Resultados da busca para "qual-regiao-e-ojarinade-do-curio"

Curió e bicudo: acasalamento em criatório

De acordo com Fábio Hosken, professor do Curso a Distância CPT Criação Comercial de Curiós e Bicudos, em Livro+DVD e Curso Online, "Em época de acasalamento do curió há grande atividade no criatório, e a atenção do criador deverá ser redobrada. O ninho deverá estar sempre à disposição da fêmea. É feito com uma armação de arame, na qual é encaixado um revestimento de fibra vegetal". Normalmente, faz-se um isolamento visual do ninho, com uma placa de cortiça, por exemplo, na parte externa da gaiola.

Conheça o Curió, o pássaro com canto corrido

O Curió (Oryzoborus angolensis), também conhecido como avinhado e papa-arroz, é nativo do Brasil, também podendo ser encontrados exemplares na Bolívia, no Paraguai e em outros países da América do Sul, sempre a partir de aves que emigram daqui para lá. Pássaro da família dos fringilídeos, a mesma de outros afamados cantores como as patativas e os canários. Existem diferenças morfológicas marcantes entre os Curiós de diversas regiões do país. O bico, a conformação da cabeça e o timbre de voz também sofrem variações. Muitos estudiosos e criadores acreditam se tratar de subespécies que ainda não foram catalogadas.

Culinária da região Centro-Oeste: Empadão Goiano

A culinária da região Centro-Oeste tem suas tradições fundadas nas típicas festas populares que, por sua vez, receberam influência direta dos povos indígenas da região. Pode-se citar como exemplo da herança culinária indígena a farinha de mandioca, ingrediente muito utilizado em muitos pratos típicos da região Centro-Oeste. Mas não se pode deixar de destacar a utilização de muitos temperos especiais nessa culinária, como o açafrão, o gengibre, a jurubeba, o pequi, a guariroba, entre outros.

Culinária da região Norte: Pato no Tucupi

Todas as culinárias regionais são, em grande parte, feitas dos ingredientes locais e das circunstâncias que envolveram sua formação. No Norte do Brasil, não é diferente, graças às extraordinárias e, muitas vezes, únicas ofertas de produtos alimentícios disponibilizados pela natureza local. O ato de comer nessa região é uma experiência ímpar. De forma diferente do que aconteceu em outras regiões, nas quais os hábitos culinários das três raças que compõem o povo brasileiro.

Culinária da região Nordeste: Moqueca Baiana

A culinária da região Nordeste recebeu influências do índio, do negro e do europeu, que se uniram dando origem a pratos tão apreciados, que fazem sucesso no mundo todo. Paçoca, feijão-de-corda, buchada de carneiro, sarapatel nos mostra a forte personalidade do sertanejo que se impõe, vigorosa e agreste. É uma marca da cozinha e civilização nordestina conciliar o mais rústico e o mais requintado, o regional e o internacional, como encontramos em algumas casas de Pernambuco, como o Sarapatel. Já a moqueca baiana é uma mistura clássica que combina ingredientes de variadas procedências: o dendê de Congo, a técnica portuguesa e a cebola do poente asiático.

Culinária da região Sudeste: Cuscuz Paulista

A Região Sudeste é formada pelos estados de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Espírito Santo, possuindo diferenças marcantes na culinária de cada estado. É, sem dúvida, a região com a maior diversidade nos hábitos alimentares de cada estado. A culinária paulista vem dos bandeirantes, que tinham uma dieta farta, composta por feijão, milho, mandioca, acrescida de arroz, carne de porco e ovos. Depois, os imigrantes, principalmente árabes e italianos, renovaram a velha cozinha paulista com ingredientes novos e temperos exóticos. Isso foi uma grande contribuição para o dito popular que é na cidade de São Paulo o lugar onde melhor se come no Brasil.

Culinária da região Sul: Costela Suína com Repolho Roxo e Purê de Maçã

A região Sul é formada pelos estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná, todos com um cardápio bem variado de pratos típicos, mostrando hábitos, costumes e tradições populares desordenados e criativos na sua cozinha, provindos da imigração de países europeus, como Portugal, Alemanha, Itália, Polônia e Ucrânia. Tudo isso se encontra associado ainda às influências secundárias de holandeses, belgas, sírio-libaneses, ingleses e japoneses.

Conheça o bicudo, pássaro com canto flauteado e gutural

O bicudo (Oryzoborus maximiliani) é um pássaro silvestre considerado nobre e recebe esse nome devido ao grande e largo bico. É um parente muito próximo do curió e, assim como ele, é excelente cantor. Atualmente existem dois tipos de bicudo: o Oryzoborus crassirostris, que pode ser encontrado no Amazonas, e o Oryzoborus crassirostris maximiliani, encontrado no Mato Grosso, em Goiás, em Minas Gerais, na Bahia, no Espírito Santo, no Rio de Janeiro e em São Paulo.

Dicas para ser o melhor motorista particular da região

O Motorista Particular é um profissional muito requisitado em empresas, instituições e também em muitas famílias. Geralmente, as pessoas que contratam os serviços de um Motorista Particular são de alto nível de vida, tanto econômico quanto social. Clientes assim, costumam frequentar locais refinados onde existem pessoas de grande importância social, política ou econômica. Por isso, é importante que o motorista esteja sempre bem apresentado, visando harmonizar sua vestimenta, asseio, postura e discrição. Além disto, há outras regras que um Motorista Particular não pode deixar de seguir, para obter sucesso nessa profissão.

Por que estudar toda a região e o terreno antes de plantar?

A superfície terrestre é bastante heterogênea. Ela varia no que se refere às condições climáticas gerais, ou seja, precipitação, temperatura, nebulosidade, ventos e outros. Varia quanto às irregularidades topográficas, ou seja, montanhas, vales, planaltos, rios, escarpas, dunas e outros. Varia quanto à cobertura vegetal e quanto ao uso pelo homem.

Atendimento Online
Quer Facilidade