Resultados da busca para "urucu-amarela"

Tire suas dúvidas sobre febre amarela

No ano passado, Minas Gerais viveu momentos alarmantes devido aos vários casos de febre amarela silvestre em algumas regiões do estado, com mortes pelo agravante da doença. Mal começou 2018 e, novamente, a doença viral tem preocupado não apenas a população como o governo.

Abelhas sem ferrão - Uruçu-Amarela (Melipona rufiventris)

A Melipona rufiventris é uma abelha social brasileira, da tribo dos meliponíneos. É conhecida popularmente como Uruçu-Amarela, Tujuba, Tujuva, Tiúba, Tiúva e Teúba, nomes populares que também podem ser utilizados para outras espécies do mesmo gênero, como é o caso da Melipona fasciculata, também chamada de Tiúba no Estado do Maranhão. Vive em colônias grandes, sendo pouco agressiva, cujo comportamento defensivo é beliscar a pele. A sua raridade, tanto na natureza quanto na meliponicultura racional, tem elevado os custos de aquisição de novas matrizes, mas, mesmo assim, é uma das espécies viáveis com grandes possibilidades, principalmente para divulgação da atividade, pois sua beleza chama muito atenção.

Abelhas com ferrão - Abelha-Italiana (Apis mellifera ligustica)

A Abelha-Italiana é uma variedade da Abelha-Europeia. Também é conhecida como Abelha-Amarela ou Abelha-Italiana-Amarela. Sua baixa agressividade, aliada à alta produtividade e à rápida produção de favos de mel, faz a Apis mellifera ligustica ser muito popular no mundo todo, sendo, de fato, a preferida dos apicultores. No entanto, possui sentido de orientação fraco, por isso, entra frequentemente em colmeias erradas. Dessa forma, acaba furtando mel de outras abelhas.

Abelhas sem ferrão - Marmelada Amarela (Frieseomelitta varia)

A abelha Marmelada Amarela é bastante agressiva, quando ameaçada, mas, após algum tempo, geralmente se acalma. Ela se defende depositando pelotas de própolis pegajoso sobre quem a importuna. É uma abelha que pode roubar o pólen de outras espécies. Sua colmeia é coberta com própolis depositado pela própria abelha. A cria é produzida em células que encostam levemente umas nas outras ou são ligadas por um cabo pequeno de cerume, formando grupos parecidos com cachos.

Peixes de água doce do Brasil - Peixe-Anual (Austrolebias minuano)

O Peixe-Anual é um peixe de escamas. Essa espécie pode alcançar os 4,6 cm de comprimento. Possui coloração amarelada, com listras negras no dorso e pintas amareladas nas barbatanas e na cauda. Possui dimorfismo sexual, ou seja, características não sexuais que diferenciam o macho da fêmea. O macho da espécie é mais colorido, maior, com as nadadeiras dorsal e anal bem mais pontudas do que na fêmea.

Raças de canários de cor: lipocrômicos e outros

Os canários lipocrômicos possuem um pigmento chamado lipocromo e ausência de melanina. O canário mais conhecido deste grupo é o Canário Amarelo. Dentre as cores deste grupo, há outras classificações, como intenso (amarelo intenso), vermelho (vermelho nevado), amarelo (amarelo marfim nevado), entre outras belíssimas cores.

Quanto mais luz solar, mais maracujás amarelos!

As plantas necessitam de luz solar para realizar a fotossíntese, processo pelo qual absorve a radiação e a reverte em energia química, que utiliza para produzir seu próprio alimento, transformando os nutrientes que absorve em substâncias que compõem seus tecidos (carboidratos, proteínas e gorduras). “Assim, a intensidade da radiação solar interfere diretamente no crescimento e desenvolvimentos das plantas!”, afirma Waldir Vicente dos Santos, professor do Curso a Distância CPT Produção de Maracujá, em Livro+DVD e Curso Online.

Abelhas sem ferrão - Uruçu (Melipona scutellaris)

Uruçu é uma palavra que vem do tupi eiru su, que nessa língua indígena significa abelha grande. Essa nomenclatura está relacionada com diversas abelhas do mesmo gênero, encontradas não só no Nordeste, mas também na região Norte. No Brasil, existe a Uruçu amarela (Melipona rufiventris), bem como a Uruçu Verdadeira ou Uruçu do Nordeste (Melipona scutellaris). A tendência, porém, é a de reservar o termo Uruçu para a abelha da zona da mata do litoral baiano e nordestino.

Como decorar bolos - como fazer patinho de pasta americana

Material necessário: pasta americana; corantes nas cores amarelo e laranja; tesourinha; CMC; pincel; macarrão tipo espaguete; boleador; glacê real preto. Modelagem do patinho: Obtenha sete porções de massa sendo: quatro amarelas (asas, corpo e cabeça); duas brancas (olhos); e uma alaranjada (bico). O peso de cada uma dessas partes você encontra na abaixo

Como decorar bolos - como fazer sapinho de pasta americana

Material necessário: Pasta americana; Corantes nas cores verde e amarelo; Asteca; Pincel; Macarrão tipo espaguete; Boleador pequeno; Glacê real preto; CMC. Modelagem do sapinho: 1) Obtenha as porções de pasta americana. Serão oito verdes (cabeça, corpo, duas perninhas, dois bracinhos e dois olhinhos) e mais duas amarelas para a parte intermediária dos olhos do sapo. Veja, na tabela abaixo, uma sugestão de pesos para essas partes:

Atendimento Online
Quer Facilidade