Resultados da busca para "tratar-madeira-com-soda-caustica"

Compensado, aglomerado e MDF - qual a diferença entre eles?

Com o avanço das tecnologias de processamento da madeira e também dos materiais usados na fabricação de móveis, a madeira maciça tem sido substituída por algumas alternativas de madeira processada como painéis e lâminas de madeira. Segundo Wilhelmus Deutsch, professor do Curso a Distância CPT de Marcenaria - Nível Básico, em Livro+DVD e Curso Online, "As chamadas madeiras de Lei são mais usadas como lâminas aplicadas sobre painéis também de madeira como os aglomerados, compensados e MDF, de maneira a revestir essas placas com os mesmos desenhos e colorações de fibras da madeira de Lei".

Como desidratar madeiras resinosas

Muitos tipos de madeira são fortemente resinosos em seu interior, o que frequentemente provoca o aparecimento de manchas durante e após a pintura ou a aplicação do verniz. Para evitar que isso aconteça, essa resina interna deve ser eliminada por um processo conhecido como desidratação.

Tratamento de madeiras para cercas

Quem possui uma propriedade rural sabe da importância de cercá-la, seja para evitar a evasão dos animais ou até a entrada de pessoas e animais indesejados. Na hora de adquirir as madeiras para construir a cerca, o preço pode assustar, pois, a madeira por si só já tem um custo muito grande, e, para usá-la em cercas ela precisa estar tratada.

Secagem de madeira

A secagem da madeira é indispensável para o produtor madeireiro que pretende aumentar seus lucros, pois ao atingir um nível mais baixo de umidade, a madeira propicia uma série de vantagens financeiras no transporte e na comercialização. Ao perder líquido, ela também perde peso, ou seja, o deslocamento acaba sendo facilitado e barateado. Além disso, a secagem proporciona uma durabilidade mais longa, característica que determina qualidade e valorização no mercado. Vale ressaltar que, se o próprio produtor for responsável pela técnica de secagem e se esta for realizada na propriedade, o lucro será ainda maior.

Marcenaria: madeiras de reflorestamento e madeiras alternativas

A larga utilização da madeira no nosso dia a dia se faz presente em cada ambiente em que vivemos, trabalhamos e nos divertimos, fazendo do negócio marcenaria uma das mais antigas e, ao mesmo tempo, mais atuais atividades de nossa sociedade. Da marcenaria saem portas, divisórias, janelas, cadeiras, cama, brinquedos, mesas, móveis de escritório, entre outros, produzidos sob encomenda ou em série.

Tensões de crescimento em madeira de eucalipto

Um dos principais fatores que contribui para a depreciação da madeira serrada de eucalipto, são as tensões de crescimento. BAENA (1982) afirma que os defeitos como rachaduras e empenamentos estão associados às tensões internas, que se manifestam após o abate das árvores, com maior intensidade nas idades mais jovens, diminuindo consideravelmente com o amadurecimento da árvore.

Secagem e tratamento de madeira na fazenda

Independentemente do tamanho da propriedade rural, a implantação e manutenção de um povoamento florestal é garantia de suprimento sustentado de madeira para o próprio consumo e adjacências, nas mais diferentes formas de utilizações, destacando-se a produção de moirões de cerca, postes, madeira para construção de currais, casas, pontes entre outros usos.

Marcenaria - formão e tipos de serrotes utilizados no recorte da madeira

O formão é usado para recortar e aparar pedaços de madeira. É muito usado no ajuste e nos encaixes das peças de madeira que formam um móvel. É operado cortando a madeira a partir de golpes de um macete de madeira ou um martelo no cabo do formão.As lâminas dos formões variam de tamanho e no formato. A variação no tamanho depende do tamanho do corte pretendido. O formato varia nos cantos: retos ou chanfrados. Formões de cantos chanfrados são indicados para cortar cavidades com ângulos inferiores a 90o.

Madeiras certificadas: conheça os benefícios de sua utilização

Além das madeiras reflorestadas, um outro conceito surgiu: o de madeiras certificadas. Mas a simples adoção desse tipo de matéria-prima não foi suficiente para que as preocupações com o meio ambiente fossem atendidas. Surgiu, então, o conceito de certificação da madeira, feita por entidades que se especializaram nisso, com alguns objetivos:

Principais microrganismos que atacam a madeira

Os organismos deterioradores da madeira podem ser classificados em duas categorias distintas. A primeira diz respeito àqueles organismos não xilófagos, ou seja, não se alimentam da madeira, mas podem causar a sua deterioração. Entre eles, podem estar aqueles eventuais, como aves, roedores e o próprio homem, além dos habituais, como alguns perfuradores marinhos, insetos e também aves, tendo este último como exemplo típico o pica-pau. A segunda categoria de organismos deterioradores é a dos xilófagos, ou seja, aqueles que se alimentam da madeira.

Atendimento Online
Quer Facilidade