WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"massa-de-mandioca-no-confinamento"

Cordeiros - fatores que garantem o sucesso do confinamento

A decisão de confinar, se pensando na economia do confinamento de cordeiros e cabritos, está diretamente relacionada com dois fatores: a precocidade de acabamento dos animais e o curto período de tempo com o confinamento. Estes dois fatores, quando aliados, garantem o sucesso da investida. No entanto, ainda existem outros fatores de grande importância que devem trabalhar a favor do criador de cordeiros, são eles: a qualidade e o custo da alimentação. Na implementação desta prática é importante conciliar estes fatores, com vistas ao seu sucesso econômico. Nesses termos, requer-se a seleção dos animais como o critério básico para o confinamento. Portanto, há que se confinar somente animais sadios.

Aprenda como se faz farinha de mandioca caseira

Para produzir a farinha de mandioca caseira, as raízes de mandioca são lavadas e raladas manualmente. Em seguida, a massa é prensada, em sacos de algodão, para remover o excesso de água e parte da fécula, que se recupera no processo de decantação. Conforme o processo de produção, a farinha de mandioca pode ser classificada como farinha d’água, farinha seca ou farinha mista.

Pratos regionais com mandioca

O Brasil é rico em alimentos regionais produzidos com mandioca. Citam-se os beijus, elaborados sobre chapa aquecida, com massa ralada e prensada da mandioca acrescida de açúcar e temperos aromáticos diversos. Outro produto regional com grande potencial é a tapioquinha de goma, designação regional para o amido ou fécula da mandioca. A goma úmida, com cerca de 50% de umidade, é peneirada ou esfarelada sobre a chapa aquecida. Uma vez gelificada, é revirada para secar do outro lado e recheada com coco, queijo, manteiga, entre outros. Esse produto poderá se transformar em um fast food, desde que suficientemente padronizado

Sodomia em bovinos confinados: saiba mais sobre o assunto

O confinamento, por ser um sistema intensivo, possui diversas variáveis, mais do que sistemas menos tecnológicos. Algumas alterações nesse sistema podem comprometer o resultado da engorda dos animais. Segundo Gilmar Ferreira Prado, professor do Curso a Distância CPT Bovinos de Corte em Confinamento - Manejo e Gerenciamento, em Livro+DVD e Curso Online, "Os cuidados preventivos com a saúde dos animais no confinamento são fundamentais, pois o tempo de confinamento é tão curto que a maior parte das enfermidades acaba determinando a retirada do animal doente dos lotes de engorda. A sodomia, por exemplo, que consiste no ato de um animal montar o outro, é um fenômeno muito frequente nos confinamentos, principalmente quando temos maior quantidade de animais sem castrar (animais inteiros)".

Choux: a massa ideal para fazer carolinas, bombas e torres croquembouche

A massa choux é diferente de todas as outras, pois ela é cozida (assada) duas vezes. É a massa utilizada como base para carolinas, bombas e até mesmo torres como o croquembouche. Primeiramente, o líquido, a gordura, o sal e a farinha são cozidos e, posteriormente, ovos são adicionados um a um à massa. Após a modelagem, a pasta é levada ao forno até que fique seca e crocante.

Processamento da mandioca: farinha seca e farinha d'água

Para produzir a farinha, as raízes de mandioca são lavadas e raladas a mão. A massa ralada úmida é prensada em sacos de algodão ou em jacás de cipó, taquara ou folhas de palmeira. O excesso de umidade é eliminado com uma certa quantidade de fécula, que se recupera por decantação. A intensidade da prensagem e a adição de água à massa ralada influem sobre a eliminação da fécula.

Produção de mandioca - mudas de boa qualidade e método de propagação rápido

A mandioca é uma planta muito versátil e de ampla utilização na alimentação humana, animal e para uso na indústria . De fácil adaptação, ela é cultivada em todos os estados brasileiros e quando comparada a outros cultivos, apresenta uma série de vantagens, tais como: fácil propagação; elevada tolerância a longas estiagens; rendimentos satisfatórios mesmo em solos de baixa fertilidade; pouca exigência em insumos modernos; potencial resistência ou tolerância a pragas e doenças; elevado teor de amido nas raízes; boas perspectivas de mecanização, do plantio à colheita, sem grandes perdas na matéria seca; e, por fim, permite consórcio com inúmeras plantas alimentícias e industriais. O sucesso da lavoura, no entanto, depende, em grande parte, da utilização de mudas de boa qualidade.

Mandioca pode intoxicar pessoas: mito ou verdade?

Verdade! Em situações especiais, a quantidade de linamarina (glicosídeo complexo) encontrado na raiz da mandioca, pode gerar ácido cianídrico e, sim, causar intoxicações em seres humanos, afirma Dr.ª Marney Pascoli Cereda, professora do Curso a Distância CPT Cultivo de Mandioca, em Livro+DVD e Curso Online.

Mandioca: aprenda a fazer entrada, prato principal e até sobremesa com essa raiz saborosa

Nomes não faltam para a popular mandioca: macaxeira, aipim, castelinha, maniva, mandioca-doce, mandioca-mansa e pão-de-pobre são alguns do termos utilizados para nomear essa raiz genuinamente brasileira e de uso versátil em todo o país. Benéfica à saúde humana, pode estar presente em uma grande variedade de receitas, como estrela ou roubando a cena como acompanhamento.

Como plantar mandioca de forma fácil e simples?

A mandioca (Manihot esculenta) apresenta uma série de vantagens em relação e outros cultivos, tais como: fácil propagação, elevada tolerância a longas estiagens, rendimentos satisfatórios (mesmo em solos com baixa fertilidade), pouca exigência em insumos modernos, potencial resistência ou tolerância a pragas e doenças, entre outras.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!