Resultados da busca para "cobra-mais-venenosa-das-americas"

O veneno de cobras na produção de medicamentos

Stefan Tutzer, professor do Curso a Distância CPT Criação de Serpentes Para Produção de Veneno, anuncia que o veneno de cobra já é amplamente utilizado na produção de antídotos e medicamentos, se tornando uma opção rentável para quem tem interesse pela atividade.

Veneno de cobra africana pode ser usado como analgésico

A mamba negra é a serpente mais venenosa da África. Segundo um estudo publicado na revista científica Nature, o veneno desta cobra poderia ser usado como analgésico. Segundo a publicação, as substâncias batizadas de ?mambalgins? são tão potentes quanto a morfina, mas sem provocar os efeitos colaterais dela.

Estrabismo é combatido com veneno de cobra

A Crotoxina, toxina extraída do veneno da cascavel, tipo de cobra de grande incidência no Brasil, tem sido estudada pela Fundação Ezequiel Dias (Funed) como um agente ativo para combater o estrabismo. O objetivo dos estudos é poder melhorar a qualidade de vida das pessoas com estrabismo, com a possibilidade de oferecer tratamento gratuito pelo Sistema Único de Saúde - SUS.

Extração de veneno é simples, mas precisa de técnicas

Especial - Antes de iniciar a extração do veneno, o criador precisa estar com o cronograma do serpentário bem definido, sabendo quais animais estão em condições... E mais: vídeo mostrando todo o processo para a extração de veneno

Tudo sobre criação de serpentes

Apesar de muitas pessoas demonstrarem terror diante de uma cobra, elas colaboram muito para o equilíbrio de nosso ecossistema, além de serem nossas aliadas no controle de doenças, pois se alimentam dos roedores, grandes causadores de doenças na humanidade. Sem contar, também, que seu veneno é empregado em inúmeras indústrias para produção de medicamentos para o tratamento de câncer, hipertensão, cola cicatrizante, analgésicos e para fabricação do soro contra os efeitos negativos da sua picada.

Criação de cobras para extração de veneno é uma aventura vantajosa

Serpentes produzem venenos potentes com a finalidade principal de digerir seus alimentos, que são abocanhados e engolidos inteiros. A peçonha é produzida por duas glândulas especiais, localizadas na cabeça, atrás e abaixo dos olhos. Atualmente, a extração de veneno pelo homem, tem se mostrado um negócio lucrativo.

Veneno de cascavel ajuda a combater câncer de pele

Experimentos realizados pelo Instituto Butantã, em São Paulo, indicam que uma toxina presente no veneno da cascavel pode aumentar a expectativa de vida de doentes com câncer de pele. A substância está sendo testada em cobaias e tem apresentado bons resultados até agora.

Veneno de peixe, santo remédio contra a asma

Pesquisadores do Instituto Butantan desenvolveram um remédio contra asma a partir de veneno de peixe. A doença inflamatória, que já atinge 15 milhões de brasileiros, pode ser aliviada com a substância elaborada, diluída em água e inalada. O estudo foi realizado com um dos peixes venenosos existentes no Brasil, o niquim, (Thalassophryne nattereri),

Prevenção da artrite pode vir do veneno de abelha

Partindo mais uma vez de ditados e costumes populares, uma tese de doutorado defendida na USP apresentou resultados científicos comprovando que o veneno das abelhas pode prevenir artrite. Usado na dosagem certa, a pesquisa identificou melhoras no quadro clínico dos pacientes.

Laboratório cria botox natural de veneno de abelha

Mel, pólen e geleia são matérias-primas usadas em diversos cosméticos naturais oferecidos no mercado. O mais recente deles foi desenvolvido a partir do veneno das abelhas, em um laboratório de Tatuí, cidade a 140km de São Paulo. O produto já foi lançado no mercado, com a aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e promete aumentar a produção de colágeno, melhorando a elasticidade da pele. Por isso, ele tem o nome de botox natural.

Atendimento Online
Quer Facilidade