Resultados da busca para "cultivo-de-broto-de-alfafa"

Como cultivar brotos de feijão Moyashi

Brotos de feijão são comumente chamados pelos japoneses de Moyashi, assim como os demais brotos. Preferencialmente, eles devem ser consumidos frescos para que não percam sua característica crocante e tenra. Mesmo quando fervido ou frito, isso deve ser feito rapidamente, pois caso cpontrário, o Moyashi perderá a sua crocância. Por tradição, as extremidades do broto são extraídas, já que com este aspecto são bem mais aceitos no mercado. O cultivo dos brotos de feijão visam à produção de plantinhas que ainda não desenvolveram as suas folhas, já que a parte nobre da planta é o hipocólito, ou seja, o caule do embrião.

Cultivo de urucum - principais cultivares para fins comerciais

O urucueiro é uma planta arbustiva, designada botanicamente de Bixa orellana L., que pertence à família Bixaceae. É uma planta ereta e que, normalmente, atinge alturas entre 3,5 a 4,0 m, porém, dependendo do manejo adotado, da idade da planta e das condições de clima e solo em que é cultivada, pode-se encontrar plantas de urucueiro de até 10 m de altura. Todas estas caracteristicas dependerão também do tipo de cultivar escolhido para ser produzido. No Brasil, as cultivares de urucum que são mais indicadas para os cultivos comerciais são: Bico-de-Pato, Peruana Paulista, Piave Vermelha e a Peruana Pará.

Cogumelo Champignon - estruturas de produção e sistemas de cultivo

No início do século, cultivava-se o champignon no solo e ao ar livre, mas com o desenvolvimento de novas técnicas, aumentou-se o número de opções de sistemas que podem ser utilizados para o cultivo deste tipo de cogumelo, com controle das condições ambientais prolongando o cultivo durante o ano todo. Atualmente, no Brasil tem-se consagrado o cultivo do champignon em sacos plásticos dispostos em prateleiras de madeira ou metálicas, no interior de galpões ou câmaras de alvenaria.

Produção e consumo de brotos comestíveis

O grande salto relacionado à produção e ao consumo de brotos no país se deve a diversos fatores. Um deles é o elevado valor nutritivo. A alfafa, por exemplo, tem quatro vezes mais proteínas do que o milho. Os brotos mais comuns no Brasil são o feijão moyashi, também conhecido como feijão mungo-verde, o trevo, o rabanete e a alfafa. Por dependerem apenas da semente e de água para se desenvolverem, são bastante benéficos a nossa saúde, garantindo o equilíbrio do metabolismo e o fortalecimento do sistema imunológico. Interessante notar que o cultivo de brotos comestíveis dispensa o uso de aditivos químicos, fator que os torna ainda mais valorizados durante a comercialização.

Brotos comestíveis: valor nutricional e medicinal

Os brotos são alimentos altamente nutritivos, totalmente naturais, que utilizam apenas as reservas armazenadas nas sementes para germinarem e alcançarem o tamanho necessário para serem consumidos. As diversas fontes de vitaminas, minerais ácidos, aminoácidos, enzimas e demais substâncias presentes nos brotos, lhes dão a qualidade de serem altamente nutritivos. Isso faz com que, estando presentes na alimentação, supram eventuais deficiências nutricionais.

Cultivo do cogumelo Shiitake em substratos com esterilização ou pasteurização severa

O cultivo do shiitake pode ser efetuado em toras de madeira ou em substratos com pasteurização severa ou esterilização, esse último denominado cultivo axênico. O cultivo axênico é efetuado em blocos de substrato enriquecido, constituído de 80% de serragem e/ou bagaço de cana-de-açúcar e 20% de farelos de trigo e/ou arroz.

Produção orgânica de alho - principais cultivares comerciais

A classificação dos cultivares de alho é confusa, uma vez que eles podem receber nomes diferentes em cada região. Os cultivares são, também, chamados clones, porque as mudas são pedaços da planta mãe. Atualmente, os clones que produzem bulbilhos de maior tamanho e em menor número são os preferidos dos consumidores. Por isso, eles têm sido mais amplamente cultivados. Como exemplos desses cultivares, temos o Amarante, o Gigante de Lavínia, o Gigante Roxão e o Gigante Curitibanos.

Sistema hidropônico de cultivo de hortaliças e plantas medicinais

O sistema hidropônico de cultivo de hortaliças e plantas medicinais, condimentares e aromáticas, é a melhor alternativa para atender a um público cada vez mais exigente em relação a qualidade das plantas, higiene, ausência de resíduos de agrotóxicos e alto teor de princípios ativos. Nesse sistema, as plantas são cultivadas sem contato com o solo, utilizando apenas solução nutritiva para promover o seu crescimento. Com o uso de água de boa qualidade, as plantas não sofrem contaminação por organismos nocivos à saúde.

Hidroponia - tipos de sistema de cultivo sem solo

O sistema de cultivo em que as plantas são capazes de se desenvolver plenamente sem a utilização do solo é chamado de hidroponia. Neste sistema de cultivo, as plantas se desenvolvem sem a utilização de solo e são alimentadas por meio de uma solução nutritiva, ou seja, em água, onde são dissolvidos os sais contendo todos os nutrientes essenciais à sua sobrevivência e desenvolvimento.

O cultivo sem solo

A hidrôponia, ou cultivo na água, é bastante antiga. Foram os alemães Sachs e Knop, em 1860 a em 1861, os que primeiro cultivaram uma planta de semente a semente em meio líquido. Para que se possa fazer o cultivo de plantas na água é necessário que essa água substitua as funções do solo, que é o meio natural de crescimento das plantas superiores.

Atendimento Online
Quer Facilidade