Resultados da busca para "producao-de-alevino-de-turvira"

Vai produzir alevinos? Construa ótimos viveiros!

Os viveiros são tanques escavados no solo, onde vivem os peixes que fazem parte da piscicultura de produção de alevinos, ou seja, as matrizes, as pós-larvas e os alevinos. A água deve circular constantemente pelos viveiros, sendo a vazão de entrada ligeiramente superior à de saída para compensar as perdas por evaporação e por percolação.

Alevinagem intensiva, semi-intensiva e semiextensiva

A alevinagem é a produção dos alevinos, ou seja, os filhotes dos peixes que já se assemelham aos adultos da sua espécie, os quais, quando atingem o tamanho e o peso ideal, serão comercializados para outras pisciculturas, que se encarregarão de fazer a recria e a engorda destes. Essa etapa é realizada em criatórios especializados que são responsáveis, exclusivamente, pela produção dos alevinos de forma eficiente. Daí a importância de se conhecer os tipos de sistemas de criação de alevinos: intensiva, semi-intensiva e semiextensiva. Principalmente porque, nessa fase, utilizam-se matrizes selecionadas e de alto potencial genético e reprodutivo, fruto de investimentos.

Alevinos de tilápia - reversão sexual, alimentação, comercialização e transporte

O processo de reversão sexual baseia-se no fornecimento de hormônios masculinizantes às pós-larvas. Esse manejo faz com que as gônadas das fêmeas se desenvolvam em tecido testicular, produzindo indivíduos que crescem e funcionam reprodutivamente como machos. É um método prático e eficiente, originando de 95 a 99% de machos. No entanto os produtores que optarem por produzir alevinos de tilápias para comercialização, deverão atentar-se para o fornecimento dos alevinos, bem como sua padronização.

Cria surubins? Aprenda a soltar os alevinos no tanque!

Independentemente se serão recriados em tanques de terra ou em tanques-rede, o procedimento de soltura dos alevinos será feito levando-se em consideração o tipo de embalagem, sacola plástica ou caixa térmica, utilizado no transporte, afirma José Eduardo Aracena Rasguido, professor do Curso a Distância CPT Criação Comercial de Surubim, em Livro+DVD e Curso Online.

Especialista: Produzir alevinos requer especialização!

O cultivo de peixes em cativeiro tem a finalidade de atender à demanda do mercado nacional e internacional, tanto para consumo alimentar como para povoamento de pesqueiros, onde se pratica a pesca esportiva. “Também tem por finalidade produzir peixes para repovoamentos nos locais em que, por alguma razão, as espécies nativas possam estar ameaçadas de extinção”, afirma Dr. Manuel Braz, professor do Curso a Distância CPT Produção de Alevinos, em Livro+DVD e Curso Online.

Produção de alevinos

Existem várias espécies de peixes que podem ser cultivadas em pisciculturas. O cultivo de peixes é constituído por três fases: a alevinagem, a recria e a engorda. Cada uma delas constitui um tipo específico de piscicultura. Para que cada fase seja bem conduzida, será necessário que o piscicultor conheça as formas de manejo e os cuidados que cada uma dessas etapas requer, visando manter as condições adequadas para o desenvolvimento dos peixes.

Produção de alevinos: como desinfetar o viveiro de manutenção

Após o período da desova, as matrizes deverão retornar para o viveiro de manutenção, corretamente desinfetado, para receber novamente os peixes. Portanto, a desinfecção do viveiro de matrizes deve ser feita anualmente. “Viveiros de larvicultura e de alevinagem também devem ser previamente desinfectados antes de serem utilizados”, afirma Manoel Braz, professor do Curso a Distância CPT, Produção de Alevinos, em Livro+DVD e Curso Online.

Criação de peixes ornamentais: alevinagem

Assim que os ovos, ou as pós-larvas, ou os alevinos são separados dos pais e transferidos para outro ambiente, inicia-se a fase de alevinagem. A maioria das espécies ornamentais produz filhotes ainda em formação, as chamadas larvas. As larvas nascem de peixes que depositam seus ovos, que depois irão eclodir. Já os filhotes dos peixes que produzem crias completamente formadas são chamados de alevinos.

Artêmia salina: alimento viável na criação de peixes ornamentais

Artêmias são crustáceos marinhos (ordem anostraca) muito populares entre os aquaristas pela facilidade de obtê-los a partir dos cistos (ovos de resistência). As artêmias adultas são um alimento para matrizes de peixes ornamentais, mas dadas as dificuldades no seu cultivo são pouco utilizadas. Seu uso é muito maior dentro dos sistemas intensivos de produção de alevinos de peixes de corte, principalmente na Ásia e Europa. “Na criação comercial de peixes ornamentais, as artêmias são utilizadas na alimentação de pós-larvas grandes ou de alevinos”, Dr. Manuel Vazquez Vidal Junior, professor do Curso a Distância CPT, Produção de Peixes Ornamentais, em Livro+DVD e Curso Online.

Vai produzir alevinos? Atente-se à concentração de oxigênio na água!

A concentração de oxigênio na água é fator determinante para a boa sobrevivência dos peixes e, em muitos casos e ocasiões, torna-se necessário fazer uso de meios artificiais para elevá-la. “A entrada de água no viveiro, em queda livre, é uma das importantes estratégias que contribuem com a elevação da taxa de oxigênio dissolvido na água”, afirma Dr. Manuel Braz, professor do Curso a Distância CPT Produção de Alevinos, em Livro+DVD e Curso Online.

Atendimento Online
Quer Facilidade