Resultados da busca para "qual-e-a-funcao-das-nadadeiras-do-curimbata"

Peixes de água doce do Brasil - Curimbatá (Prochilodus lineatus)

O Curimbatá é um peixe com escamas ásperas, em número de 47 a 50 sobre a linha lateral, com 9 fileiras acima e 7 abaixo dela. Sua coloração é cinza-prateada, com faixas transversais escuras e inconspícuas no dorso. Possui nadadeiras caudal, dorsal e anal com varias manchas escuras e claras, alternadamente. Tem boca terminal, com lábios espessos e protráteis em forma de ventosa, munido de pequeninos dentes fracamente inseridos. Possui um espinho curto e dirigido à frente, na origem da nadadeira dorsal. Pode alcançar 30cm de comprimento e atingir 450 gramas.

Peixes de água doce do Brasil - Mandi (Pimelodus maculatus)

O Mandi é um peixe de couro. Suas nadadeiras possuem manchas negras e pequenas, com esporões farpados (com muco tóxico) nas nadadeiras peitorais e dorsal. Tem o corpo alongado a ligeiramente comprimido, alto, no início da nadadeira dorsal, afunilando em direção à cabeça e à nadadeira caudal. Sua cabeça é cônica com os olhos situados lateralmente. Os barbilhões maxilares ultrapassam a metade do corpo. Possui coloração parda, na região dorsal, passando para amarelada nos flancos e branca no ventre com uma linha escura no dorso. Apresenta 3 a 5 séries de grandes manchas escuras ao longo do corpo. É uma espécie de porte médio, chegando a alcançar 40 cm de comprimento e peso de até 3 Kg.

Peixes de água doce do Brasil - Poraquê (Electrophorus electricus)

O peixe Poraquê é um peixe sem escamas, semelhante a uma enguia. Não possui nadadeiras dorsal, ventrais e caudais. Possui nadadeira anal longa e peitorais pequenas. Seu corpo é alongado e cilíndrico. Sua cabeça é achatada e sua boca é equipada com uma fileira de dentes cônicos e afiados. Sua coloração é sempre muito escura, porém a parte ventral é amarelada. Pode chegar a dois metros de comprimento.

Peixes de água doce do Brasil - Piraputanga (Brycon microlepis)

O Piraputanga é um peixe de escamas, com carne bastante apreciada. Possui dentes tricúspides, dispostos em três fileiras no pré-maxilar. Tem o corpo alongado e um pouco comprimido. Quando retirado da água, a sua cor é amarelada, já a nadadeira caudal é vermelha, com uma faixa preta que começa no pedúnculo caudal e chega até os raios centrais da nadadeira caudal. As demais nadadeiras são alaranjadas. As escamas do dorso são claras no centro, com as bordas escuras. Apresenta uma mancha umeral escura e arredondada. Pode atingir 50 cm de comprimento e 3 Kg de peso.

Peixes de água doce do Brasil - Pirarara (Phractocephalus hemeliopterus)

O Pirarara é um peixe de couro, de corpo robusto. Sua cabeça é ossificada, achatada e grande, apresentando um forte contra-sombreado, assim como as nadadeiras adiposa, dorsal e anal de cor alaranjada brilhante. Apresenta coloração do corpo cinza-escura, com uma faixa longitudinal branco-amarelada, ao longo dos flancos, indo da cabeça à nadadeira caudal. Pode chegar aos 50 kg e alcançar 1,3 m do focinho à separação dos dois lobos da nadadeira caudal.

Peixes de água doce do Brasil - Jurupensém (Sorubim lima)

O peixe Jurupensém é um peixe de couro, com o corpo roliço. Possui uma lista clara irregular que vai da cabeça à nadadeira caudal, o que lhe fortalece o alongamento. Sua cabeça é longa e achatada, de onde vem o nome Bico-de-Pato, como também é conhecido. Possui boca arredondada, sendo o maxilar superior maior que a mandíbula. Seus olhos estão localizados lateralmente. Seu o dorso é marrom escuro, quase preto, passando a amarelado e depois esbranquiçado abaixo da linha lateral. Suas nadadeiras são avermelhadas ou róseas. Pode alcançar 70 cm de comprimento total.

Peixes de água doce do Brasil - Corvina (Plagioscion squamosissimus)

O peixe Corvina é um peixe de escamas, com coloração prata azulada, boca oblíqua, com um grande número de dentes recurvados e pontiagudos. Possui dentes na faringe e a parte anterior dos arcos branquiais apresenta projeções afiadas com a margem interna denteada. Apresenta espinhos nas nadadeiras e duas nadadeiras dorsais. Não possui nadadeira adiposa. É capaz de produzir sons bem audíveis, por meio de músculos associados à bexiga aérea, que age como câmara de ressonância. Pode alcançar mais de 50 cm e atingir até os 4,5 kg.

Peixes de água doce do Brasil - Barbado (Pinirampus pinirampu)

O peixe Barbado tem este nome por possuir barbatanas grandes no canto da boca. É um peixe de couro, com boca pequena e barbilhões sensoriais achatados. Possui nadadeira adiposa muito longa, começando logo após a nadadeira dorsal. Sua coloração é cinza a castanho, no dorso e flancos, clareando na região ventral. No entanto, sua cor tende ao castanho-esverdeado quando retirado d'água. Pode pesar 12 Kg, alcançando cerca de 80cm de comprimento total.

Peixes de água doce do Brasil - Bicuda (Boulengerella maculata)

O peixe Bicuda é um peixe de escamas, com corpo alongado e roliço. Possui boca grande, pontuda e bastante dura. Sua coloração varia de espécie para espécie, normalmente, o dorso é cinza com os flancos e o ventre prateados. Em seu corpo, há também pintas pretas. Sua nadadeira dorsal está localizada na metade posterior do corpo e seu último raio, assim como na anal, é um pouco mais comprido. Já as nadadeiras pélvica e anal apresentam a margem preta e a caudal uma faixa preta nos raios medianos. O Bicuda pode atingir cerca de 1 m de comprimento total e 6 kg de peso.

Peixes de água doce do Brasil - Lambari (Astyanax bimaculatus)

O Lambari é um pequeno peixe de escamas, com coloração prateada, e nadadeiras variando entre amarela, vermelha e o preta. Seu corpo é alongado e um pouco comprimido. Possui duas manchas, sendo uma próxima à nadadeira peitoral, com forma ovalada e posição horizontal, e outra em forma de clava, seguindo do pedúnculo caudal à porção mediana do corpo. Chega, ao máximo, a 200mm de comprimento.

Atendimento Online
Quer Facilidade