WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "medicina" ()

Cuidados durante a colheita e pós-colheita das plantas medicinais

A colheita e pós-colheita das plantas medicinais devem ocorrer cuidadosamente, para preservar ao máximo a integridade das partes colhidas, diminuindo, assim, a perda de princípios ativos. Por isso, é muito importante orientar a mão de obra, para que não sejam coletadas plantas doentes, com manchas, terra, poeira, partes deformadas, ou insetos. Isso evita a coleta de material que deverá ser eliminado na fase de beneficiamento, o que exigiria mais mão de obra e mais gastos.

Medicina natural - plantas medicinais que tratam e curam doenças comuns

A tradição de usar remédios caseiros para a cura de doenças comuns como gripes, resfriados e problemas digestivos está presente em todos os lares. E, de fato, muitas das plantas usadas pelo povo têm seu efeito curativo comprovado, após serem submetidas a criteriosos estudos.

Conheça 5 plantas medicinais que curam

Cientificamente, estudos comprovam que os efeitos terapêuticos de algumas plantas medicinais - como hortelã, capim-cidreira, alho, arnica e eucalipto, além de altamente vantajosos, em termos de custos e benefícios para o homem, são muito eficazes. Trata-se de plantas medicinais com propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e expectorantes.

Plantas medicinais e condimentares: para quem vender?

As plantas medicinais e condimentares cultivadas em sistema hidropônico visam a atender às indústrias de alimentos, de cosméticos e de fármacos. Devem ser cultivadas espécies que atendam simultaneamente a esses diferentes segmentos de mercado e, também, a um mercado mais abrangente, como farmácias de manipulação, comércio de condimentos, feiras e objetos artesanais produzidos com plantas medicinais e aromáticas (travesseiros, sachês, bonecas etc.), supermercados e mercados pequenos, e plantas destinadas a cultos religiosos (como arruda e alecrim).

Princípios ativos das plantas medicinais: ações terapêuticas

O propósito principal da farmácia viva é ter sempre ao alcance das mãos as plantas medicinais indicadas para o tratamento de sintomas e doenças mais comuns e de menor gravidade, como gripe e dor de cabeça. Isso nos traz maior segurança no uso das plantas, devido à certeza de estar usando a planta correta e da melhor qualidade do material.

Plantas medicinais - loção para a queda de cabelo, complexo emagrecedor e pomada para a psoríase

O uso de plantas para a cura de doenças e sintomas remonta aos primórdios do homem na Terra. Essa sabedoria popular atravessou os séculos e ainda hoje as plantas são remédios de grande valor para muitos povos, principalmente daqueles de baixa renda. Cientificamente, estudos já comprovaram que os efeitos terapêuticos de algumas plantas medicinais sobre certas doenças, além de altamente vantajosos em termos de custos e benefícios para o homem, são muito eficazes. Ao mesmo tempo, é possível notar nas sociedades do mundo inteiro crescente interesse das pessoas por formas de tratamento que têm como base ingredientes naturais, já que são menos agressivo do que o tratamento com produtos sintéticos. A queda de cabelos, a psoríase, o vitiligo, doenças do fígado, a obesidade, são algumas das doenças que afetam populações pelo mundo todo e todas elas podem ser combatidas ou controladas por meio do uso de produtos feitos com plantas medicinais. Quer saber como? Veja algumas receitas amplamente utilizadas dermatologicamente no combate à doenças comuns:

Passos importantes para a colheita e beneficiamento de plantas medicinais

No processo de produção de plantas medicinais existem muitas etapas importantes, mas é a colheita e o beneficiamento que garantirão a qualidade do produto final. A qualidade de plantas medicinais é expressa por um conjunto de características desejáveis tais como: cor, aroma, sabor, teor de umidade, teor de princípio ativo, e ausência de fungos e insetos.

Apiterapia, uma solução saudável

Apiterapia ou ciência é a modalidade de Medicina Alternativa que utiliza produtos derivados das abelhas para tratamento terapêutico de vários tipos de doenças. Nestes casos, são utilizados o mel, o pólen, a geleia real e as apitoxinas das picadas das abelhas. A Apiterapia tem profundas raízes na medicina tradicional de vários povos do mundo, praticamente todas as civilizações antigas conheceram e utilizaram os produtos das abelhas como valiosos recursos terapêuticos na sua medicina.

A busca por qualidade é o caminho para o cultivo comercial de plantas medicinais

A demanda por plantas medicinais está aumentando nos últimos anos. No entanto, no Brasil, a maior parte das plantas medicinais comercializadas são provenientes do extrativismo, ou seja, da coleta de plantas que nascem espontaneamente nas matas e pastagens. Geralmente, quando desidratadas, essas têm qualidades insatisfatórias, como baixos teores de princípios ativos, e apresentam sinais de deterioração.

Regras gerais para a colheita das plantas medicinais

As plantas medicinais, da mesma forma que outras plantas, como as hortaliças apresentam um ponto de colheita ideal, que é o momento de maior concentração de princípios ativos na planta. As substâncias com atividade terapêutica, ou princípios ativos, encontrados nas plantas, geralmente concentram-se em maior quantidade em um determinado órgão. Assim, em algumas plantas os princípios ativos estão em maior concentração nas folhas e hastes, em outras, estão nas flores.

Fique por dentro das novidades!