WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "sapo-e-ditongo" ()

Abelhas sem ferrão - Boca-de-Sapo (Partamona helleri)

A Partamona helleri é uma abelha bastante agressiva. Ao se sentir ameaçada, enrosca nos cabelos e pêlos da vítima,além de mordiscar a pele com suas mandíbulas. É conhecida popularmente como Boca-de-Sapo, por construir a entrada do seu ninho em forma de uma boca grande de sapo, feita de barro com própolis. A abelha Boca-de-Sapo não gosta dos ventos gelados e úmidos da região serrana, preferindo sempre lugar mais seco e quente. É uma espécie grande coletadora de pólen, visitando muitas espécies de plantas.

Como decorar bolos - como fazer sapinho de pasta americana

Material necessário: Pasta americana; Corantes nas cores verde e amarelo; Asteca; Pincel; Macarrão tipo espaguete; Boleador pequeno; Glacê real preto; CMC. Modelagem do sapinho: 1) Obtenha as porções de pasta americana. Serão oito verdes (cabeça, corpo, duas perninhas, dois bracinhos e dois olhinhos) e mais duas amarelas para a parte intermediária dos olhos do sapo. Veja, na tabela abaixo, uma sugestão de pesos para essas partes:

Como as rãs se reproduzem, você sabe?

Na natureza, a reprodução nos anfíbios Anura (rãs, sapos e pererecas) é precedida por uma vocalização do macho para atrair a fêmea. O acasalamento ocorre na água, com fecundação externa. “O macho abraça o dorso da fêmea, e simultaneamente ocorre a liberação dos gametas e, em consequência, a fecundação.

Processamento da carne de rã: tecnologia sous-vide

As rãs pertencem ao grupo dos anfíbios, que passam por duas fases de vida: a aquática, quando são chamados de girinos, e a terrestre. Pertencem à Ordem dos Anura (sem cauda na fase terrestre), que abriga várias famílias, com mais de 4 mil espécies, algumas comestíveis, que são chamadas de rãs, pelos brasileiros, frog pelos ingleses, rana pelos espanhóis e grenouille, pelos franceses. Elas são diferentes das pererecas (tree frog) e dos sapos (toad), que não são comestíveis e pertencem a outras famílias (Hylidae e Bufonidae). No Brasil, ocorrem várias espécies de rãs comestíveis, também conhecidas como gias (Norte e Nordeste). As mais conhecidas são a rã-pimenta (Leptodactylus labyrinthicus, e L. pentadactylus) e a rã manteiga (Leptodactylus ocellatus).

Criação de capivara - 9 dicas para a criação em cativeiro

Independente do tipo de sistema, intensivo, semi-intensivo ou extensivo, existem alguns cuidados que deverão ser mantidos pelo criador para o sucesso da criação de capivara em cativeiro. Um desses cuidados diz respeito ao comedouros, que deverão estar em locais devidamente protegidos por cobertura de sapé, folha de coqueiro, cimento, telhas de zinco ou outros. Também há a necessidade de um tanque com rampa suave em pelo menos um de seus lados, para que os animais possam banhar-se.

Origami - aprenda a fazer uma flor de 4 pétalas em papel

O origami, arte milenar de dobrar papéis, além de uma terapia, proporciona desenvolver trabalhos manuais variados, nas mais diversas formas e cores, capazes de encantar diversos ambientes. Praticando o origami, aperfeiçoamos nossas habilidades manuais, aguçamos nossa capacidade mental, aumentamos nossa atenção, conhecemos formas geométricas e, ainda, exercitamos nossa tolerância. É comum encontramos trabalhos em papel em formato de cobras, sapos, pássaros, flores diversas, caixas, estrelas, estrelas do mar, entre outras. Quer praticar um pouco dessa técnica? Siga o passo a passo a seguir e aprenda a fazer uma linda flor de quatro pétalas. Caso tenha dificuldades, analise o infográfico ao final das instruções.

Desinfecção física ou química em tanques escavados. Qual escolher?

A desinfecção é um procedimento muito importante de ser feito, uma vez que tem como objetivo eliminar eventuais problemas, resultantes do cultivo anterior, que poderão prejudicar a nova remessa de peixes. Altas concentrações de metabólitos dos peixes do cultivo anterior; microrganismos patogênicos (causadores de doenças), como fungos e parasitas; larvas de insetos, de peixes, de sapos e rãs; excesso de matéria orgânica e de resíduos de alimentos;

Fique por dentro das novidades!