WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "quantos-anos-vive-uma-codorna" ()

Espécies de codornas: europeia, americana, japonesa, chinesa e africana

As aves conhecidas como codornas pertencem à família das Faisanidas, sendo consideradas galináceas. No Brasil, as espécies de codorna mais conhecidas são as Coturnix coturnix coturnix (codornas europeias ou selvagens) e as Coturnix Coturnix japonica (codornas japonesas ou domésticas). Entretanto, há também as codornas americanas (C. Virginianus), sendo a mais conhecida a Bobwhite, além das chinesas (Coturnix adansonii) e das africanas. Cada uma delas com características bem peculiares: uma dóceis, outras nervosas; outras grandes produtoras de ovos, outras baixas produtoras de ovos, mas com excelente produção de carne.

Codornas: manejo de produção

A codorna pertence à ordem dos Galliformes, família Phasianídeas, gênero Coturnix. No mercado, podemos encontrar três tipos de codorna: a Coturnix coturnix coturnix (codorna europeia); a Coturnix japonica (codorna japonesa) e a Colinus virginianus (codorna americana). De todas, a mais difundida mundialmente é a codorna japonesa, pois seu desenvolvimento é precoce, possuindo alta produtividade quanto à postura.

Dicas para prevenir doenças em codornas

No mercado, podemos encontrar três tipos de codorna: a Coturnix coturnix coturnix (codorna europeia), a Coturnix japonica (codorna japonesa) e a Colinus virginianus (codorna americana). De todas, a mais difundida mundialmente é a codorna japonesa, pois seu desenvolvimento é precoce, com alta produtividade quanto à postura.

Sexagem: como identificar o sexo das codornas

A identificação do sexo das codornas deve ser feita a partir das 10 primeiras horas de vida – e se estende até 24 horas após o nascimento. Na sexagem das codornas, é possível separar mil aves por hora, com índice de acerto acima de 95%. Para leigos, a codorna macho e a codorna fêmea são idênticas. Entretanto, graças ao dimorfismo sexual, é possível separá-las.

Criação de codornas

A produção avícola brasileira ocupa atualmente o segundo lugar no ranking mundial. A criação de codornas se destaca entre as demais criações de aves pelo seu excelente desempenho como poedeira. O comércio de ovos de codorna se intensifica a cada ano em virtude do seu elevado valor proteico e da sua digestibilidade. Já a produção de codornas para corte visa o abastecimento de um mercado crescente à procura de carnes nutritivas cujo sabor seja exótico e peculiar. Vale citar que, apesar da procura pela carne de codorna ter crescido, mais de 90% das criações no Brasil são destinadas exclusivamente ao comércio dos ovos.

Codornas - iniciando a criação

As codornas domésticas, aves procuradas tanto pelo sabor saboroso de sua carne quanto pelo alto valor nutritivo de seus ovos, tiveram sua origem a partir de diversos cruzamentos entre as codornas selvagens, realizados por japoneses e chineses.

Quer viver bem no trabalho? Conheça 7 dicas incríveis que irão ajudá-lo nisto

Mas, afinal, o que é viver bem no trabalho? Uns dizem que é bater ponto no mesmo horário todos os dias, outros dizem que é não ter problemas de relacionamento com os colegas, há alguns que dizem que viver bem no trabalho é ser elogiado pelo chefe, já outros defendem a ideia de que viver bem no trabalho nada mais é que não ter atrasos no ponto, não ter problemas com os colegas de serviço, realizar as tarefas diárias e ouvir do chefe um elogio. Na realidade, porém, sabemos que as coisas não são bem assim, afinal somos seres humanos e, como tais, nossas atividades diárias não são mecanizadas. A cada dia enfrentamos uma nova etapa, passamos por novas experiências, nos deparamos com novos problemas, novos obstáculos e temos de estar preparados para enfrentar novos desafios. Sendo assim, veja as dicas abaixo e viva bem no seu trabalho.

Pequenas empresas - dicas para sobreviver aos primeiros dez primeiros anos de vida

Pesquisas recentes do Sebrae e do GEM (Global Entrepreneurship Monitor) mostram que mais de 40% dos brasileiros gostariam de ter o seu próprio negócio, porém, 35% deles têm medo de fracassar nos primeiros dez anos de vida. Medo válido e justificável, visto que as estatísticas do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) comprovam que 48% das pequenas empresas brasileiras, de fato, não conseguem sobreviver até os três anos das empresas. Mesmo assim, apesar de tantos dados negativos, a taxa de empreendedorismo no país vem crescendo muito nos últimos anos e a cada cinco minutos, um novo negócio é aberto em território brasileiro.

Bebês entre 1 e 2 anos: 10 dicas de como lidar com eles

Entre 1 e 2 anos, as mudanças intelectuais e comportamentais por que passam os bebês são mais evidentes. Eles querem explorar tudo ao seu redor e se movimentar bastante, sendo a sua principal tarefa aprender a coordenar a musculatura do corpo para andar. Aos 15 meses, eles passam a imitar tudo o que observam, portanto, comportamentos agressivos e nervosos, por exemplo, não são bons exemplos de conduta.

CPT - 30 anos - Despertando Sonhos e Construindo Histórias de Sucesso

A empresa viçosense CPT - Centro de Produções Técnicas, completou este mês trinta anos de existência. Trinta anos de crescimento, de geração de empregos e de pagamentos de impostos. Trinta anos de apoio ao aprimoramento tecnológico brasileiro.

Fique por dentro das novidades!