultor que comercializava esse subproduto das granjas, a Emater - Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Estado de Minas Gerais e a Embrapa Milho e Sorgo estão incentivando a aplicação da cama de frango como adubo de lavouras, principalmente do milho.

Atendimento Online
Quer Facilidade