Resultados da busca para "habitos-e-caracteristicas-do-peru"

Peru ao vinho, mel e canela: aprenda fazer

E quem disse que peru assado só pode ser servido no Natal? Nananinanão!!!! Em momentos especiais, podemos rever nossos amigos queridos que há muito não vemos, nossos familiares distantes e, ainda, várias outras pessoas que por algum motivo especial estão longe de nós. Quer brilhar nessas ocasiões? Convide-os para cear em sua casa e prepare, SIM, um delicioso Peru ao vinho, mel e canela. Afinal, nada melhor que uma delíca gastronômica para unir as pessoas que agente ama, não é mesmo?

Criação de perus - período de engorda, forma de abate e raças comerciais

Os perus comem, em média, desde o nascimento até o abate (28 semanas), 35 kg de ração e o período de engorda dura de 20 a 60 dias. Quando filhotes, período pós-nascimento, os perus devem ficar 24 horas sem comer. Passado esse tempo, a alimentação deve ser, preferencialmente, com ração balanceada composta por 26% de proteínas, até os 30 dias de idade. A partir de 1 mês de vida, o criador deverá fornecer a ração de crescimento, composta com 18 a 20% de proteína, mas, na falta desta, podem receber a de adultos. O "verde", encontrado nas pastagens, não deve faltar nunca, além de os filhotes poderem receber, ainda, quirera de milho (canjiquinha de milho), ovos cozidos picados, verduras picadas, pão com leite e aveia.

Canário-da-terra: habitat, reprodução, alimentação, instalações, torneios e principais doenças

O canário-da-terra ou canário chapinha, cujo nome científico é Sicalis flaveola, pertence à ordem dos Passeriformes, que engloba todos os passarinhos. Recentemente, foi classificado na família dos Emberizidae e subfamília Emberizinae, que engloba quase todas os pássaros canoros (canto melodioso) mais conhecidos. Embora seja a espécie mais comum no Brasil, parece-se muito com outros canários, tais como o canário-do-Amazonas (Sicalis columbiana), o Tipio (Sicalis luteola) e, principalmente, o canário do Peru (Sicalis lutea). A semelhança entre as espécies é tamanha que existe possibilidade de cruzamentos entre eles com formação de crias férteis (híbridos).

O que determina de fato o desenvolvimento de um município?

Você sabe o que faz um município crescer? Sabe apontar qual o principal fator que impulsiona lideranças e cidadãos a quererem uma vida melhor para toda a população que habita um determinado local? Não? O sonho! A construção de uma abordagem de desenvolvimento de um município, na maioria dos casos, ocorre de forma pouco sistemática no seu começo, só tomando algum corpo mais facilmente identificável, quando o sonho inicial de algumas poucas lideranças, passa a ser o sonho e aspiração de um grupo maior de pessoas presentes nesse território. Trata-se de um processo eminentemente endógeno, no sentido de que somente o inconformismo das pessoas de um determinado território com a sua situação e, por conseguinte a situação do local em que vivem é que pode dar início a todo o processo.

Como os formigueiros são formados, você sabe?

Em um formigueiro adulto, ou seja, quando as saúvas que nele habitam estão com três anos de idade, inicia-se o processo de multiplicação e seu primeiro sinal, visível aos olhos, é a revoada ou voo nupcial. Mas, afinal, o que é a revoada? “Uma vez ao ano, geralmente, no início do período das chuvas, o formigueiro passa a produzir zangões e tanajuras. Geralmente, após as primeiras chuvas, quando o sol volta, ocorre a revoada”

Cozinha chinesa em delivery e restaurantes é o negócio do momento

A culinária chinesa nasceu com os primeiros povos que habitaram a região, há mais de quatro mil anos. Ela pouco perdeu de suas características originais, influenciando mais do que foi influenciada. O modo de preparo dos alimentos na China foi a base para a cozinha japonesa e de muitos países do sudeste asiático, como Tailândia e Vietnã.

Hábitos e características da galinha da angola

Galinhas da angola, ou numida melagris galeata, constituem uma espécie avícola cujas características são bastante próximas às dos faisões. Essa ave é originária da África e foi trazida para o Brasil pelos portugueses durante o período de colonização. Mesmo depois de tanto tempo sendo considerada um animal domesticado, a galinha da angola ainda apresenta traços dos seus hábitos selvagens. Elas voam sempre que se sentem ameaçadas e escondem seus ninhos em locais de difícil acesso quando são criadas soltas na propriedade.

Gir: gado dócil, resistente, de dupla aptidão

O Gir surgiu na região de Gir, no Sul da Índia, em um território bastante hostil, habitado por animais selvagens, como os leões. Embora dócil, esse animal sobreviveu aos perigos da região, defendendo-se bravamente contra os leões, habitantes das florestas. Por isso, o animal tornou-se conhecido como boi-de-luta e, propositalmente, seus chifres passaram a se posicionar para baixo e para trás, o que facilitava sua batalha contra as feras.

Superalimento - maca peruana

A maca peruana é uma erva anual, glabra. Apresenta a raiz principal engrossada (tubérculo semelhante ao nabo - napiforme) de 4-5 cm de diâmetro por 5-8 cm de comprimento. Seu fruto é uma siliqua (seco e deiscente), mais comprido do que largo, de 4-5 mm de comprimento por 2-3 mm de largura. A planta desenvolve-se entre 4 e 5 mil metros de altitude, nos Andes Centrais do Peru, com temperaturas que oscilam entre 20ºC e ?25ºC, de acordo com o período do dia e a época do ano.

Peixes de água doce do Brasil - Piranha Preta (Serrasalmus rhombeus)

A Piranha Preta é um peixe de escamas com corpo romboide, um pouco comprimido. Possui mandíbula saliente e dentes afiados. Tem coloração uniforme, variando do cinza ao preto nos indivíduos adultos. Os jovens são mais claros com manchas escuras. Pode alcançar 40 cm de comprimento e pesar até 4kg. É a maior piranha da Amazônia. Sua reprodução ocorre durante a estação chuvosa.

Atendimento Online
Quer Facilidade