Resultados da busca para "quais-sao-os-cuidados-necessarios-na-criacao-do-bicho-da-seda"

Criação do bicho-da-seda - acasalamento, eclosão, alimentação, ecdise e limpeza da cama

A criação do bicho-da-seda inicia-se com a chegada da primavera, quando as brotações da amoreira já estão completas. Esta etapa vai até o mês de abril nas regiões mais frias e maio ou junho em regiões mais quentes. Todo programa de criação é limitado pela área de cultivo da Amoreira, pela mão de obra e pelos recursos financeiros. A elaboração de um programa, então, começa com a determinação de quantidade do bicho-da-seda a se criar, lembrando-se de que a presença de um técnico é muito importante.

Bicho-da-seda - desenvolvimento larval, limpeza da cama e manutenção dos casulos

Muitas vezes ocorre desuniformidade no desenvolvimento das lagartas na criação, podendo dificultar o manejo. As causas são as mais diversas, mas é preciso prestar atenção principalmente no último trato de cada idade (o último abastecimento antes do sono deve ser fraco), e o primeiro trato quando as lagartas acordam do sono deve ser feito somente quando a maioria das lagartas estiverem acordadas. Ao polvilhar as folhas com cal hidratada, estas ficam secas e assim as lagartas, ao acordarem do sono, não se alimentarão, aguardando o primeiro trato. Dessa maneira, o criador tenta igualar o desenvolvimento das lagartas. Se o criador não conseguir igualar as lagartas, deve separá-las em locais diferentes da esteira. Isso pode ser feito durante o sono, após o polvilhamento com cal; restando ainda lagartas acordadas, faz-se outro fornecimento de ramos e quando as lagartas subirem nos ramos, elas serão transportadas para outra parte da esteira.

Bicho-da-seda - alimentação, controle da temperatura e umidade e aplicação de cal hidratada

A colheita das folhas de amoreira deve ser feita de acordo com a idade da lagarta. Deve-se tomar o cuidado, no entanto, de não oferecer folhas amareladas ou sujas. Vale lembrar que a qualidade e a quantidade dos casulos produzidos estão diretamente relacionados com a qualidade das folhas fornecidas.

Bicho-da-seda produz, por casulo, até mil metros de seda

A sericicultura é uma arte milenar, iniciada na China há cerca de 5.000 anos, para obtenção de fios de seda. No Brasil, a introdução do bicho-da-seda seda ocorreu no estado do Rio de Janeiro, no ano de 1848. Em 1922, em Campinas, foi criada a Indústria de Seda Nacional - S.A. A partir daí, a sericicultura tornou-se uma importante atividade para a agroindústria brasileira.

Como iniciar a sericicultura

A nobreza dos tecidos de seda data de muitos anos. Durante o Império Romano, por exemplo, o valor da seda era equivalente ao do ouro. Nomeada de sericicultura, a criação de bicho-da-seda para a produção desse tipo de tecido é uma atividade que vem ganhando cada vez mais espaço no mercado nacional devido à alta demanda do setor têxtil por esse produto. Leve, brilhante e macia, a seda é, ainda hoje, um dos tecidos mais nobres. Algumas das vantagens relacionadas à cultura do bicho-da-seda são a limpeza dos locais de criação e a simplicidade dos procedimentos de manejo.

Curiosidades sobre a seda: do surgimento ao Brasil

Existem muitas lendas em torno da seda, uma delas é de que foi descoberta, por acaso, por uma rainha chinesa. Segundo dizem, “quando tomava chá embaixo de uma Amoreira, nos arredores do seu palácio, um casulo caiu dentro de sua xícara de chá fervendo e soltou um fio. Assim, estava descoberta a seda”.

3 dicas imperdíveis para cuidar da pele

Todos os dias, os cuidados com a pele começam pela manhã, quando ela deve ser higienizada para a eliminação das impurezas. Ao fim do dia, antes de deitar, o mesmo deve ser feito, lavando a pele com água fria e completando a higiene com uma loção tônica. Esta é essencial, pois controla o pH e a oleosidade da pele.

Higiene pessoal das crianças - cuidados com o corpo e com o vestuário

Os cuidados com a higiene pessoal são imprescindíveis para uma vida saudável. A aquisição de hábitos de higiene corporal tem início na infância, destacando-se a importância de sua prática sistemática. As experiências de fazer com a criança os procedimentos passíveis de execução no ambiente escolar, como lavagem das mãos ou escovação dos dentes, por exemplo, podem ter significado importante para o seu desenvolvimento. Vale lembrar que as babás são o exemplo vivo para as crianças, pois são elas que as orientam. Daí a importância das babás também praticarem corretamente as normas de higiene.

Estética e beleza - dicas para cuidar da pele no inverno

Falar de estética e beleza no inverno é falar, principalmente, dos cuidados que se deve ter com a pele. Para os que ainda não sabem, a pele é o maior órgão do corpo humano e tem por principais funções a proteção dos tecidos próximos, a regulação da temperatura do corpo, a reserva de nutrientes e, ainda, a contenção de terminações nervosas sensitivas. A pele representa 15% do peso do nosso organismo, cobrindo quase todo o corpo exceto os orifícios genitais e alimentares, olhos e superfícies mucosas genitais. Tamanha importância e responsabilidade, enfim, faz da pele merecedora de todos os cuidados especiais, principalmente durante o inverno, época em que é muito castigada.

Como cuidar da vaca e do bezerro ao parto

Todo pecuarista leiteiro bem-sucedido prima pelo conforto e bem-estar do seu rebanho. Afinal, este é um fator determinante para a boa performance e a alta produtividade do gado. Não apenas os machos reprodutores devem ser adequadamente manejados, como também a vaca em gestação e o bezerro.

Atendimento Online
Quer Facilidade