Resultados da busca para "educacao-infantil-objetivos-especificos"

Educação física infantil: objetivos gerais e objetivos específicos

No início da educação infantil, é importante proporcionar o maior número possível de experiências à criança, pois isso as ajudará a adquirir e descobrir um mundo completamente novo. A educação física deve, assim, ser inserida no conjunto de ações pedagógicas que ajudem o desenvolvimento infantil, tendo enfoque lúdico, sem perder sua importância pedagógica. Principalmente, pelo fato de a criança manter vínculos familiares ainda muito fortes.

Devo trabalhar com teatro na educação infantil? Sim ou não?

Devo trabalhar com teatro na educação infantil? Sim, deve. “O teatro na Educação Infantil é muito mais um grande jogo dramático, em que, brincando, as crianças exercitam outros tons de voz, testam a autoridade ou a submissão, a coragem e o medo”, afirma Maria Oliveira Cortes, professora do Curso a Distância CPT Teatro na Educação Infantil, em Livro+DVD e Curso Online.

Educação física: atividades de Baixa Organização (B.O.)

As atividades de Baixa Organização (Krebs, 1995) são constituídas de jogos simples, de baixa complexidade, cujo objetivo especifico é a aquisição de noções de espaço e tempo. Elas dividem-se em: Jogos de Corrida Variada, Jogos em Linha, Jogos em Círculo e Jogos de Interpretação. “A ideia foi criar um sistema que incluísse todos os jogos realizados pelas crianças da Educação Infantil, ou seja, atividades que dão ênfase ao grupo e têm como objetivo principal desenvolver a orientação espaço-temporal, estimulando a sociabilização e a criatividade”, afirma Rodrigo William Ferreira, professor do Curso a Distância CPT educação Física Infantil, em Livro+DVD e Curso Online.

O que é a educação infantil?

A educação infantil compreende crianças de 0 a 6 anos de idade, período onde elas passam pela primeira etapa da educação básica. Nessa fase, o objetivo é desenvolver nas crianças não só a cognição, mas também a parte física e a parte socioemocional. Pode ser dividida em dois momentos: a creche, que recebe crianças de 0 a 3 anos, e a pré-escola, que recebe crianças de 4 a 5 anos e 11 meses.

RCN para a educação infantil - Introdução ao Referencial Curricular Nacional Completo e Atualizado

No RCN, a criança é vista como um ser social, psicológico e histórico e seu universo, como ponto de partida para o trabalho . Além disso, o Referencial Curricular Nacional defende uma educação democrática e transformadora da realidade, que objetiva a formação de cidadãos críticos, estabelecendo uma integração curricular na qual os objetivos gerais para a educação infantil norteiam a definição de objetivos específicos para os diferentes eixos de trabalho. Destes decorrem os conteúdos que possibilitam concretizar as intenções educativas, garantindo a coerência entre objetivos e conteúdos por meio das orientações didáticas.

Musicalização infantil - formação do coral infantil

Todas as atividades apresentadas até agora podem ser utilizadas de uma forma coordenada, enriquecendo diversas atividades na escola. Você pode, por exemplo, formar um coral com as crianças. Formar um coral não é uma iniciativa tão difícil. Você irá, na verdade, formar grupos de crianças, por turma, que irão cantar juntas. Você irá se preocupar muito mais com a interação entre as crianças e a música, do que com a técnica musical.

Preparação, montagem e narração do conto infantil

Uma vez escolhido o conto, passamos ao trabalho de preparação. Primeiramente, deve ser feita a análise, o que facilitará a aprendizagem. A primeira leitura deve ser rápida, do princípio ao fim. Com essa primeira leitura, devemos ter capacidade para fazer um resumo limitado só ao eixo central: Onde está o clímax? Quais são os personagens principais? Em que ambiente se desenvolve a ação? Por fim, se o conto for complexo, convém separar as diferentes sequências.

Flanelógrafo - importante recurso didático na educação infantil

Em qualquer nível e para diversos tipos de conteúdo, o flanelógrafo é um recurso didático dos mais úteis e versáteis. Sua grande vantagem é que dispensa o uso de aparelhos sofisticados para a sua utilização, possibilitando mobilidade na contação de histórias. Além disso, o flanelógrafo é acessível em preço e o material necessário para a sua fabricação é facilmente encontrado. As histórias na Educação Infantil são fundamentais na formação educacional da criança, em especial, no início da escolaridade. Para o desenvolvimento de tal atividade, no entanto, deve ocorrer todo um planejamento por parte do professor, pois, trata-se de um momento mágico que a criança irá vivenciar e absorver algo que venha a identificar com ela naquele instante.

Por que, para que e como trabalhar artes na Educação Infantil?

O trabalho de artes na Educação Infantil pode contribuir para o conhecimento físico, biológico, lógico-matemático, químico, linguagem oral, escrita, entre outros, que serão necessários na idade adulta. Isto pode ser observado quando descobrimos os ingredientes e fazemos o grude para a pintura a dedo, quando utilizamos as cores da natureza para realizar um trabalho, quando fazemos pintura invisível, colagens, recortes e tantas outras atividades que podem ser desenvolvidas, proporcionando um momento de aprendizagem.

Formação pessoal e social é importante na educação infantil

A educação infantil, no Brasil, vem conquistando novos espaços e reconhecimento. O atendimento da criança de zero a seis anos é um dever do estado e um direito da mesma. Intensificando a importância da educação para a primeira infância, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional (1996) considera a Educação Infantil a primeira etapa da Educação Básica, tendo como finalidade o desenvolvimento integral da criança até seis anos de idade, estabelecendo, assim, o vínculo entre o atendimento e a educação.

Atendimento Online
Quer Facilidade