WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"manejo-vaca-leitera"

Alergia ao leite de vaca? Experimente o leite de cabra!

Alergia ao leite de vaca? Experimente o de cabra! O leite de cabra é muito similar ao leite de vaca no que se refere às proporções de água, gordura, proteína e lactose presentes. Tem alto valor nutritivo e é conhecido, contendo os elementos necessários à nutrição humana, como açúcar (lactose), proteínas, gorduras, vitaminas, ferro, cálcio, fósforo e outros minerais.

O sucesso na pecuária de leite? Eficaz manejo alimentar das vacas

Alimentar e manejar corretamente as vacas de leite durante o ciclo da lactação e gestação é de importância capital para o sucesso zootécnico, econômico e financeiro de um rebanho leiteiro. “Não se apresenta como uma simples tarefa de juntar ingredientes formulando um concentrado, acrescentá-lo a forragens conservadas, preparando uma ração completa em um sistema de confinamento ou sua combinação para suplementação de vacas mantidas a pasto”, explica Dr. Luciano Patto Novaes, professor do Curso CPT Manejo da Vaca Gestante no Parto e Pós-Parto.

Principais causas do vazamento do leite em vacas secas

No período de secagem, tanto o volume de leite como a pressão no úbere aumentam significativamente com o acúmulo de leite. Como consequência, ocorrem vazamentos nos tetos da vaca, o que favorece a penetração de bactérias causadoras da mastite. Geralmente, alguns sinais comprovam essa disfunção, como fluxo de leite dos tetos ou leite no chão logo abaixo do úbere da vaca.

Gado de leite - suplementação atua na prevenção da mastite e aumenta a qualidade do leite

A nutrição adequada de vacas leiteiras é primordial para aumentar ao máximo a capacidade de resposta a infecções adquiridas não somente devido aos efeitos desastrosos de dietas não balanceadas, mas, principalmente, porque a ingestão insuficientes de alguns micronutrientes pode reduzir substancialmente a imunidade da glândula mamária. É fundamental, portanto, garantir, por meio de um balanceamento da dieta e do manejo alimentar, que adequados níveis de alguns nutrientes sejam fornecidos para as vacas.

Manejo alimentar de vacas leiteiras no cocho e no pasto

A alimentação é o item que mais onera a pecuária leiteira, com 60% do custo total. Por esse motivo, o pecuarista deve realizar um bom manejo alimentar para as vacas, para torná-las produtivas, sem perder de vista o controle dos custos da alimentação. Normalmente, vacas leiteiras criadas em sistema de confinamento apresentam consumo alimentar bem mais eficiente.

Identificação do cio em vacas leiteiras - importância para o produtor

Para obter um intervalo entre os partos de 12 meses, e alcançar maior eficiência produtiva, é preciso que a vaca leiteira emprenhe até 90 dias após a parição, apesar de no Brasil este tempo médio ser de 18 meses. Não detectar o cio de vacas a tempo em propriedades leiteiras é uma falha que custa caro à produção, já que a inseminação é atrasada, aumentando o intervalo entre partos, reduzindo a produtividade leiteira e o número de bezerras nascidas. Mas, os prejuízos não param por aí. Quando não se percebe o cio, o produtor tem seus gastos elevados, pois tem de custear a manutenção de vacas improdutivas.

Cabra, vaca ou humano: conheça as características desses leites

Quadros (2008) observa que os leites de cabra, de vaca e de humano apresentam diferenças entre si, tanto na quantidade, quanto na classe da proteína. O leite de cabra pode ser utilizado por crianças alérgicas ao leite de vaca, ou pessoas que fazem tratamento quimioterápico, pois pode diminuir a queda dos cabelos. A porcentagem média do teor de proteína do leite de cabra é de 3,98%, distribuído na forma de caseína, lactoalbumina e nitrogênio não proteico. A caseína é predominante, com aproximadamente 80% desse composto.

Programa de manejo de vacas no período de transição: como avaliar?

Uma das melhores maneiras de se avaliar o sucesso do programa de manejo de vacas no período de transição é através do consumo de matéria seca (MS) pré e pós-parto e da produção de leite e incidência de doenças metabólicas nas primeiras 4 a 6 semanas pós-parto.

Concurso de vacas leiteiras - itens classificatórios

Nos Concursos de Vacas Leiteiras, muito comuns em exposições agropecuárias em todo o Brasil e no exterior, a avaliação da aparência física do animal conta como item classificatório. Neste sentido, analisa-se toda a estrutura externa da vaca, ou seja, entram na classificação itens como garupa, estatura, frente anterior, dorso, entre outros.

Vacas meio-sangue produzem mais leite? Confira

No Brasil, as raças leiteiras europeias Holandês, Pardo Suíço e Jersey são as mais usadas em cruzamentos para a obtenção de um híbrido meio-sangue excelente para a produção de leite. Essas raças foram selecionadas durante séculos, com o intuito de se atingir alta produção, precocidade e eficiência reprodutiva (as novilhas atingem peso à cobrição com pouco mais de 1,5 ano de vida). Em outras palavras, se as vacas meio-sangue têm uma boa origem genética e com excelente manejo, mantêm a média de produção superior a 15 kg de leite ao dia, com picos de mais de 20 kg ao longo de até 305 dias de lactação, podendo, inclusive, ser manejadas a pasto com baixo nível de suplementação.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!