WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "sistemas-de-criacao" ()

De propriedade rural convencional para orgânica: fácil ou difícil?

Não é muito simples fazer uma conversão do sistema convencional de produção para o sistema orgânico. Isso leva tempo, geralmente, quatro anos. “O produtor tem grandes dificuldades de se adaptar a um novo sistema, devido aos vícios, pois no início a plantação não responde sem o apoio químico, dado que o solo está debilitado e o equilíbrio natural está em desarmonia por causa dos produtos utilizados anteriormente”, afirma Paulo Antônio D'Andréa, professor do Curso a Distância CPT Cultivo Orgânico de Citros, em Livro+DVD e Curso Online.

Drenagem linfática: funções do sistema linfático

O sistema linfático possui diversas funções no organismo. Ele é responsável pela produção e distribuição de glóbulos brancos e outras células importantes no sistema imunológico, como linfócitos, células produtoras de anticorpos

Sistema de pastejo x método de pastejo: qual a diferença?

É comum a confusão do significado de sistema de pastejo com o de método de pastejo, como ocorre quando se expressa "sistema de pastejo contínuo" e "sistema de pastejo rotacionado". Mas, o correto é expressar o método de pastejo dos tipos lotação contínua e lotação rotacionada ou pastejo intermitente.

Sistema digestivo dos peixes

A grande diversidade das espécies apresenta diferentes hábitos alimentares, exibindo características morfo-fisiológicas que ensejam a sua adaptação evolutiva aos diversos habitats. Assim, nos onívoros existem adaptações estruturais para a captura, ingestão e digestão dos alimentos.

Futebol: posicionamento e função dos atletas no sistema 3x5x2

Segundo Próspero Paoli, professor do Curso Online CPT Treinamento Tático no Futebol - Sistema 4x4x2 3x5x2, “O sistema 3x5x2 é formado na linha defensiva por um goleiro; dois zagueiros: um pela direita e outro pela esquerda; e o líbero (que poderá atuar a frente dos dois zagueiros e/ou atrás dos dois zagueiros)”. Veja a figura abaixo:

Sistema de irrigação autopropelido: vantagens

O autopropelido é um sistema de irrigação por aspersão do tipo móvel que é movimentado por energia hidráulica, gerada a partir da própria água bombeada. Segundo Rubens Alves Oliveira, professor do Curso a Distância CPT Aplicação de Fertilizantes e Defensivos Via Irrigação, em Livro+DVD e Curso Online, "Neste sistema, um único canhão, ou minicanhão, fica montado sobre um carrinho, que se desloca longitudinalmente ao longo da área a ser irrigada, propulsionado pela própria pressão da água".

Quando devo usar os sistemas de aspersão portáteis na irrigação?

Os sistemas portáteis são adequados para as situações em que é necessário fazer rodízios, deixando a área em descanso, por um determinado tempo, após a colheita da cultura, como acontece nos cultivos de algumas olerícolas, por exemplo. É adequado também para os casos em que os cultivos são feitos em áreas arrendadas, quando após o término da colheita a área deve ser desocupada. Nesses casos, após a colheita, o sistema de irrigação deverá ser removido da área para ser instalado em outro local

Sistema eólico: dimensionamento para alimentar um conjunto motobomba

O sistema eólico também poderá ser utilizado no acionamento de conjunto motobomba para bombeamento de água, para atender ao consumo de residências e as instalações de animais, como estábulos, pocilgas, granjas, entre outros. “Recomenda-se nesses casos utilizar motobombas de corrente contínua de 12, 24, ou 48 volts”, afirma Antônio Leite de Sá, professor do Curso a Distância CPT Energia Eólica - Para Geração de Eletricidade e Bombeamento de Água, em Livro+DVD e Curso Online.

Sistemas portáteis de irrigação por aspersão: quando utilizar

Os sistemas portáteis são adequados para as situações em que é necessário fazer rodízios, deixando a área em descanso, por um determinado tempo, após a colheita da cultura, como acontece nos cultivos de algumas olerícolas, por exemplo.

Consorciar árvores e pastagens dá certo? Quais as vantagens?

Consorciar árvores e pastagens dá certo? Quais as vantagens? A resposta é sim. Nas áreas de pastagens, os sistemas silvipastoris, ou seja, sistemas que consorciam árvores e pastagens, trazem aumentos substanciais na circulação de riqueza, favorecendo a industrialização regional através da disponibilidade de matéria-prima em maior quantidade e diversidade. Além disso, otimiza-se a oferta de emprego direto e indireto, via incremento de cadeias produtivas.

Fique por dentro das novidades!