Resultados da busca para "pratos-tipicos-regio-centro-oeste"

Culinária da região Centro-Oeste: Empadão Goiano

A culinária da região Centro-Oeste tem suas tradições fundadas nas típicas festas populares que, por sua vez, receberam influência direta dos povos indígenas da região. Pode-se citar como exemplo da herança culinária indígena a farinha de mandioca, ingrediente muito utilizado em muitos pratos típicos da região Centro-Oeste. Mas não se pode deixar de destacar a utilização de muitos temperos especiais nessa culinária, como o açafrão, o gengibre, a jurubeba, o pequi, a guariroba, entre outros.

Montagem e decoração de pratos (Food Styling): a escolha do prato

O prato é o suporte, a base onde os alimentos serão colocados e organizados para serem servidos. Historicamente, a gastronomia sempre utilizou diversos tipos de pratos para servir os alimentos. Cada tipo de prato sendo mais indicado para determinados alimentos. Atualmente, com novos conceitos e tendências, paradigmas são quebrados de forma que hoje não existe apego às tradições, o que nos leva a sugerir vários elementos para serem usados como suportes para servir alimentos; portanto, como pratos.

Culinária do Centro-Oeste tem um prato típico em cada estado

Constituída pelos estados do Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e o Distrito Federal, a região Centro-Oeste tem na sua culinária tradições fundadas nas típicas festas populares que, por sua vez, receberam influência direta dos povos indígenas da região.

Montagem e decoração de pratos (Food Styling): a regra dos terços

A busca por conhecimentos e técnicas referentes à montagem e decoração de pratos é essencial para tornar o prato ainda mais atrativo. Mas, por que isso é importante? Uma resposta simples e objetiva seria: para deixar o prato mais bonito. Mas, por que deixá-lo mais bonito? Instintivamente, selecionamos o que vamos comer pela aparência e pelo aspecto; o que é bonito e atrativo aos olhos nos parece mais saboroso, e, portanto, mais apetitoso.

O que servir como prato principal e sobremesa, em almoços e jantares, e como servi-los

Após ter sido servida a entrada, a empregada arruma a mesa, deixando-a limpa, para que passe a ser servido o prato principal. Os coquetéis devem vir em recipientes próprios sob os quais se colocam os pires que protegem o prato de serviço. No caso da sopa, o prato próprio para ela pode não estar muito limpo embaixo, sujando o prato de serviço. Daí a necessidade da limpeza e reorganização da mesa, para que tudo esteja perfeito ao servir o tão esperado prato: o principal.

Treinamento de Garçom - Mise-en-place básica

Após colocar as toalhas e napperons, colocar os pratos na mesa, nos lugares em frente às cadeiras. A borda do prato deve ficar alinhada com a borda da mesa. Se o prato tiver logotipo, este deve ficar no lado do prato oposto ao cliente, voltado para este. Colocar a faca de mesa do lado direito do prato, com o corte voltado para dentro. A faca deve ser alinhada com a borda lateral do prato e não pode ficar debaixo deste. A ponta do cabo da faca deve ser alinhada com a borda inferior do prato.

Centros de trabalho da cozinha comercial

Em uma cozinha comercial, é preciso ter áreas para preparação dos alimentos e das formulações e uma área para cocção. O centro de trabalho é uma área dentro da cozinha que agrupa os equipamentos, utensílios e materiais usados para a manipulação de um certo tipo de alimento. O projeto dos centros de trabalho deve ser feito atendendo aos seguintes requisitos: ter baixo custo de implantação; evitar contaminação dos alimentos; dar segurança e conforto para os trabalhadores; e evitar o fluxo cruzado de pessoas e equipamentos.

Como fazer reduções e coulis para decorar pratos

Muitas vezes, a criatividade do chef requer que algumas pinturas sejam feitas no fundo de um prato para dar vida e complementar uma decoração. Para isso, existem as reduções e os coulis, obtidos a partir do espessamento de líquidos ou da trituração de frutas, que permitem pintar as plataformas de montagem (pratos, azulejos, travessas, entre outros).

Centro hípico de qualidade tem cocheiras de qualidade

Centro hípico de qualidade é aquele que zela pela integridade física do animal e, por assim ser, leva em consideração o conforto e a qualidade de vida dos cavalos ali instalados. Neste sentido, engam-se aqueles que acham que, para alojá-los, qualquer espaço cercado por paredes e protegido por um teto basta. Portanto, “antes de iniciar um projeto para a construção das cocheiras em centros hípicos, também conhecidas como baias ou estábulos, conforme a região, devemos nos atentar para diversos fatores, afirma Dr. Haroldo Vargas Leal Júnior, professor do Curso a Distância CPT Como Montar e Manejar um Centro Hípico - Modalidades, Instalações, Manejo Sanitário e Primeiros Socorros, em Livro+DVD e Curso Online. São eles:

Receitas para festas de fim de ano

Atualmente, as pessoas estão com o paladar mais exigente. Tanto em casa quanto nos restaurantes, elas procuram pratos saborosos, bem preparados e com um visual que atraia os olhos e aguce o apetite. Principalmente, quando as festas de fim de ano estão próximas. Motivo ainda mais forte para escolher e preparar pratos requintados, que conquistem o paladar de seus convidados. Drinks refrescantes e coloridos, entradas leves e saborosas, sobremesas que encantariam até os deuses, tudo vale para comemorar o final de ano com estilo, usando e abusando da gastronomia nacional e internacional.

Atendimento Online
Quer Facilidade