Resultados da busca para "doencas-de-bovinos"

Doenças aviárias do tipo virose

Várias doenças atacam as aves. A maioria delas são respiratórias. Quando bem tratadas e tendo o manejo correto, tornam-se muito mais resistentes a esses fatores patogênicos. A prevenção de algumas doenças pode ser feita por meio de vacinas, no entanto, nem todas possuem essa proteção. As principais doenças aviárias são:

Doenças que afetam a reprodução dos bovinos de corte

A saúde reprodutiva de vacas e novilhas depende da saúde do bovídeo como um todo, que, por sua vez, está diretamente relacionada à nutrição, à redução do estresse no manejo, ao controle dos parasitas internos e externos e à prevenção de doenças com uso de vacinas. Isso quer dizer que, à medida que os bovinos recebem um bom manejo sanitário, são bem alimentados e manejados adequadamente, vão sendo reduzidas as possibilidades de ocorrência de problemas de saúde específicos da reprodução.

Por que vacinar os bovinos?

Os bovinos quando não vacinados podem ser atacados por várias doenças que, além da queda da produção, podem causar a morte dos animais que as contraíram. O resultado é um só: prejuízo; tanto para os criadores quanto para a economia do país. Além disto, estudos mostram que muitas dessas doenças podem ser transmitidas aos homens. Fica comprovado, portanto, a extrema importância e necessidade de combater e prevenir doenças, principalmente com o uso de vacinas específicas.

Principais doenças em bovinos

Cabe ao pecuarista preocupar-se com a sanidade de seu gado, tanto leiteiro como de corte. Para isso, deve seguir algumas atividades veterinárias específicas, voltadas à saúde dos bovinos. Dessa forma, o proprietário do rebanho, certamente, irá conseguir alta produtividade, obtendo sucesso em seu empreendimento. No entanto, o mais importante é a prevenção das doenças, já que esta é a forma mais eficaz de erradicá-las, maximizando a produção.

Doenças da Seringueira - Antracnose do Painel e Cancro da Haste

A Antracnose do Painel é uma doença do tronco, do painel de sangria da seringueira, causada pelo fungo Colletotrichum gloeosporioides, presente, principalmente, nos seringais dos Estados de São Paulo e Mato Grosso. Os sintomas se assemelham aos do cancro estriado.

Plantação de tomate - doenças causadas por bactérias

Muitos alimentos são jogados fora, porque não atendem ao padrão para a sua comercialização. Entre os fatores que influenciam diretamente na perda dos alimentos estão as doenças. O tomateiro pode ser atacado por diversas doenças, causadas por fungos, bactérias, nematoides ou vírus. Pode, também, apresentar distúrbios fisiológicos causados por falta ou excesso de nutrientes, falta ou excesso de água no solo, exposição excessiva ao sol e outros fatores ambientais.

Doenças aviárias do tipo bacteriose

Algumas doenças aviárias são causadas por bactérias. Bactérias são organismos unicelulares, de tamanho muito pequeno. Os tipos de doenças aviárias, causadas por elas, podem ser facilmente controladas pelo uso de antibióticos. No caso dos humanos, os antibióticos devem ser usados com muita cautela, pois desenvolvem imunidade antibiótica. Um programa de sanidade, bem planejado e manejado, deve existir no combate contra essas doenças. Um esquema de vacinação deve ser empregado, paralelamente a um programa sanitário contínuo, com um manejo correto diário.

Gado de corte - preparo dos bovinos e o confinamento

O gado, antes de entrar no confinamento, deve ser vacinado contra aftosa, vermifugado, tratado contra ectoparasitas (bernes e carrapatos) e, ainda, de possíveis doenças regionais que podem acometer os bovinos.

Inseminação artificial em bovinos - manejo, sanidade, nutrição e treinamento do inseminador

São muitos os fatores que determinam o sucesso de um programa de inseminação artificial em bovinos, além da aplicação da técnica em si. Os bovinos precisam estar saudáveis, bem manejados e devidamente controlados. Além disso, é fundamental o preparo ou a adaptação de instalações necessárias e o treinamento dos inseminadores. Para obter sucesso na inseminação de bovinos, deve ser dada a devida atenção a todos estes aspectos.

Transferência de embriões em bovinos

A transferência de embriões em bovinos visa à multiplicação do número de bovinos nascidos de uma vaca, geneticamente superior, fecundada por um boi também superior, em um menor período de tempo. Em outras palavras, uma vaca de elevado mérito genético que, normalmente, deixaria uma cria por ano por meio de inseminação ou monta, com a TE pode produzir até 20 descendentes por ano. Isso aumenta consideravelmente a produção gerando lucro ao pecuarista.

Atendimento Online
Quer Facilidade