Resultados da busca para "tomates-em-estufa"

Como fazer tomate seco - passo a passo e ingredientes necessários

O tomate é uma das hortaliças mais importantes do mundo. É cultivado em diferentes regiões e tem inúmeras formas de utilização. Atualmente, percebe-se que muitas famílias têm conseguido uma fonte de renda extra com o processamento caseiro do tomate, principalmente com a produção e a comercialização do tomate seco, amplamente vendido no comércio para pizzarias, supermercados e restaurantes. Quer aprender a fazer esta deliciosa iguaria? Adquira os ingredientes abaixo, siga o passo a passo e mãos à obra!

Tomate hidropônico - local e orientação para instalação da estufa

A posição da estufa é orientada conforme a direção dos ventos predominantes, no sentido de sua direção, freando com isso o mínimo possível dos ventos, o que aumenta a durabilidade da estufa. Já quanto à luminosidade, a orientação mais recomendada para a estufa é a Norte-Sul. No entanto, em regiões de pouca incidência de sol, o ideal é construir a estufa de Leste a Oeste.

Tomate produzido especialmente para a indústria movimenta o campo

Produzir tomate em escala comercial é uma atividade bastante lucrativa para o produtor rural. O tomate, devido a sua grande popularidade nos quatro cantos do mundo, usado nos mais diversos pratos culinários, está entre os alimentos que nunca deixarão de ser comercializados, seja para o consumo in natura, seja para o processamento. No entanto, a produção em grande quantidade para atender a demanda de indústrias exige alguns cuidados por parte do produtor. Desta forma, é importante que o produtor se atente aos seguintes fatores, tais quais:

Tomate hidropônico - o sucesso do cultivo nesse sistema

No Brasil, o cultivo do tomate hidropônico ganha força a cada ano, pois no ambiente protegido o fruto resiste mais às intempéries e às diversas pragas e doenças. No entanto, o manejo adequado em sistema hidropônico promove o sucesso da cultura, gerando lucro certo ao produtor. O tomate é um fruto muito versátil, podendo ser consumido tanto in natura como na forma de produtos processados pela indústria, tornando-se, atualmente, uma das principais hortaliças consumidas no mundo.

Tomate hidropônico - o ambiente protegido e controlado

No caso do tomateiro, planta extremamente exigente, é praticamente impossível pensar em hidroponia sem relacioná-la com ambientes protegidos. Por isso, usa-se a estufa, um ambiente controlado, para aquecer o ambiente e evitar os prejuízos de excessos de chuvas e geadas. Atualmente, no mercado, há vários modelos de estufas pré-fabricadas, fabricadas em ferro galvanizado. No entanto, o produtor pode construir a sua própria estufa, utilizando, para isso, madeira e outros materiais, diminuindo consideravelmente seus custos.

Processamento mínimo do tomate: evite desperdício e aumente sua renda mensal

O processamento mínimo de frutos e hortaliças foi introduzido, no Brasil, na década de 90 por algumas empresas atraídas pela nova tendência do mercado que, atualmente, se encontra em franca expansão. É um símbolo da economia de tempo, de conveniência e de redução do lixo.

Indústrias de processamento exigem tomates livres de pragas e doenças

O tomate é um alimento consumido ao natural ou processado, que agrada o paladar de povos de todos os continentes do mundo. É considerado a hortaliça mais universal entre todas e oferece muitas opções de industrialização, produzindo diversos tipos de derivados, tendo, por isso, elevada importância econômica nas regiões onde é cultivado. Quando produzido em alta escala, destinado à industrialização, o produtor deve se atentar ao padrão de qualidade exigido pela indústria de processamento, já que ela exige frutos completamente maduros, com coloração vermelho-intensa e uniforme, sem o pedúnculo e outras impurezas, livres de sintomas de pragas e doenças, danos mecânicos e fisiológicos . Qualquer desses fatores encontrados no frutos acarreta em descarte e, portanto, prejuízos ao produtor rural.

Plantação de tomate - doenças causadas por bactérias

Muitos alimentos são jogados fora, porque não atendem ao padrão para a sua comercialização. Entre os fatores que influenciam diretamente na perda dos alimentos estão as doenças. O tomateiro pode ser atacado por diversas doenças, causadas por fungos, bactérias, nematoides ou vírus. Pode, também, apresentar distúrbios fisiológicos causados por falta ou excesso de nutrientes, falta ou excesso de água no solo, exposição excessiva ao sol e outros fatores ambientais.

Tomate hidropônico - controle doenças e pragas e obtenha sucesso na produção

O aumento na produtividade do tomateiro produzido por meio de cultivo hidropônico vem superando o cultivo em solo. Segundo os produtores que vêm trabalhando com o cultivo de tomates hidropônicos, o número de doenças e pragas que causam danos econômicos são muito menores do que em lavouras de campo. No entanto, para evitar que alguma doença ou praga ataque seus pés de tomate, o produtor experiente deve ficar atento às suas plantas e fazer o controle necessário, o que trará o sucesso da produção

Produção de pepinos em estufa - transplante, condução, polinização e irrigação das mudas

No cultivo de pepino em estufa, o sucesso da produção está em se seguir alguns princípios de grande importância, como o transplante, a condução, a polinização e a irrigação das mudas. Além disso, outro fator que merece atenção especial diz respeito a população dentro de uma estufa. Esta deve ser um fator muito importante a ser considerado, tanto sob o ponto de vista de manter a sanidade das plantas, como manter o ambiente dentro da estufa, ou seja, alta densidade populacional ocasionará um microclima propício para o desenvolvimento de doenças, além de bloquear fotossinteticamente a planta, provocando sombreamento entre elas.

Atendimento Online
Quer Facilidade