WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"livro-didatico-para-artes"

Livraria: controle de estoque de livros, cadastramento e codificação

Em uma livraria, o sistema de organização e métodos, a coordenação e a objetividade do controle da entrada e saída de livros, bem como o controle de estoque são fundamentais para um eficiente e estratégico atendimento ao cliente. Mesmo em uma pequena empresa, um setor de controle deve ser estabelecido, utilizando-se métodos que garantam informações precisas e atualizadas sobre estoques. Basta proceder ao cadastramento dos livros e à codificação dos exemplares, o que facilitará o andamento da loja, promovendo o sucesso do empreendedor.

O que é necessário para montar uma livraria?

O livro é uma ferramenta fundamental na formação e qualificação técnica de profissionais que irão exercer diferentes funções, fomentando o desenvolvimento cultural de um país. Na busca por conhecimento e qualificação, o interesse da população pela leitura tem aumentado de forma considerável, contribuindo para o crescimento do mercado do livro no Brasil, com destaque para as livrarias.

Metodologia de ensino individual livre

O ensino individual livre é a forma mais autônoma que aluno tem para desenvolver. Entretanto, o estudo livre não pode ser encarado como atividade sem nenhum tipo de direção ou orientação. Sem direcionamento, o estudo livre tem resultados muito menos satisfatórios. Se os estudos supervisionados podem ser encarados como a forma mais básica de ensino centrado no aluno, porque são rotineiros e de aplicação simples, os estudos livres podem ser vistos de forma contrária. Isso ocorre porque, enquanto os estudos supervisionados representam o primeiro passo para o desenvolvimento da autonomia dos alunos, tendo como característica a supervisão constante do professor, os estudos livres ocorrem quase sem supervisão.

Livrarias ganham mais espaço no mercado nacional

A sociedade passa por diversas modificações ao longo dos anos. O conjunto das condições histórica, econômica e social determinam os valores que essa sociedade preza e os hábitos que ela adota. As pessoas causam e sofrem influências o tempo todo em relação ao meio no qual elas vivem. Nos últimos anos, por exemplo, o número de livros lidos por ano no Brasil tem aumentado significativamente. Esse comportamento reflete diretamente no setor comercial, incentivando o investimento em livrarias por todo o país. No entanto, elas são mais que meras lojas que vendem livros, pois para conquistar os clientes, cada vez mais exigentes, muitas são as modificações realizadas a fim de deixá-los satisfeitos e torná-los fregueses fiéis.

Controle de estoque, saída e entrada em livrarias não informatizadas e informatizadas

As livrarias não informatizadas precisam estabelecer um controle de estoque que normalmente é feito por meio de preenchimento de ficha de controle. Já em livrarias informatizadas, o controle de entrada, saída e de estoque deverá ser feito por meio da utilização de programas computacionais apropriados. Estes programas, normalmente, requerem, como dados de entrada, as mesmas informações que são registradas nas fichas, quando o controle é feito manualmente, ou seja: a origem do produto, a data do cadastro da mercadoria, o nome completo da obra, o autor, a editora, o número da edição, o código da mercadoria, o número de registro no ISBN e a quantidade adquirida de cada exemplar.

Monte uma livraria e seja disseminador de conhecimento

Os livros sempre foram importantes ao longo da história. No mundo atual, da era digital, o livro ainda tem o seu espaço e importância. Propulsores do saber, ao ler um livro, evoluímos e desenvolvemos a nossa capacidade crítica e criativa, obtendo informações das mais diversas áreas do conhecimento, como por exemplo, história, ciências, literatura, religiões e crenças, esportes, entre outras.

Artes Plásticas na Educação Infantil: atividades abertas X atividades dirigidas

O trabalho com Artes Plásticas na Educação Infantil amplia o repertório de imagens das crianças, estimulando a capacidade destas de realizar a apreciação artística e de leitura dos diversos tipos de artes plásticas, como escultura, pintura, e outros. Para tal, o professor pode pesquisar e trazer, para a sala de aula, diversas técnicas e materiais, a fim de que as crianças possam experimentá-los, interagindo com eles, a seu modo, e produzindo as suas próprias obras, expressando-se por meio das artes. Assim, as crianças aumentarão suas possibilidades de comunicação e compreensão acerca das artes plásticas.

Artes plásticas é uma forma de aprender com a expressão dos sentimentos

Artes plásticas são nada mais que a capacidade de moldar, modificar, reestruturar e ressignificar os mais diversos materiais na tentativa de conceber e divulgar nossos sentimentos e, principalmente, nossas ideias. É a essência do plástico. Um material inicialmente líquido que se pode transformar em qualquer tipo de utensílio, objeto, peça ou componente, necessitando apenas, nesse processo, da criatividade não só de conceber o objeto em si, mas também do processo de produção do mesmo. Por isso, artes plásticas.

Por que, para que e como trabalhar artes na Educação Infantil?

O trabalho de artes na Educação Infantil pode contribuir para o conhecimento físico, biológico, lógico-matemático, químico, linguagem oral, escrita, entre outros, que serão necessários na idade adulta. Isto pode ser observado quando descobrimos os ingredientes e fazemos o grude para a pintura a dedo, quando utilizamos as cores da natureza para realizar um trabalho, quando fazemos pintura invisível, colagens, recortes e tantas outras atividades que podem ser desenvolvidas, proporcionando um momento de aprendizagem.

Educação Infantil: o conhecimento das artes visuais

Em uma produção artística, a criança transmite claramente o humor, por meio de representação literal (sol sorrindo ou rosto chorando) e aspectos abstratos (cores escuras ou linhas caindo para expressar tristeza); produzindo, assim, desenhos ou esculturas que parecem alegres ou tristes. Dessa forma, visando ao desenvolvimento do potencial criador da criança, a proposta para o trabalho de artes no Ensino Infantil deve ser orientada.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!