WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"plantas-medicina"

Plantas medicinais? Atenção à toxocologia!

Antes de fazer qualquer preparação com as plantas medicinais, primeiramente é preciso conhecê-las para saber identificar qual é a mais indicada para determinado sintoma ou doença. “Porém, tão importante quanto conhecer os efeitos benéficos das plantas medicinais sobre o organismo humano é saber analisar essas plantas com relação à toxicologia, pois, muitas vezes, intoxicações podem ocorrer”, afirma Alessandra Azis, professora do Curso CPT Farmácia Viva - Princípios Ativos, Identificação e Utilização de Plantas Medicinais.

Cuidados durante a colheita e pós-colheita das plantas medicinais

A colheita e pós-colheita das plantas medicinais devem ocorrer cuidadosamente, para preservar ao máximo a integridade das partes colhidas, diminuindo, assim, a perda de princípios ativos. Por isso, é muito importante orientar a mão de obra, para que não sejam coletadas plantas doentes, com manchas, terra, poeira, partes deformadas, ou insetos. Isso evita a coleta de material que deverá ser eliminado na fase de beneficiamento, o que exigiria mais mão de obra e mais gastos.

Conheça 5 plantas medicinais que curam

Cientificamente, estudos comprovam que os efeitos terapêuticos de algumas plantas medicinais - como hortelã, capim-cidreira, alho, arnica e eucalipto, além de altamente vantajosos, em termos de custos e benefícios para o homem, são muito eficazes. Trata-se de plantas medicinais com propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e expectorantes.

Principais formas de preparo das plantas medicinais

as plantas medicinais trazem uma série de benefícios à saúde humana quando utilizadas de modo adequado. Dependendo da planta, ela pode ser consumida in natura, mas em outros casos, as ervas medicinais exigem o preparo prévio antes do uso. Assim, temos os chás preparados em infusão, decocção e maceração, além de compressas, pomadas, tinturas e xaropes.

Regras gerais para a colheita das plantas medicinais

As plantas medicinais, da mesma forma que outras plantas, como as hortaliças apresentam um ponto de colheita ideal, que é o momento de maior concentração de princípios ativos na planta. As substâncias com atividade terapêutica, ou princípios ativos, encontrados nas plantas, geralmente concentram-se em maior quantidade em um determinado órgão. Assim, em algumas plantas os princípios ativos estão em maior concentração nas folhas e hastes, em outras, estão nas flores.

Colheita das plantas medicinais: estádio do desenvolvimento, época do ano e hora do dia

A colheita das plantas medicinais varia conforme o órgão da planta que será coletado, seu estádio de desenvolvimento, a época do ano e a hora do dia, caso contrário, seus princípios ativos não serão bem aproveitados, prejudicando a sua função terapêutica. O estádio de desenvolvimento da planta medicinal é muito importante para que se determine o ponto de colheita, principalmente em plantas perenes e anuais de ciclo longo, em que a máxima concentração é atingida após certa idade e/ou fase de desenvolvimento.

Sistema hidropônico de cultivo de hortaliças e plantas medicinais

O sistema hidropônico de cultivo de hortaliças e plantas medicinais, condimentares e aromáticas, é a melhor alternativa para atender a um público cada vez mais exigente em relação a qualidade das plantas, higiene, ausência de resíduos de agrotóxicos e alto teor de princípios ativos. Nesse sistema, as plantas são cultivadas sem contato com o solo, utilizando apenas solução nutritiva para promover o seu crescimento. Com o uso de água de boa qualidade, as plantas não sofrem contaminação por organismos nocivos à saúde.

Cultivo de plantas medicinais: o processo de secagem

Alessandra Aziz, professora do Curso CPT Farmácia Viva – Princípios Ativos, Identificação e Utilização de Plantas Medicinais, contextualiza, dizendo que o uso de plantas para tratar doenças é tão antigo quanto a história da humanidade, mas ressalta que saber conservar e usar cada tipo é fundamental para garantir que o remédio funcione.

Vai cultivar plantas medicinais em casa? Deposite carinho nessa ação!

A horta, por conter diversas plantas, que também são seres vivos, precisa de cuidados, como adubação, irrigação, poda, limpeza, entre outros. “É preciso que sejam feitos nos canteiros os tratos culturais com as plantas, e isso não consiste apenas em plantar uma muda e jogar água: é preciso algumas ações para que a planta se sinta cuidada, pois, como os seres humanos e os animais, ela também gosta de sentir esse carinho”, afirma Alessandra Azis, professora do Curso CPT Farmácia Viva - Princípios Ativos, Identificação e Utilização de Plantas Medicinais.

4 plantas medicinais que melhoram a imunidade

Quando o sistema imunológico está fortalecido, o organismo humano é capaz de combater infecções, até mesmo as mais graves, como pneumonia e COVID-19. Nesse sentido, torna-se essencial melhorar a imunidade para a manutenção da boa saúde. Para isso, “existem plantas medicinais poderosas, como astrágalo, guaco, equinácea e gengibre.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!