Resultados da busca para "embrapa-piscicultura"

Piscicultura: onde legalizá-la para sair da informalidade?

Como todas as atividades humanas, a piscicultura é uma atividade que pode ter impactos significativos sobre o meio ambiente, tanto na implantação dos viveiros quanto na sua operacionalização. Segundo Dr. Giovanni Resende, professor do Curso a Distância CPT Criação de Peixes - Como Implantar uma Piscicultura, em Livro+DVD e Curso Online, "Atualmente, a produção de pescado com qualidade é uma exigência do mercado consumidor. Por isso, existem leis que regulamentam a instalação de uma piscicultura para minimizar os danos ao meio ambiente que uma empresa como essa pode causar".

Pisciculturas: como evitar a erosão do solo

Para evitar a erosão do solo em pisciculturas é preciso construir caixas e bacias de contenção de chuvas torrenciais, para impedir o deságue das enxurradas dentro das unidades produtivas. "Mantenha o local dos açudes ou viveiros cercado, porque, além da erosão, os animais que tiverem acesso causarão estresse nos peixes, diminuindo o desempenho", afirma Dr. Giovanni Resende, professor do Curso a Distância Criação de Peixes - Como Implantar uma Piscicultura, em Livro+DVD e Curso Online.

Piscicultura: planejamento e escalonamento de viveiros

O correto planejamento é a chave para a construção de viveiros e demais estruturas de suporte de uma piscicultura. Quando se começa a produzir peixe, é preciso planejar um esquema escalonado para que todo mês se consiga a quantidade necessária para ofertar ao mercado. O planejamento e o escalonamento da produção vão depender de cada propriedade e de qual espécie escolhida.

Por que cultivar tilápia-do-nilo nas pisciculturas?

A tilápia-do-nilo (Oreochromis niloticus) é uma espécie de grande interesse na piscicultura atual, pois é o segundo grupo de peixes de água doce cultivado no mundo, ficando atrás apenas das carpas. "No Brasil, é a espécie mais cultivada, respondendo pela metade da produção anual de peixes cultivados", afirma Giovanni Resende de Oliveira, professor do Curso a Distância CPT Nutrição e Alimentação de Peixes, em Livro+DVD e Curso Online.

Afinal, o que é recria de peixes? Você sabe?

A recria consiste nas criações de peixes que adquirem os alevinos de pisciculturas especializadas e registradas, para criá-los até se transformarem em peixes juvenis. “Quando eles atingem o peso ideal para a outra fase da criação, podem ser comercializados, simplesmente, para outras pisciculturas para engorda, ou transferidos para outra instalação na própria piscicultura se esta praticar a fase de recria e engorda, pois o manejo e as instalações são diferentes

Produção de alevinos: mercados fornecedores

O local onde a piscicultura será instalada deverá ser o mais próximo possível dos principais mercados fornecedores de insumos e consumidores de peixes. Isso porque quanto maior for a distância entre a piscicultura e esses mercados, maiores serão as despesas com transporte

Produção de alevinos: infraestrutura

Uma forma de reduzir os custos na produçao de alevinos é instalar piscicultura em uma fazenda com uma boa infraestrutura. Para isso, o local deverá ser abastecido com rede de energia elétrica, telefone e fax. O fornecimento de energia elétrica permitirá a utilização de computadores, que auxiliarão na contabilidade da piscicultura

O que são Parques Aquícolas?

No Brasil, existem grandes reservatórios de água, em várias regiões, e o Ministério da Pesca é o responsável por transformar partes desses reservatórios em Parques aquícolas. Mas, afinal, o que são Parques aquícolas? Segundo Dr. Augusto César Soares dos Santos, professor do Curso a Distância CPT Criação de Tilápias em Tanques-rede, em Livro+DVD e Curso Online, "Parques aquícolas são áreas mapeadas com o aval do Ministério da Pesca que poderão ser requeridas por pessoas físicas ou jurídicas para, nessas áreas, exercerem atividade de piscicultura, dentro dos padrões e normas estabelecidos nos documentos de licenciamento ambiental".

Produção de alevinos: mercado consumidor

Avaliação do potencial do mercado consumidor da região: a piscicultura deverá ser implantada em uma região que tenha um mercado consumidor capaz de absorver a produção, e, para isso, antes de implantá-la

Piscicultura: por que e como medir a transparência da água?

A transparência está relacionada com a quantidade de plâncton presente na água. Para medi-la, mergulhe o disco de Secchi, aparelho utilizado para este fim, e meça a qual profundidade máxima que ele pode ser visto com clareza dentro d’água. "Se você colocar uma fita métrica diretamente presa ao disco, a leitura é imediata", afirma Dr. Giovanni Resende, professor do Curso a Distância CPT Criação de Peixes - Como Implantar uma Piscicultura, em Livro+DVD e Curso Online.

Atendimento Online
Quer Facilidade