Resultados da busca para "curso-presencial-de-piscicultura"

Entre para o promissor setor da piscicultura

A piscicultura é um ramo da aquicultura e se destina à criação de peixes tanto em água doce quanto em água salgada. Essa atividade está entre as mais antigas praticadas pela humaninade. No Brasil, os recursos pesqueiros são fonte de renda e trabalho para muitas famílias. Nos últimos anos, tem havido uma demanda crescente por esse importante alimento. O mercado é promissor e o governo tem direcionado investimentos a ele, visando ao desenvolvimento do mesmo.

Sistemas extensivos de criação de peixes: saiba mais sobre eles

Os sistemas extensivos são considerados uma técnica rudimentar de criação artificial de peixes, pois se assemelham muito ao ambiente natural desses animais. São de baixo custo de implantação e, além disso, neles não se praticam um manejo adequado e, também, não utilizam nenhum tipo de insumos, ou seja, não há fornecimento de ração artificial (comercial) aos peixes.

Criadores de peixes ornamentais têm vasto mercado para explorar

A produção de peixes ornamentais pode ser considerada um dos setores mais lucrativos da piscicultura. Teve origem na China, há alguns séculos atrás e, desde então, tem se espalhado pelo mundo. No Brasil, a piscicultura ornamental iniciou-se na década de 20, quando o imigrante Sigeiti Takase, filho de um comerciante de peixes ornamentais no Japão, chegou ao Rio de Janeiro trazendo consigo algumas espécies asiáticas em sua bagagem.

Nutrição e alimentação de peixes são essenciais para o sucesso da piscicultura

Dentre os diversos aspectos relacionados à piscicultura, aqueles envolvidos com a alimentação vêm sendo amplamente discutidos, principalmente por representarem cerca de 70% dos custos de produção em sistema de cultivo intensivo.

Piscicultura: Pacu e Tambaqui

Além de possuírem características que vão desde excelente capacidade de adquirir peso, até rusticidade e qualidade de se adaptar, o Pacu e o Tambaqui possuem carne sólida e de agradável sabor, o que favorece muito a venda destes peixes.

É viável e vantajoso implantar pisciculturas no Brasil?

Se você se pergunta se é mesmo viável, vantajoso, implantar pisciculturas no Brasil, a resposta é sim. Para se ter uma ideia, em menos de uma década, em Rondônia, maior criador de peixes em viveiro do país, após implantarem a atividade de piscicultura em fazendas que antes produziam exclusivamente soja, atingiu-se o que foi chamado de "O Milagre dos Peixes"

Espécies de peixes de importância econômica para a piscicultura

Há aproximadamente 20 anos, a criação de peixes é uma atividade promissora para a economia brasileira e o potencial hídrico do país, por sua vez, além de excelente, favorece em muito a piscicultura. São mais de sete mil quilômetros de costa marítima e dez milhões de hectares de lâmina d’água, em reservatórios de usinas hidrelétricas e propriedades particulares. Segundo Dr. Giovanni Resende, professor do Curso a Distância CPT Criação de Peixes - Como Implantar uma Piscicultura, em Livro+DVD e Curso Online

Piscicultura intensiva e sustentável

A nova etapa da piscicultura brasileira é a industrialização, nela é necessário o uso de tecnologia, e a rentabilidade irá depender muito da produtividade. A tendência da aquicultura em todo o mundo é a busca da qualidade do produto com a preocupação da qualidade de vida na área onde o pescado é produzido.

Pesque-pague, o bom negócio dos peixes

A piscicultura no Brasil tem se destacado ao longo dos últimos vinte anos como uma excelente opção de investimento em seus diversos setores e recentemente fazendo parte das opções temos os pesque-pagues. Os primeiros pesque-pagues surgiram no início da década de oitenta como uma tentativa por parte de alguns piscicultores para resolver o

Criação do peixe tilápia traz possibilidade de exportação

A piscicultura é uma atividade que vem crescendo rapidamente no mundo inteiro, em virtude da alta qualidade da carne dos peixes e da redução gradativa dos estoques marinhos e continentais para exploração pesqueira. Segundo estimativas da FAO, a atual produção de peixes pela aquicultura deverá ser dobrada nos próximos quinze anos para atender à demanda de mercado.

Atendimento Online
Quer Facilidade