WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Curso Segredos do Vinho

"mulas-no-cio"

Identificação do cio em vacas leiteiras - importância para o produtor

Para obter um intervalo entre os partos de 12 meses, e alcançar maior eficiência produtiva, é preciso que a vaca leiteira emprenhe até 90 dias após a parição, apesar de no Brasil este tempo médio ser de 18 meses. Não detectar o cio de vacas a tempo em propriedades leiteiras é uma falha que custa caro à produção, já que a inseminação é atrasada, aumentando o intervalo entre partos, reduzindo a produtividade leiteira e o número de bezerras nascidas. Mas, os prejuízos não param por aí. Quando não se percebe o cio, o produtor tem seus gastos elevados, pois tem de custear a manutenção de vacas improdutivas.

Reprodução de cavalos - como detectar éguas no cio

Fatores como idade adequada, boa condição nutricional, presença de fotoperíodo longo (16 h/dia) e temperaturas mais quentes são essenciais para que a égua entre no cio. Essas condições estão inter-relacionadas, pois é exatamente quando os dias se tornam mais longos e a temperatura aumenta que a pastagem se torna mais exuberante, melhorando o escore nutricional dos animais que tiverem acesso a ela.

Inseminação artificial em gado de leite: identificação da vaca em cio

Uma correta observação do cio em vacas é fundamental para o sucesso da inseminação, ou seja, depois que se adota a inseminação, o rebanho não terá mais o touro, a não ser em caso de opção por repasse. A detecção do cio, então, terá de ser feita de uma forma alternativa, surgindo a necessidade de técnicas para reconhecimento do cio entre as vacas.

Cio induzido em equinos: como proceder?

Nos equinos, o cio pode ser induzido por meio da iluminação artificial instalada nas baias ou em piquetes. A luz atua na liberação de GnRH, FSH e LH. No período de inverno, quando o período de luminosidade ao longo do dia é mais curto, observa-se alta concentração de melatonina, que, por sua vez, inibe os hormônios gonadotróficos e causa inatividade ovariana.

Como detectar o cio em zebuínos

Ao contrário do que ocorre com os bovinos de raças europeias em condições de calor, nos animais zebuínos o cio, em geral, é mais fácil de ser detectado no verão (Zakari et al.,1981). Segundo Galina et al.(1990), poucas vacas foram observadas em cio no inverno (21%) quando comparada com o verão (33%), sendo portanto, as condições do inverno um fator de restrição na expressão do cio destes animais.

É possível sincronizar o cio de vacas doadoras e receptoras? Sim, é!

É possível sincronizar o cio de vacas doadoras e receptoras? Sim, é! E quem atesta essa real possibilidade é o Professor José Olavo Borges Mendes Júnior, do Curso CPT Transferência de Embriões e Fertilização in Vitro. Segundo o especialista, “A sincronização das receptoras é realizada para deixá-las em um estágio do ciclo estral equivalente ao desenvolvimento do embrião nas doadoras, com tolerância de 48 h a mais ou a menos entre doadora e receptora (Reichenbach et al., 2002).”

Inseminação artificial em gado de leite: sequência da inseminação artificial

Detectado o cio, a vaca ou novilha deve ser levada para o curral e identificada para ser inseminada no momento adequado. A partir de então, iniciam-se os passos da inseminação propriamente dita. Na checagem dos registros, a vaca e os materiais utilizados para inseminar são preparados. O primeiro passo é verificar na ficha da vaca se existe alguma informação que possa impedir a sua inseminação. Não se deve inseminar vacas com menos de 35 dias de parida ou que tenham apresentado cio há menos de 18 ou mais que 24 dias. Em seguida deve-se conferir se todos os materiais a serem usados na inseminação encontram-se disponíveis e limpos. Verifica-se, também, onde o sêmen escolhido encontra-se no botijão.

Muares - animais de carga resistentes, inteligentes, de fácil manejo e vida longa

Os muares, animais de grande importância na história do Brasil, nunca poderão ser esquecidos. Graças ao trabalho de burros e mulas, o Brasil cresceu, evoluiu e se desenvolveu. Sobre o lombo dos resistentes burros e mulas, foram transportados alimentos, mercadorias diversas e, até mesmo, armas e munições.

Veterinário de suínos? Saiba mais sobre a maturidade sexual das porcas

De acordo com a Professora Mariana Costa Fausto, do Curso CPT Suínos: Produção e Principais Doenças, "na fêmea, a maturidade sexual acontece aproximadamente aos 5 meses de idade, podendo variar entre 130-240 dias e compreende fases como o pró-estro ou pré-estro, estro, cio, metaestro e, por fim, o diestro."

Reprodução de cavalos: comportamento da égua e regras de higiene da monta

Nos mamíferos, com exceção dos primatas, a fêmea só aceita o acasalamento no período do cio ou estro. Essa fase do ciclo dura, em média, sete dias, variando o período no decorrer da estação de monta, sendo mais longo no início da primavera, diminuindo nos meses de dezembro e janeiro. A maioria das éguas para de ciclar durante as estações de outono-inverno, quando a luminosidade diária diminui. Esse período é chamado de Anestro estacional. Os ovários se tornam inativos, uma vez que lhes faltam os estímulos oriundos da hipófise.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!