WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "gado-leiteiro-na-industria" ()

Vantagens da Inseminação Artificial no melhoramento genético do gado leiteiro

Na pecuária leiteira, o gado possui uma considerável heterogeneidade genética, o que influencia diretamente na produtividade de leite. Às vezes, a produção varia de 2 a 8 litros por dia em um mesmo rebanho bovino. Para que esse quadro mude, o pecuarista leiteiro deve adotar em sua fazenda o melhoramento genético do gado de leite, introduzindo a IA (Inseminação Artificial) em sua fazenda. Dessa forma, sua produção de leite será mais homogênea e rentável.

Girolando, raça leiteira tropical

Especial - O gado Girolando nasceu no Brasil, como resultado do cruzamento entre uma raça zebuína e outra europeia. Assim, trata-se de uma raça leiteira tropical. Portanto, ela reúne qualidades desejáveis em solos brasileiros. O gado Girolando é rústico, como o gado Gir, e produtivo, como o Holandês, o que confere, entre outras características, alto grau adaptabilidade à raça

Vacas leiteiras - patologias de casco, mastite e problemas reprodutivos são intensificados no periparto

Entre as doenças que acometem o bovino leiteiro, as patologias de casco estão entre as de maior relevância e isto se deve, principalmente, ao fato de os confinamentos estarem cada vez mais intensificados. Mas estes não são os únicos problemas observados pelo produtor, observa-se juntamente com os problemas reprodutivos, a presença de mastite, constituindo assim as três principais causas de descarte de vacas leiteiras nas fazendas leiteiras. Sendo assim, para evitar transtornos maiores e prejuízos, devido a doenças antes e pós-partos, os produtores devem ficar atentos e manter condições mínimas nutricionais, de manejo, de limpeza e de espaçamento nos currais.

Identificação do cio em vacas leiteiras - importância para o produtor

Para obter um intervalo entre os partos de 12 meses, e alcançar maior eficiência produtiva, é preciso que a vaca leiteira emprenhe até 90 dias após a parição, apesar de no Brasil este tempo médio ser de 18 meses. Não detectar o cio de vacas a tempo em propriedades leiteiras é uma falha que custa caro à produção, já que a inseminação é atrasada, aumentando o intervalo entre partos, reduzindo a produtividade leiteira e o número de bezerras nascidas. Mas, os prejuízos não param por aí. Quando não se percebe o cio, o produtor tem seus gastos elevados, pois tem de custear a manutenção de vacas improdutivas.

Concursos de vacas leiteiras - terminologias para ordenar as categorias

No Workbook, documento preparado por um grupo de especialistas em julgamento e na avaliação de vacas leiteiras, estão descritas todas as terminologias utilizadas pelos juízes ao avaliar um determinado animal. Este documento tem como objetivo auxiliar a exposição oral do jurado (ao explicar para o público que expõe animais ou assiste ao julgamento de animais) quando faz suas considerações sobre as vacas leiteiras participantes dos concursos nas exposições agropecuárias. No Brasil, os juízes geralmente também empregam, de certa maneira, os mesmos chavões na hora de explicar a ordem de animais dentro de cada categoria, enfatizando os pontos positivos e (ou) negativos de um animal para justificar o ordenamento dos animais classificados. Essas terminologias estão expressas em termos positivos e negativos para cada grupamento de características. Veja os gráficos de terminologias abaixo:

Mamite em cabras leiteiras: tipos, sintomas, diagnóstico, tratamento e prevenção

Quando as glândulas mamárias da cabra inflamam, as principais causas são agentes infecciosos ou microrganismos patogênicos. Como exemplos, temos as bactérias Staphylococcus aureus e Streptococcus agalactiae, além dos coliformes fecais. A prevenção é o melhor método de controle para impedir a mamite em cabras leiteiras.

Compost barn em confinamento de vacas leiteiras

O compost barn encaixa-se perfeitamente no confinamento de vacas leiteiras. Trata-se de uma espécie de celeiro de compostagem, onde as vacas descansam sobre uma cama de maravalha ou serragem. Desenvolvido pelos norte-americanos na década de 80, o compost barn ganhou fama pelo mundo devido aos excelentes resultados na produção leiteira.

Criação de cabras leiteiras: negócio promissor e rentável

A criação de cabras leiteiras é uma excelente alternativa para todas as propriedades rurais, especialmente as que estão próximas a centros consumidores. O leite para consumo ‘in natura’ tem um mercado crescente, assim como os queijos finos produzidos com leite de cabra. Por tais motivos, criar cabras é um negócio promissor e rentável.

Vai criar cabras leiteiras? Alimente-as com leguminosas e gramíneas

Vai criar cabras leiteiras? Alimente-as com leguminosas e gramíneas, afirma Maria Pia Souza Lima Mattos de Paiva Guimarães, professora do Curso a Distância CPT Criação de Cabras Leiteiras - Instalações, Raças e Reprodução, em Livro+DVD e Curso Online.

Manejo alimentar de vacas leiteiras no cocho e no pasto

A alimentação é o item que mais onera a pecuária leiteira, com 60% do custo total. Por esse motivo, o pecuarista deve realizar um bom manejo alimentar para as vacas, para torná-las produtivas, sem perder de vista o controle dos custos da alimentação. Normalmente, vacas leiteiras criadas em sistema de confinamento apresentam consumo alimentar bem mais eficiente.

Fique por dentro das novidades!