WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"doencas-de-aves-domesticas"

Pavões - principais doenças, sintomas, como evitá-las e tratamento indicado

Os pavões são aves muito resistentes a doenças e raramente apresentam problemas. Isso acontece somente quando essas aves não são devidamente manejadas ou vacinadas. Aves vindas de outros plantéis também podem ser fonte de contaminação. As principais doenças que podem vir a acometer os pavões e as aves, em geral, são:

Doenças aviárias do tipo virose

Várias doenças atacam as aves. A maioria delas são respiratórias. Quando bem tratadas e tendo o manejo correto, tornam-se muito mais resistentes a esses fatores patogênicos. A prevenção de algumas doenças pode ser feita por meio de vacinas, no entanto, nem todas possuem essa proteção. As principais doenças aviárias são:

Avicultor: você já ouviu falar em PULOROSE?

Pulorose é uma salmonelose causada pela Salmonella pullorum (sp.) e pode ser descrita como uma doença aguda em aves jovens e crônica em aves adultas, apresentando morbidade elevada em ambos os casos, afirma Marcelo Dias da Silva, professor do Curso CPT Criação de Frango e Galinha Caipira.

Doenças de Aves - Salmoneloses Aviárias

Basicamente, existem 3 formas de salmoneloses que atacam as aves: a pulorose, o tifo aviário e o paratifo aviário. Essas doenças podem acarretar grandes perdas econômicas para os criadores. Contudo, as salmoneloses não são doenças exclusivas das aves. Elas podem acometer outras espécies, como bovinos, suínos, ovinos e equinos, além dos seres humanos.

Estafilococos, estreptococos e colibacilose na avicultura

As doenças bacterianas respiratórias causadas por estafilococos, estreptococos e colibacilose afetam tanto as aves criadas no sistema de manejo caipira melhorado quanto aves de corte e postura do sistema industrial. “A ocorrência das infecções bacterianas, geralmente, reflete problemas de manejo ou higiene que propiciam a ocorrência de infecções oportunistas”

Galinha caipira - aprenda sobre o controle de doenças das aves criadas no chão

O manejo sanitário é a limpeza e a desinfecção das instalações e dos equipamentos do aviário onde se cria galinha caipira. De preferência, um lote de frango caipira não deve utilizar a mesma cama de outro lote, pois os riscos de contaminação das aves são enormes. É mais vantajoso fazer a remoção da cama, que pode ser vendida como esterco. Removida a cama, a área deve ser limpa e desinfetada com uma solução de formol a 5%. É muito importante eliminar os focos de contaminação do lote anterior para evitar o surgimento de doenças, que prejudicam a produção das galinhas caipiras.

Doenças bacterianas na avicultura: clostridiose

O complexo de doenças que causam as clostridioses é um tema relevante na área de medicina veterinária. Essas doenças são causadas por bactérias que produzem toxinas violentas que atacam o plantel avícola. “A clostridiose não afeta apenas o frango e as galinhas, atinge também aves aquáticas, codornas e perus”, explica Marcelo Dias da Silva, professor do Curso CPT Avicultura – Produção e Principais Doenças.

Diagnóstico bovino 100% certo? Conheça melhor as doenças!

É impossível chegar a um diagnóstico sem conhecer as doenças, sendo necessário classificá-las quanto à sintomatologia e quanto a causa para auxiliar esse processo, explica Dr. Paolo Antônio Dutra Vivenza, professor do Curso CPT Clínica Médica de Bovinos. Dessa forma, tem-se:

Embrapa Suínos e Aves (CNPSA), excelência em melhoria animal

Com evolução no mercado de suínos e aves, nas décadas de 60 e 70, houve a necessidade de se expandir a suinocultura e avicultura no Brasil. Por isso, a Embrapa criou o Centro Nacional de pesquisa de suínos em 13 de junho de 1975. Três anos depois, em 1978, o Centro recebeu a tarefa de promover pesquisas com aves, passando a se chamar Centro Nacional de Pesquisa de Suínos e Aves, hoje denominado Embrapa Suínos e Aves ? CNPSA.

Doenças do maracujá: controle da Bacteriose

A bacteriose é uma doença causada pela bactéria Xanthomonas campestris pv passiflorae Per, sendo uma das doenças mais importantes da cultura, especialmente quando associada à Antracnose. As lesões geralmente são mais facilmente perceptíveis nas folhagens internas da planta. Começam no limbo por pequenas pontuações translúcidas de aspecto aquoso, que depois evoluem para uma coloração mais escura, quando então podem tomar diversos formatos, dificilmente arredondados, e com o tamanho médio de 3 a 4 mm.

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!