WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "temperos-do-nordeste" ()

Como temperar chocolate: aprenda e faça deliciosos ovos de páscoa

Vem chegando a páscoa e você decidiu que de agora em diante irá preparar os seus próprios ovos de chocolate. Seja para uso próprio, para presentear familiares e amigos ou para comercializar, saber temperar o chocolate é fundamental para que o seu trabalho seja um sucesso. Quando falamos em temperar o chocolate, estamos nos referindo ao esforço para levá-lo a uma temperatura ideal para que se consiga encher as formas de ovos de páscoa, glacear bolos e muitas outras decorações sem que ele quebre ou esfarele. Então, se você ainda não domina bem a técnica, siga o passo a passo abaixo e tenha muitos sucessos como confeiteira!

Sal grosso ou tempero: qual usar em carnes para churrasco?

Na maioria das vezes, o sal é o único tempero necessário para se obter um ótimo churrasco. É importante deixar claro que carnes para churrasco não precisam ser temperadas; usa-se apenas o sal para acentuar o paladar, o sabor dessas carnes. E a quantidade a ser colocada deverá ser determinada com bastante cuidado pelo churrasqueiro, apesar de na literatura encontrarmos recomendações para usar uma quantidade de sal equivalente a 2% do peso da peça de carne que será utilizada.

Preparando temperos para o dia a dia

Os temperos são os grandes responsáveis por dar sabor a qualquer prato. Basta saber combiná-los e dosá-los que o resultado não será algo diferente de uma comida saborosa. Na nossa rotina, às vezes costumamos desprezá-los, usando o que é mais simples e rápido, acabando por perder aquele gostinho de comida caseira.

Como se fabrica temperos desidratados?

Celso Trindade e Maria Luiza Sartório, professores do Curso a Distância CPT Cultivo e Uso de Plantas Condimentares, constituído de Livro+DVD, ponderam que as plantas condimentares são ingredientes indispensáveis nas cozinhas mais sofisticadas do mundo, mas no nosso dia a dia elas são responsáveis por transformar pratos comuns em deliciosas iguarias.

Culinária do Nordeste tem temperos fortes e uma imensa variação de pratos típicos

A região Nordeste, que é formada pelos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Piauí, Sergipe, Pernambuco e Rio Grande do Norte, possui uma culinária respeitável e admirada por todas as partes do mundo.

Carneiro com alecrim e hortelã: aprenda a temperar e fazer

A carne de carneiro, quando escolhida à dedos e preparada com carinho, é muito saborosa, cheirosa e macia, dando água na boca até mesmo nos paladares mais exigentes. O resultado? Só elogios. Então, se é seu desejo receber os familiares e amigos em casa e mostrar seus dotes culinários, veja as dicas abaixo e asse um delicioso carneiro, temperado com alecrim e hortelã.

Culinária da região Nordeste: Moqueca Baiana

A culinária da região Nordeste recebeu influências do índio, do negro e do europeu, que se uniram dando origem a pratos tão apreciados, que fazem sucesso no mundo todo. Paçoca, feijão-de-corda, buchada de carneiro, sarapatel nos mostra a forte personalidade do sertanejo que se impõe, vigorosa e agreste. É uma marca da cozinha e civilização nordestina conciliar o mais rústico e o mais requintado, o regional e o internacional, como encontramos em algumas casas de Pernambuco, como o Sarapatel. Já a moqueca baiana é uma mistura clássica que combina ingredientes de variadas procedências: o dendê de Congo, a técnica portuguesa e a cebola do poente asiático.

Como marinar carnes - seleção da carne, temperos utilizados e passo a passo da marinação

A marinação de carnes faz com que elas tenham uma sobrevida maior, o que facilita o seu consumo. Há 5000 anos, este método era utilizado somente para a preservação de alimentos. Hoje, o ato de marinar é utilizado, acima de tudo, para conferir sabor, amaciar, adicionar ou retirar umidade; e preservar as carnes. A marinação, então, confere as seguintes vantagens: padronizar totalmente os temperos com as carnes , obtendo sabor igual, tanto no seu interior quanto em sua parte periférica; tornar as carnes mais macias e suculentas; aumentar a vida de prateleira, conservação, das carnes; e aumentar a tolerância ao assamento em altas temperaturas, sem que as carnes desidratem excessivamente. A grande curiosidade é que por possuírem sabor ácido, as carnes marinadas combinam com pratos como purês, suflês, polenta, saladas, batatas, não podendo faltar, é claro, o arroz branco.

Pêssego: fatores que determinam o sucesso da cultura

Entre vários tipos de frutíferas, o pessegueiro está entre aquelas que antes eram produzidas apenas nas regiões de clima temperado e que agora são produzidas com grande sucesso em outros locais, antes considerados como não apropriados para o cultivo dessa frutífera. Outro fator importante é que o pêssego, tanto para consumo in natura como para a indústria, é uma fruta de fácil comercialização.

Receitas Salgadas - Lombo com Cerveja Preta e Creme de Cebola

Tempere o lombo com o sal, a pimenta e o alho. Em uma panela de pressão, refogue o lombo até dourar de todos os lados. Este processo garante que o lombo fique suculento e nutritivo. Acrescente os outros temperos, a cerveja preta e o creme de cebola e, na pressão, cozinhe até que a carne esteja bem macia. O molho ficará com a cor escura e bem grosso. Fatie o lombo na hora de servir e distribua o molho.

Fique por dentro das novidades!