Resultados da busca para "pedras-preciosas-algas-marinhas"

Gemas brasileiras: Esmeralda, Água-marinha, Topázio, Turmalina, Quartzo fumê e Ametista

Em todas as joalherias, as pedras em uma vitrine chamam a atenção. Uma pedra bem lapidada agrega valor a uma joia. Daí a importância do profissional lapidador. Quanto mais capacitado e hábil ele for, mais bela será a pedra lapidada por ele. E, no Brasil, há muitas opções de gemas a serem trabalhadas com destreza pelos lapidadores, como a Esmeralda, a Água-marinha, o Topázio, a Turmalina, o Quartzo fumê e a Ametista, diferindo umas das outras quanto à cor, transparência e dureza.

Pedras preciosas - classificação quanto à dureza, cor, transparência e pureza

Antigamente as gemas eram classificadas em pedras baratas, semipreciosas e preciosas, dependendo da sua cor, sua dureza, sua pureza e raridade. Atualmente, todas as gemas são consideradas preciosas, embora as quatro originais (diamante, rubi, safira e esmeralda) sejam geralmente, mas nem sempre, as mais valiosas. Para avaliar uma gema são necessários profissionais experientes. Por isso, abaixo, seguem alguns conceitos para ajudar quem está começando a lidar com pedras preciosas e quer aprender como conhecê-las e classificá-las.

Lapidação de pedras para decoração: perfil profissional, capital a ser investido e clientela

No processo de lapidação de pedras para decoração, uma pedra bruta é cortada em uma serra apropriada, até se tornar uma bela peça de decoração. Mas não somente isso, a pedra também recebe polimento e riscos próprios de cada peça. E, por fim, ela recebe o verniz que lhe garante o seu brilho. Conforme a criatividade do lapidador, forma-se qualquer peça decorativa, que pode atrair qualquer tipo de clientela, principalmente, turistas estrangeiros, que admiram a beleza de nossos mais belos minerais.

Uma profissão que vale ouro

Quem vê uma peça em ouro pronta, talvez não imagine o grande trabalho que está por trás dela. Boa parte do valor de uma joia vem da mão de obra e não somente dos materiais, ainda que o ouro e as pedras preciosas custem caro. O ourives é o artesão que fabrica objetos em metais preciosos (principalmente ouro e prata).

Lapidação pode ser feita com diversas matérias-primas

Lapidação mineral é o processo pelo qual uma pedra bruta é cortada em uma serra própria, se transformando em lindas peças de decoração. Depois, essas recebem polimento, riscos próprios de cada peça, e, em seguida, o verniz, para readquirir brilho. Pode-se formar qualquer peça, dependendo da criatividade do lapidador.

A arte da lapidação confere beleza e agrega valor às mais variadas pedrarias

A lapidação se torna muito importante para agregar quanto valor e beleza forem possíveis, à pedra, estrela principal de uma joia. Esse é o processo por meio do qual a pedra bruta é cortada, modificando sua estrutura geométrica, com facetas polidas que refratam a luz e dão brilho ao colorido. Esse tratamento a que as gemas são submetidas tem o propósito de atingir a forma que mais destaque a beleza e proporcione o máximo de brilho à peça.

Indústria de joias eleva o volume de exportações e garante renda aos ourives

Segundo o Instituto Brasileiro de Gemas e Metais Preciosos (IBGM), o potencial de crescimento da indústria de joias é enorme, elevando o volume de exportações e expandindo o mercado interno. Estima-se que o crescimento nas vendas de joias no mercado interno tenha se superado nos últimos tempos, necessitando cada vez mais de bons profissionais para atuarem na profissão de ourives.

Siga as tendências de bordados em pedraria para 2018!

Muito usado e amado pelas mulheres, o bordado já se tornou item indispensável no vestuário, se mantendo sempre em alta. São usados de forma sutil e algumas peças e marcante em outras. Versátil, pode ser usado para várias ocasiões e em várias peças de roupas. Além disso, pode ser combinado com outros materiais, cores e tipos de costura. Se ligue nas tendências de bordados em pedrarias para 2018:

Camarão marinho tem mercado e preços atrativos para os produtores

A produção de camarões marinhos, em ambiente de cultivo no Brasil, tem se expandido rapidamente nos últimos 20 anos. Essa evolução tem se dados a passos muito largos, em um processo dinâmico e rápido, devido ao clima favorável, somado ao domínio de novas tecnologias de produção, que colocam o país como o principal produtor de camarões das Américas. Em poucos anos, a atividade se popularizou, deixando de ser um negócio apenas para grandes investidores e se tornando atrativa também para pequenos produtores.

Festas juninas - o que servir de comida?

Nas Festas Juninas, o milho é o anfitrião do cardápio. São muitas as guloseimas servidas para comemorar o dia São Pedro, Santo Antônio e São João. Se você está pensando em surpreender seus amigos e familiares com comidas típicas desta festa e não sabe por onde começar, conheça as sugestões abaixo e mãos à obra!

Atendimento Online
Quer Facilidade