WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "pastejo-rotativo-capim-mombaca"

Gramas e gramados - como fazer o controle de plantas daninhas

As plantas daninhas, como o Capim-pé-de-galinha, o Capim marmelada e o Capim braquiária, quando crescem, interferem no desenvolvimento da grama, causando prejuízos na produção, competindo com a cultura por água, luz e nutrientes, exercendo, em certas vezes, inibição química. Alguns estudos mostram que 20 a 30% da produção nacional de grama se perde por causa do ataque de plantas daninhas, além de elas serem hospedeiras de pragas e doenças. As práticas mais difundidas para o controle das plantas daninhas são: o arranquio, a capina, a roçada e, por fim, o controle químico.

Pastejo Rotacionado

Um sistema de pastejo constitui uma combinação definida e integrada do animal, da planta, do solo, de outros componentes do ambiente e os métodos de pastejo pelos quais o sistema é manejado para atingir resultados ou objetivos específicos. Na maioria dos trabalhos sobre sistemas de pastejo, os autores procuraram comparar o contínuo com o rotativo, comumente conhecido por aqui como pastejo rotacionado

Pastejo rotacionado

O pastejo rotacionado tem apresentado vantagens sobre o pastejo contínuo pelo aumento da taxa de lotação de animais por área e por possibilitar melhor controle para o aproveitamento da forragem disponível e de sua qualidade.

Pastejo

O capim-elefante é uma gramínea tropical exigente em fertilidade, que se adapta à maioria das regiões brasileiras. Ultimamente, existe grande procura por informações sobre o uso do capim-elefante sob pastejo rotativo para a produção de leite, visando principalmente à diminuição dos custos de produção.

Pastejo rotacionado: manejo

Atualmente, os termos pastejo contínuo e pastejo rotacionado passaram a ser conhecidos também como lotação contínua e lotação rotacionada . No pastejo contínuo, a pastagem é utilizada sem descanso, durante todo o ano, ou durante várias estações, podendo ser com carga fixa ou com carga variável . Já no pastejo rotacionado, a pastagem é subdividida em um número variável de piquetes, que são utilizados um após o outro, podendo também ser com carga fixa ou variável.

Pastejo contínuo x pastejo rotacionado: qual o melhor?

Quando um lote de animais permanece numa área em pastejo contínuo, sabe-se que as plantas estarão, constantemente, sofrendo o corte de suas folhas promovido pelo ato de pastejar. Os animais estarão ingerindo folhas que contém a energia produzida pela forrageira durante a fotossíntese, que é uma reação química pela qual a planta sintetiza reservas energéticas, aproveitando a água do solo, o gás carbônico da atmosfera e a luz solar. “Estarão ingerindo, também, substâncias sintetizadas a partir de nutrientes absorvidos do solo, como proteínas, vitaminas e outros elementos nutritivos”, afirma Adilson de Paula Almeida Aguiar, professor do Curso a Distância CPT Pastoreio de Lotação Rotacionada para Gado de Leite e Corte, em Livro+DVD e Curso Online.

Bovinos - dicas para a implantação do pastejo rotacionado

Um sistema de pastejo constitui uma combinação definida e integrada do animal, da planta, do solo e de outros componentes do ambiente e os métodos de pastejo pelos quais o sistema é manejado para atingir resultados ou objetivos específicos.

Especialista: Pastejo desuniforme é problema para o pecuarista!

Um dos maiores problemas enfrentados pelo manejador no método de pastoreio contínuo é o pastejo desuniforme, ou seja, quando o subpastejo e o superpastejo ocorrem simultaneamente. Esse fenômeno decorre do fato de os animais, por motivos variados, concentrarem o pastejo em determinadas áreas do pasto em detrimento de outras áreas.

Pastejo rotativo de capim-elefante é alternativa de baixo custo e alta produtividade

O leite é o subproduto do bovino, e sua qualidade e quantidade produzidas vão depender, dentre outros fatores, da alimentação. Um manejo nutricional adequado resulta em qualidade e vantagens econômicas para o produtor. Esse deve ser baseado em nutrientes, como a proteína, energia, minerais e vitaminas. A quantidade de cada elemento varia de acordo com o a categoria animal e com a composição química dos alimentos utilizados.

Ciclo de pastejo: o que é e como funciona?

O ciclo de pastejo nada mais é que o somatório do período de ocupação mais o período de descanso, afirma Adilson de Paula Almeida Aguiar, professor do Curso a Distância CPT Manejo de Pastagens, em Livro+DVD e Curso Online. O período de ocupação é determinado como sendo o período de tempo em que o piquete é ocupado pelos animais e o período de descanso é o período de tempo entre pastejos.

Fique por dentro das novidades!