Resultados da busca para "nome-das-principais-nadadeiras-de-peixes-de-agua-doce"

Peixes de água doce do Brasil - principais espécies, distribuição geográfica, habitat, alimentação, reprodução e características gerais

Os peixes de água doce do Brasil são inúmeros, existem cerca de 25.000 espécies, com grande variedade de formas e habitats. Todas apresentam características bastante distintas umas das outras. Principalmente, quanto ao comportamento, que pode ser o mais variado. Alguns peixes de água doce têm hábitos noturnos e, durante o dia, praticamente não se movimentam. Já outros precisam de menos oxigênio do que a maioria. Enfim, o universo dos peixes de água doce é bastante amplo. Por isso, é muito importante conhecê-lo a fundo para obter informações específicas so

Peixes de água doce do Brasil - Peixe-Cachorro (Acestrorhynchus pantaneiro)

O peixe Peixe-Cachorro é peixe com diminutas escamas, corpo bastante alongado e comprimido, boca grande e oblíqua. Possui dentes caninos e um par de presas que se encaixa no maxilar superior. Sua nadadeira dorsal está localizada na metade posterior do corpo, na mesma direção da anal. Suas nadadeiras peitorais são longas. Possui coloração prata uniforme, mais escura na região dorsal. Pode alcançar 70 cm de comprimento total e atingir até 600 g.

Peixes de água doce do Brasil - Pirarucu (Arapaima gigas)

O peixe Pirarucu é o maior peixe de escamas de água doce do Brasil e um dos maiores do mundo. Possui corpo em forma cilíndrica, cabeça achatada e mandíbulas salientes. Seus olhos são amarelados e de pupila azulada, um tanto salientes. Sua coloração é marrom-esverdeada, escura no dorso a avermelhada nos flancos, sendo a intensidade variável de acordo com o tamanho do individuo e com o tipo de água em que vive. É uma espécie que tem respiração acessória, utilizando-se do oxigênio dissolvido na água, mas principalmente do ar e, por isso, tem que subir frequentemente à superfície d´água. Pode viver mais de 18 anos. Devido à sua excelente carne, é considerado o Bacalhau Brasileiro. Pode atingir comprimento máximo de 2,10 m e 112 Kg de peso.

Peixes ornamentais - as espécies de água doce mais comercializadas

Atualmente, no Brasil, os peixes ornamentais importados encontram mercado, porque são frutos de melhoramento genético e apresentam sempre novas variedades, que não são produzidas no país. Veja o exemplo do acará-disco cuja produção nacional é quase que inteiramente proveniente de capturas realizadas na bacia do rio Amazonas. Esta mesma espécie é largamente produzida para exportação em Cingapura, na Ásia, onde representa uma alternativa de produção bastante rentável devido ao elevado preço de suas variedades melhoradas, como o malboro, a pigeon, a blue-diamond, entre muitas outras espécies de peixe.

Peixes de água doce do Brasil - Barbado (Pinirampus pinirampu)

O peixe Barbado tem este nome por possuir barbatanas grandes no canto da boca. É um peixe de couro, com boca pequena e barbilhões sensoriais achatados. Possui nadadeira adiposa muito longa, começando logo após a nadadeira dorsal. Sua coloração é cinza a castanho, no dorso e flancos, clareando na região ventral. No entanto, sua cor tende ao castanho-esverdeado quando retirado d'água. Pode pesar 12 Kg, alcançando cerca de 80cm de comprimento total.

Peixes de água doce do Brasil - Jurupensém (Sorubim lima)

O peixe Jurupensém é um peixe de couro, com o corpo roliço. Possui uma lista clara irregular que vai da cabeça à nadadeira caudal, o que lhe fortalece o alongamento. Sua cabeça é longa e achatada, de onde vem o nome Bico-de-Pato, como também é conhecido. Possui boca arredondada, sendo o maxilar superior maior que a mandíbula. Seus olhos estão localizados lateralmente. Seu o dorso é marrom escuro, quase preto, passando a amarelado e depois esbranquiçado abaixo da linha lateral. Suas nadadeiras são avermelhadas ou róseas. Pode alcançar 70 cm de comprimento total.

Peixes de água doce do Brasil - Poraquê (Electrophorus electricus)

O peixe Poraquê é um peixe sem escamas, semelhante a uma enguia. Não possui nadadeiras dorsal, ventrais e caudais. Possui nadadeira anal longa e peitorais pequenas. Seu corpo é alongado e cilíndrico. Sua cabeça é achatada e sua boca é equipada com uma fileira de dentes cônicos e afiados. Sua coloração é sempre muito escura, porém a parte ventral é amarelada. Pode chegar a dois metros de comprimento.

Petit Gâteau de Doce de Leite - aprenda a fazer

Sabe aqueles dias que bate uma vontade louca de comer um doce com aquele delicioso gostinho de leite e você não sabe exatamente qual é? De repente, para deixar a sua vida ainda mais confusa, você começa a imaginar como seria a sensação de saborear esse doce na temperatura frio e quente ao mesmo tempo? Então, saiba que esse desejo repetindo tem nome e satisfazê-lo e mais fácil do que você imagina. Quer saber qual é? Petit Gâteau de Doce de Leite. Que tal matar a vontade? Se você gostou da ideia, compre os ingredientes abaixo e mãos à obra!

Peixes de água doce do Brasil - Apapá (Pellona castelnaeana)

O peixe Apapá é um peixe de escamas, com corpo comprimido, cabeça pequena, boca pequena, ligeiramente voltada para cima. Possui região pré-ventral serrilhada, nadadeira adiposa e linha lateral, geralmente, ausente. Sua coloração é amarelada e seu dorso, escuro. Pode atingir mais de 60 cm de comprimento total e pesar até 3 kg. É um peixe carnívoro, alimentando-se de insetos e pequenos peixes na superfície da água.

Peixes de água doce do Brasil - Corvina (Plagioscion squamosissimus)

O peixe Corvina é um peixe de escamas, com coloração prata azulada, boca oblíqua, com um grande número de dentes recurvados e pontiagudos. Possui dentes na faringe e a parte anterior dos arcos branquiais apresenta projeções afiadas com a margem interna denteada. Apresenta espinhos nas nadadeiras e duas nadadeiras dorsais. Não possui nadadeira adiposa. É capaz de produzir sons bem audíveis, por meio de músculos associados à bexiga aérea, que age como câmara de ressonância. Pode alcançar mais de 50 cm e atingir até os 4,5 kg.

Atendimento Online
Quer Facilidade