Resultados da busca para "o-kiwi-gosta-de-solo-umido-ou-seco"

Vai plantar feno? Corrija a acidez do solo antes!

No Brasil, a ocorrência de solos ácidos é fato comum na maioria das regiões. Nessas condições, predominam solos com teores de cálcio e magnésio bastante baixos, uma forte presença de acidez de alumínio e manganês, o que é bastante prejudicial ao desenvolvimento de qualquer cultura. No manejo da fertilidade dos solos de pastagens, muitas vezes, os produtores se omitem no manejo da fertilidade, à custa de produção de forragem mais baixa. Para a produção de feno, entretanto, esquecer da fertilidade do solo significa comprometer severamente a produção e, consequentemente, a rentabilidade do negócio.

Por que avaliar a fertilidade do solo antes de plantar?

Por que avaliar a fertilidade do solo antes de plantar? Simples: o solo tem determinadas características físicas, químicas e biológicas. Por outro lado, as culturas têm determinadas exigências nutricionais que devem ser satisfeitas a partir das características químicas do solo, afirma Eurípedes Malavolta, professor do Curso a Distância CPT Análise de Solo e Recomendação de Calagem e Adubação, em Livro+DVD e Curso Online.

Por que arar o solo? Qual a vantagem desse método?

Entre as operações agrícolas com denominação geral de preparo periódico do solo, a aração é a mais antiga e comumente realizada. Ela provoca a aeração das camadas, permitindo maior introdução de oxigênio e expulsão de gás carbônico, o que facilita os processos químicos e biológicos da oxigenação, como uma verdadeira respiração do solo.

Qual é o objetivo da calagem nos solos?

Quando se interpreta uma análise de solo, primeiramente deve ser verificada a necessidade ou não da calagem. Por causa da influência sobre a eficácia dos fertilizantes, melhorando o ambiente radicular e facilitando a absorção dos nutrientes. “O objetivo da calagem é corrigir a acidez característica dos solos”, afirma Eurípedes Malavolta, professor responsável pelo Curso a Distância CPT Análise de Solo e Recomendação de Calagem e Adubação, em Livro+DVD e Curso Online.

Urucum - tipo ideal de solo para o cultivo deste corante natural

O urucueiro é uma planta rústica e resistente e, por isso, adapta-se a diferentes condições de solo, podendo ser cultivado até mesmo em solos de baixa fertilidade. É claro que, nessas situações, a produtividade será menor que em solos com boa fertilidade. Mas, o teor de bixina das sementes não acompanha essa relação, ou seja, mesmo a produtividade sendo pequena, o teor de bixina será satisfatório, dependendo da cultivar utilizada.

A energia eólica provém dos ventos ou da energia solar?

Para aqueles que ainda não sabem, a energia eólica, ao contrário do que possa parecer, provém da energia solar, uma vez que os ventos são originados como decorrência do aquecimento desuniforme da atmosfera, pela radiação solar. Essa desuniformidade no aquecimento da atmosfera é causado, principalmente, pela orientação dos raios solares e pelos movimentos do planeta.

Pisciculturas: por que fazer o teste de porosidade do solo?

A análise da textura do solo deve ser realizada antes de se implantar uma piscicultura. Tem por finalidade verificar se o solo é mais argiloso ou arenoso, possibilitando ao aquicultor, assim, determinar corretamente a vazão de água dos tanques. "Viveiros escavados em um terreno arenoso necessita de 7,5 a 12 L/s enquanto os viveiros escavados em terreno argiloso precisa de 2,5 a 4 L/s"

Fatores que limitam o desenvolvimento de forrageiras em pastagens

A característica física do solo mais limitante para a maioria das espécies forrageiras são solos de perfil raso. “Lajes de pedras muito rasas e solos com muitas pedras e cascalhos limitam o crescimento das raízes”, afirma Adilson de Paula Almeida Aguiar, professor do Curso a Distância CPT Manejo de Pastagens, em Livro+DVD e Curso Online.

Fonte de energia natural e inesgotável? O Sol!

A energia solar consiste em uma fonte de energia totalmente natural, ecológica, inesgotável e gratuita, que não agride, de maneira nenhuma, o meio ambiente. “Por isso, em vários países do mundo, verifica-se um considerável aumento na sua utilização”, afirma Evandro Sérgio Camêlo Cavalcanti, professor do Curso a Distância CPT Energia Solar para Aquecimento de Água.

Implante um correto sistema de irrigação no cafezal e salve sua lavoura

Não deixe que o período de estiagem coloque a perder todo o capital investido na sua lavoura de café. Prepare-se para as intempéries do tempo e previna-se antecipadamente, fazendo uma correta irrigação da sua plantação. A irrigação dos cafeeiros, principalmente em época de seca, vem se mostrando uma tecnologia viável. Lavouras irrigadas, quando comparadas com lavouras não irrigadas, apresentam respostas consideráveis em ganho na produtividade. A seleção de um sistema de irrigação deve ser embasada em vários fatores. Entre eles, a topografia, o espaçamento, a variedade cultivada, a disponibilidade e qualidade da água, a velocidade e direção dos ventos, a demanda de água pela cultura, o valor econômico e o potencial produtivo da lavoura. É sempre bom lembrar que, para cada situação, existe um tipo de equipamento que melhor se adapta.

Atendimento Online
Quer Facilidade