Resultados da busca para "vacas-e-cavalos"

Identificação do cio em vacas leiteiras - importância para o produtor

Para obter um intervalo entre os partos de 12 meses, e alcançar maior eficiência produtiva, é preciso que a vaca leiteira emprenhe até 90 dias após a parição, apesar de no Brasil este tempo médio ser de 18 meses. Não detectar o cio de vacas a tempo em propriedades leiteiras é uma falha que custa caro à produção, já que a inseminação é atrasada, aumentando o intervalo entre partos, reduzindo a produtividade leiteira e o número de bezerras nascidas. Mas, os prejuízos não param por aí. Quando não se percebe o cio, o produtor tem seus gastos elevados, pois tem de custear a manutenção de vacas improdutivas.

Criação de cavalos: equipamentos necessários à montaria

Antes de o cavaleiro partir, de fato, para a montaria, deve ter conquistado a confiança do cavalo. Somente assim, o animal permitirá a aproximação e a monta. Esse início de convivência é uma relação de ganho e confiabilidade, afirma Dr. Haroldo Vargas Leal Júnior, professor do Curso a Distância CPT Aprenda a Montar e Lidar com Cavalos, em Livro+DVD e Curso online.

Concurso de vacas leiteiras - itens classificatórios

Nos Concursos de Vacas Leiteiras, muito comuns em exposições agropecuárias em todo o Brasil e no exterior, a avaliação da aparência física do animal conta como item classificatório. Neste sentido, analisa-se toda a estrutura externa da vaca, ou seja, entram na classificação itens como garupa, estatura, frente anterior, dorso, entre outros.

Higiene básica em cavalos: como fazer?

O cavalo é um ser vivo que geralmente causa o fascínio da grande maioria das pessoas. Independentemente da pelagem, da raça e do porte, dificilmente conheceremos pessoas com restrições aos cavalos. A sua beleza e imponência torna-o uma unanimidade. "É muito importante, no entanto, saber como fazer a higiene básica do cavalo antes de montá-lo, pois não se deve selar o animal sem que ele esteja totalmente limpo", afirma Dr. Haroldo Vargas Leal Júnior, professor do Curso a Distância CPT Aprenda a Montar e Lidar com Cavalos, em Livro+DVD e Curso Online.

Equoterapia - motivo da utilização do cavalo e seus benefícios

A equoterapia é um método terapêutico e educacional que utiliza o cavalo como mecanismo essencial para o desenvolvimento biopsicossocial de pessoas portadoras de deficiência ou de necessidades especiais. Na equoterapia, essas pessoas não são consideradas "clientes" ou "pacientes". Mas, sim, o sujeito do processo. Elas participam de sua própria reabilitação da maneira direta; são "agentes" de sua própria reabilitação, logo são um praticantes de equoterapia. O cavalo, por sua vez, é utilizado na equoterapia por vários motivos: no campo psicológico, o cavalo transmite uma sensação de força e poder, ou mesmo nos reporta a lembranças inconscientes de embalo e proteção. No cavalo, o cavaleiro participa como um todo, contribuindo para o aprimoramento da força muscular, relaxamento, conscientização do próprio corpo, desenvolvimento do equilíbrio e da coordenação motora, essenciais para o indivíduo se manter de pé, ou andar. Essa terapia também contribui para a melhora dos distúrbios da fala e comunicação, auxilia na articulação dos sons e linguagem, melhora a atenção e concentração, além de proporcionar uma harmonização através de um melhor conhecimento de si mesmo, melhorando a percepção da realidade externa e a maneira de se posicionar em relação ao mundo.

Concursos de vacas leiteiras - terminologias para ordenar as categorias

No Workbook, documento preparado por um grupo de especialistas em julgamento e na avaliação de vacas leiteiras, estão descritas todas as terminologias utilizadas pelos juízes ao avaliar um determinado animal. Este documento tem como objetivo auxiliar a exposição oral do jurado (ao explicar para o público que expõe animais ou assiste ao julgamento de animais) quando faz suas considerações sobre as vacas leiteiras participantes dos concursos nas exposições agropecuárias. No Brasil, os juízes geralmente também empregam, de certa maneira, os mesmos chavões na hora de explicar a ordem de animais dentro de cada categoria, enfatizando os pontos positivos e (ou) negativos de um animal para justificar o ordenamento dos animais classificados. Essas terminologias estão expressas em termos positivos e negativos para cada grupamento de características. Veja os gráficos de terminologias abaixo:

Cavalos - como alimentá-los corretamente

Diferente do que muitos imaginam, alimentar cavalos é uma difícil tarefa, já que há disponível no mercado uma infinidade de produtos disponíveis para este propósito. No entanto, o que deve ser levado em consideração quando o assunto for a forma correta de alimentá-los é que existem fatores, como o clima local, peso animal, tipo de cavalo, idade, saúde, caraga de trabalho, que determinam o tipo de alimento e a quantidade a ser dada para cada cavalo. Partindo-se disto, pode-se afirmar que o que é ideal para um equino pode não ser bom o bastante para outro, uma vez que não existem dois animais iguais.

Doma racional de cavalos: duração dos treinos

O tempo empregado nas lições é fator importantíssimo em quaisquer ocasiões onde se pretenda o ensino do cavalo. Saber dosar tempo, intensidade, quantidade de exercícios é uma das habilidades a ser perseguida pelos treinadores. "A duração das lições deve respeitar o desenvolvimento da capacidade do cavalo em manter a atenção dirigida para as mensagens que a ele estão sendo transmitidas. Pouco adianta prosseguir na instrução de um cavalo cujas atenções já tenham se dispersado", afirma Paulo Guilhon, professor do Curso a Distância CPT Doma Racional Interativa, em Livro+DVD e Curso Online.

Vai comprar um cavalo? Faça a escolha certa!

Vai comprar um cavalo? Faça a escolha certa! Antes de comprar um cavalo, faça uma avaliação honesta da sua capacidade de montar, tendo em mente que a maioria das pessoas tende a superestimar suas habilidades. “Cavaleiros talentosos e experientes tiram o melhor de todos os tipos de cavalos, até os de temperamento mais difíceis

Entenda os cavalos e saiba como lidar com eles

Há muitos anos o homem divide seu espaço com os animais, especialmente com aqueles domesticáveis, que podem ser úteis na execução de atividades diárias, como os cavalos. A convivência com os equinos tem se tornado cada vez mais próxima devido à índole deles, pois são amistosos, leais e perspicazes. Com uma percepção bastante aguçada, eles aprendem os comandos de um líder com muita eficiência e rapidez. Interessante notar que, ao estabelecer uma relação afetiva com o dono, o cavalo se esforça ao máximo para cumprir as tarefas que lhe forem solicitadas, por mais difíceis que elas sejam. Felizmente, hoje em dia, o cavalo quase já não é explorado no transporte de cargas e de pessoas ou visto como fonte de alimento, fatores que comprometiam seu bem estar, impedindo que ele tivesse um tratamento condizente com seu tipo de relação tão próxima e benéfica ao homem.

Atendimento Online
Quer Facilidade