WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"quero-saber-se-a-ferrugem-da-jabuticaba-faz-mal-pra-saude-humana"

Peixes: você sabe como escolher os bons pescados para o consumo?

Todos sabemos da grande importância dos alimentos para a nossa vida. Eles são fontes de vitaminas, proteínas, cálcio, sais minerais e muitos outros nutrientes indispensáveis à manutenção do nosso organismo. No entanto, não basta apenas consumi-los para estarmos em dia com nossas funções vitais, é essencial que saibamos escolher bons alimentos, de boa procedência, saudáveis, livres de toxinas, agrotóxicos e quaisquer outros fatores que ponham a nossa saúde em risco. E isso não diz respeito apenas a frutas, legumes e cereais, estão incluídos no cardápio, também, os enlatados, os embutidos e as carnes. Neste sentido, é importante ressaltar que a ingestão de alimentos estragados podem causar transtornos incalculáveis ao indivíduo, que vão desde alergias e má digestão até a morte. Portanto, saber como escolher o que vai ser consumido é essencial e para tal, faz-se necessário observar nos alimentos sua coloração, odores, aspectos físicos, texturas e muitas outras características classificatórias. Mas, e quanto aos peixes? Como fazer para atestar sua qualidade para o consumo? Se você tem alguma dúvida quanto a isto ou caso não saiba mesmo como fazê-lo, estude a tabela abaixo. Ela irá ajudá-lo a fazer a melhor escolha ao comprar o seu pescado. Veja:

O que fazer e o que não fazer em situações de emergência

Se você estiver no local de uma emergência, analise a situação por alguns segundos, considerando alguns aspectos extremamente importantes. Eles o ajudarão a saber o que fazer e o que não fazer em situações de emergência, para que tudo corra bem e a vítima tenha grandes chances de sobreviver. Antes de aproximar-se da vítima, examine a área para ver se há perigos imediatos, sempre perguntando a si mesmo se a situação é segura.

Dica para fazer da quarentena uma fonte de renda? Velas Artesanais!

É isso mesmo! Se você quer fazer o melhor proveito da quarentena, gaste o tempo livre em casa fazendo lindas velas decorativas artesanais. Acredite, esta atividade poderá se tornar mais uma fonte de renda! O que é preciso para isso acontecer? “Simples: organização, insumos de qualidade e criatividade”, afirma Prof.ª Arlete Alves de Freitas, do Curso CPT Como Fazer Velas Artesanais Decorativas.

Gengibre faz bem à saúde

Originária da Ásia, a raiz amarela, conhecida popularmente como gengibre, faz bem à saúde e previne inúmeros males que podem acometer o organismo humano. Dentre os benefícios do gengibre, podemos citar a prevenção contra o câncer e o mal de Alzheimer, o fortalecimento do sistema imunológico, a ação antioxidante e anti-inflamatória, a prevenção de gripes e resfriados, a redução de dores musculares, entre tantos outros. Enfim, não é à toa que essa raiz milagrosa é utilizada há mais de 5.000 anos pelos asiáticos

Bis com sorvete: uma torta gelada tudo de bom! Aprenda a fazer

Quer aprender uma receita de sobremesa para saborear com toda a sua família e amigos no final de semana? A dica da vez é preparar para a galera uma deliciosa torta gelada, daquelas de "comer rezando". Quer saber qual é? Bis com sorvete! Você precisará de apenas 3 ingredientes: sorvete, bis e brigadeiro - que se em separado já são uma delícia, imagine juntos. O melhor? O melhor de tudo é que essa torta gelada é super rápida de fazer. Gostou da ideia? Então, mãos à obra, mas, atenção, nada de fazer em pouca quantidade, porque essa loucura gelada para os dias quentes tem gostinho de quero mais.

O que determina de fato o desenvolvimento de um município?

Você sabe o que faz um município crescer? Sabe apontar qual o principal fator que impulsiona lideranças e cidadãos a quererem uma vida melhor para toda a população que habita um determinado local? Não? O sonho! A construção de uma abordagem de desenvolvimento de um município, na maioria dos casos, ocorre de forma pouco sistemática no seu começo, só tomando algum corpo mais facilmente identificável, quando o sonho inicial de algumas poucas lideranças, passa a ser o sonho e aspiração de um grupo maior de pessoas presentes nesse território. Trata-se de um processo eminentemente endógeno, no sentido de que somente o inconformismo das pessoas de um determinado território com a sua situação e, por conseguinte a situação do local em que vivem é que pode dar início a todo o processo.

Bolo de Abacaxi com Creme - aprenda a fazer

Não sei quanto a você, mas hoje, mais que nunca, minha boca está pedindo uma sobremesa pra lá de deliciosa, daquelas de comer rezando. E sabe qual a receita que escolhi fazer? Bolo de abacaxi com creme. Hummmmm… já estou sentindo o gostinho dessa maravilha da culinária. Quer experimentar? Coloque já seu avental e embarque nessa comigo!!!

Linguiça flambada na cachaça: tira-gosto pra lá de indecente!

Aí, você está em um momento maravilhoso com seus familiares e amigos, e a última coisa que passa pela sua cabeça é largar o bate-papo descontraído para ficar à beira do fogão, preparando demoradas receitas. Então, o que fazer? Como sair dessa situação? O que “beliscar” entre um “calso” e outro, sem perder seu precioso tempo com pessoas tão queridas? Quer uma dica? Linguiça flambada na cachaça, um tira-gosto pra lá de indecente! Gostou? Então, mãos à obra!

Quer fazer seu próprio presunto para consumo e também vender? É muito fácil!

Quer fazer seu próprio presunto? Acredite: é muito fácil! Basta apenas alguns cuidados no momento de manipulação da carne e atenção ao processo de fabricação, afirma Newton de Alencar, professor do Curso CPT Industrialização de Carne Suína. Para fazer presunto, o pernil de porco deve ser temperado em salga úmida, ou seja, na imersão da carne em uma solução salina saturada, na qual, inicialmente, o sal passa da salmoura para os fluídos da carne e, posteriormente, uma certa quantidade de água da salmoura também passa para o interior da carne.

Doenças crônicas: abordagem epidemiológica na medicina veterinária

Você faz medicina veterinária, precisa urgentemente fazer uma abordagem epidemiológica sobre as doenças crônicas junto a seus clientes, e não sabe por onde começar? Fique você sabendo, então, que isso nem de longe se parece a um “bicho de sete cabeças”.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!