Resultados da busca para "plantas-cultivadas-em-horta-e-pomar"

Sistema hidropônico de cultivo de hortaliças e plantas medicinais

O sistema hidropônico de cultivo de hortaliças e plantas medicinais, condimentares e aromáticas, é a melhor alternativa para atender a um público cada vez mais exigente em relação a qualidade das plantas, higiene, ausência de resíduos de agrotóxicos e alto teor de princípios ativos. Nesse sistema, as plantas são cultivadas sem contato com o solo, utilizando apenas solução nutritiva para promover o seu crescimento. Com o uso de água de boa qualidade, as plantas não sofrem contaminação por organismos nocivos à saúde.

Cultivo de urucum - principais cultivares para fins comerciais

O urucueiro é uma planta arbustiva, designada botanicamente de Bixa orellana L., que pertence à família Bixaceae. É uma planta ereta e que, normalmente, atinge alturas entre 3,5 a 4,0 m, porém, dependendo do manejo adotado, da idade da planta e das condições de clima e solo em que é cultivada, pode-se encontrar plantas de urucueiro de até 10 m de altura. Todas estas caracteristicas dependerão também do tipo de cultivar escolhido para ser produzido. No Brasil, as cultivares de urucum que são mais indicadas para os cultivos comerciais são: Bico-de-Pato, Peruana Paulista, Piave Vermelha e a Peruana Pará.

Produção comercial de Agapanto - propagação, cultivo, tratos culturais e cultivo em vasos

Planta ornamental, apesar de sua rusticidade, o Agapanto é uma nativa da África do Sul. Possui características de clima subtropical e é muito encontrado em jardins do sul e do sudeste por gostar e tolerar climas frios. Para se desenvolver satisfatoriamente, o Agapanto precisa de solo rico em matéria orgânica. O nome Agapanthus, em latim, significa "flor do amor" e chama mesmo a atenção no jardim, por suas hastes florais de quase 1 m de altura. No auge da beleza, que acontece durante a primavera e o verão, o Agapanto apresenta inflorescências globosas, compostas por inúmeras flores azuladas. A planta é perfeita na separação de plantas altas em jardins e também para embelezar paredes exeternas e muros.

O cultivo sem solo

A hidrôponia, ou cultivo na água, é bastante antiga. Foram os alemães Sachs e Knop, em 1860 a em 1861, os que primeiro cultivaram uma planta de semente a semente em meio líquido. Para que se possa fazer o cultivo de plantas na água é necessário que essa água substitua as funções do solo, que é o meio natural de crescimento das plantas superiores.

Horta - vegetais cultivados em pequena quantidade para o consumo próprio

Assim como alguns condimentos e ervas, há uma extensa variedade de vegetais que podem ser facilmente cultivados em pequenos jardins, hortas ou espaços, para o consumo próprio. Cultivar a própria horta tem inúmeras vantagens, como consumir alimentos frescos, colhidos na hora, livres de produtos químicos pesados, pragas e doenças.

Cultivo de plantas Medicinais: uma ideia saudável

Ter acesso à uma vida saudável e balanceada tem se tornado, cada vez mais, um projeto de vida do brasileiro. Cansadas da poluição e da agitação dos grandes centros urbanos, as famílias têm procurado por um tipo de vida mais tranquila, sossegada e de grande qualidade, características estas, que só podem ser encontradas nos campos.

Milhos especiais - controle de plantas daninhas

O milho é extremamente sensível à competição inicial com as plantas daninhas. No caso do milho pipoca, que apresenta baixo vigor de planta, as perdas de produtividade são ainda maiores que no milho comum. A intensidade dessas perdas vem em função da espécie da planta daninha, do grau de infestação, do tipo de solo, das condições climáticas, além do estádio fenológico da cultura. Normalmente, essa redução na produção do milho pipoca é atribuída à sua competição com as plantas daninhas pelos fatores básicos de sobrevivência, como a água, nutrientes e luz, tornando esses fatores limitantes ao desenvolvimento do milho.

Horta - como plantar Taro (Colocasia esculenta) de forma orgânica

O taro, Colocasia esculenta, também conhecido como inhame nas regiões Sul e Sudeste do Brasil, é uma planta herbácea, que pode atingir até dois metros de altura. Suas folhas são verde-escuros e têm limbo com formato de coração. Os pecíolos, que são as hastes das folhas, podem ser arroxeados ou verdes. A parte utilizada é composta de um rizoma central esférico, rodeado por vários rebentos laterais, menores, revestidos por uma pele fibrosa, coberta de pequenas raízes. Geralmente, a cor da polpa é branca, mas existem variedades com a polpa mais corada, chegando até a cor de vinho. A planta não produz sementes, talvez por causa da utilização contínua da propagação vegetativa, através dos rizomas. O ciclo de cultivo é muito variável, indo de cinco até doze meses, de acordo com as variedades e as condições de cultivo.

Cogumelo Champignon - estruturas de produção e sistemas de cultivo

No início do século, cultivava-se o champignon no solo e ao ar livre, mas com o desenvolvimento de novas técnicas, aumentou-se o número de opções de sistemas que podem ser utilizados para o cultivo deste tipo de cogumelo, com controle das condições ambientais prolongando o cultivo durante o ano todo. Atualmente, no Brasil tem-se consagrado o cultivo do champignon em sacos plásticos dispostos em prateleiras de madeira ou metálicas, no interior de galpões ou câmaras de alvenaria.

Como plantar mandioca - conheça o passo a passo

A mandioca é um alimento rico em amido, muito energético e está presente na alimentação diária de milhares de pessoas. Por serem de fácil cultivo e não necessitarem de muitos cuidados, é possível encontrá-la em sítios ou até mesmo nas cidades, já que podem ser cultivadas em pequenas áreas. A mandioca pode ser cultivada tanto para o consumo familiar quanto para a comercialização, seja em grande ou pequena escala. Entre suas vantagens em relação a outros cultivos, destacam-se:

Atendimento Online
Quer Facilidade