Ligue Agora (31) 3899-7000 WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "quem-choca-os-ovos-da-galinha-da-angola-o-macho-ou-a-femea"

Por que algumas galinhas comem os próprios ovos?

Quando bem alimentadas e em condições favoráveis e adequadas de manejo, as galinhas têm excelente produção de ovos. Já o contrário, ou seja, quando há uma carência de nutrientes na alimentação das galinhas, é possível notar que a casca dos ovos ficam moles, com aparência de plástico, flexíveis e vulneráveis à quebra. Tendo contato com o conteúdo dos ovos e descobrindo que ele é rico em proteínas e gordura e que a casca é uma boa fonte de cálcio, as galinhas começam a quebrar e comer os ovos de propósito. Para piorar a situação, as outras aves passarão a imitar a companheira.

Galinha D`Angola - sua criação pode gerar lucro certo para o produtor

A galinha D'Angola surgiu, como o próprio nome já diz, em Angola, na África. Muito conhecida também como guiné, galinha-do-mato, capote, capota, sakué, pintada ou fraca, é uma ave bastante procurada no mercado, pois além de fornecer carne e ovos. Sua carne tem consistência firme e é muito saborosa, sendo comparada a do faisão. Muitos a criam como ornamental, pois possui penas muito bonitas. Por ser muito barulhenta e estressada, a Galinha D'Angola é usada como animal de guarda, além de colaborar com o equilíbrio biológico, pois devora lagartas, formigas, carrapatos, cobras e escorpiões.

Galinhas poedeiras devem possuir boa taxa de postura e ovos de bom tamanho

O ovo de galinha é um alimento muito conhecido e apreciado na alimentação humana desde a antiguidade. Criar galinhas para produção de ovos não é uma atividade difícil, já que a tecnologia para produção está completamente dominada e vem só melhorando ao longo dos anos.

Dicas sobre a criação de galinhas caipiras

O setor da avicultura que produz carne de galinha caipira está em constante expansão devido à boa aceitação do mercado. Ao contrário do que muitos pensam, o termo “galinha caipira” diz respeito à forma como a galinha é criada, não a uma raça de galinhas. É muito procurada por ser considerada mais saudável, pois sua alimentação é natural e sua criação é livre.

Galinha D'angola - saiba tudo sobre a criação dessas aves

As galinhas d'angola são aves de grande beleza, de plumagem alvinegro, barulhentas e de carne muito saborosa e calórica. Por possuir gosto muito característico, parecido com o do faisão, sua carne é muito apreciada na gastronomia para a confecção de pratos finos e pode ser encontrada em restaurantes sofisticados por todo o país. Típicas do norte e do nordeste do Brasil, elas fornecem aos criadores três opções de comercialização: da carne, dos ovos e para a ornamentação, fazendo com que muitos empreendedores apostem nesta atividade sob a promessa de lucro garantido. No entanto, apesar de fácil criação, muitos cuidados devem ser dispensados às galinhas d'angola nos primeiros meses de vida, principalmente quanto a alimentação, temperatura, instalações e manejo.

Galinhas poedeiras têm na alimentação um dos fatores de maior importância para criação

O ovo de galinha é um alimento muito conhecido e apreciado na alimentação humana desde a antiguidade. Criar galinhas para produção de ovos não é uma atividade difícil, já que a tecnologia para produção está completamente dominada e vem só melhorando ao longo dos anos.

Hábitos e características da galinha da angola

Galinhas da angola, ou numida melagris galeata, constituem uma espécie avícola cujas características são bastante próximas às dos faisões. Essa ave é originária da África e foi trazida para o Brasil pelos portugueses durante o período de colonização. Mesmo depois de tanto tempo sendo considerada um animal domesticado, a galinha da angola ainda apresenta traços dos seus hábitos selvagens. Elas voam sempre que se sentem ameaçadas e escondem seus ninhos em locais de difícil acesso quando são criadas soltas na propriedade.

Ovoscopia: você sabe o que é?

Ovoscopia, para os que ainda não sabem ou têm alguma dúvida, nada mais é que o estudo dos ovos através de uma luz. Em outras palavras, os ovos, assim que secados, devem ser submetidos a uma ovoscopia, ou seja, observados através da luz. “Com esse processo, você consegue identificar qualquer anomalia nos ovos, onde os anormais devem ser retirados do lote, uma terceira triagem”, afirma Dr. Júlio Maria Ribeiro Pupa, professor do Curso a Distância CPT Galinhas Poedeiras - Produção e Comercialização de Ovos, em Livros+DVDs e Cursos Online.

Manejo de ovos

Ambos os ovos branco ou vermelho apresentam as mesmas condições nutritivas. No entanto, os consumidores preferem os de coloração vermelha ou os que tenham a gema alaranjada. Daí serem bastante valorizados no mercado, embora os de coloração branca também tenham boa saída, porém com preços menores. Dessa forma, cabe ao avicultor decidir pela linhagem de galinhas poedeiras que irá criar, se será para ovos vermelhos, brancos ou os dois.

Páscoa - tradição dos ovos de Páscoa e simbologia pascal

A palavra Páscoa vem do hebreu Peseach e simboliza a passagem de Cristo deste mundo para o Pai, da morte para a vida, das trevas para a luz. Ela ocorre após a Quaresma, culminando na Vigília Pascal. Nos dias de hoje, a ressurreição de Cristo é simbolizada pelo ovo, significando o surgimento de uma nova vida. No entanto, essa tradição começou na China, no dia 15 de abril, na Festa da Primavera. Os chineses embrulhavam os ovos naturais com cascas de cebola e cozinhavam-nos com beterraba. Após o cozimento, os ovos ganhavam desenhos mosqueados na casca, um belo ornamento para ser oferecido como presente. Esse costume alcançou o Egito, sendo adotado pelos cristãos, que consagraram esse hábito como lembrança da ressurreição de Cristo. Finalmente, no século XVIII, a Igreja Católica adotou-o oficialmente como o símbolo da Páscoa.

Fique por dentro das novidades!