Resultados da busca para "cpmo-e-a-folha-pimenta-do-reino"

Pimenta - propriedades e benefícios do seu consumo para a saúde

Rica em vitaminas A, E e C, ácido fólico, zinco e potássio, além dos princípios ativos capsaicina, que age como um analgésico no organismo, e piperina, a pimenta, tanto do gênero piper (pimenta-do-reino) como do capsicum (pimenta vermelha), traz diversos benefícios à saúde, acelerando o metabolismo do nosso organismo, auxiliando na liberação de endorfina (o hormônio do prazer), ajudando na desobstrução dos vasos sanguíneos (podendo evitar ataques cardíacos ou derrames cerebrais) e atuando no tratamento da rinite aguda. Além disto, seus princípios ativos combatem a ação danosa dos radicais livres no organismo que, por sua vez, estão relacionados com doenças degenerativas como o Parkinson e o Alzheimer.

Geleia de pimenta com abacaxi - aprenda a fazer

Geleia é uma espécie de conserva, de aspecto gelatinoso e brilhante, preparada com frutas naturais, mais açúcar. De acordo com Roseane Mendonça de Figueiredo, professora do Curso CPT Produção e Processamento de Pimenta, "Uma boa geleia deve apresentar as seguintes características: ser clara, macia, gelatinosa, brilhante e quase translúcida. Deve ter cor atraente e aroma característico da fruta utilizada". Nesta receita, deve-se utilizar pimentas com ardume de médio a alto, como ocorre com a pimenta malagueta ou a dedo de moça. Aprenda, agora, como produzir uma deliciosa geleia de pimenta com abacaxi:

Tipos de pimentas mais consumidas no Brasil

As pimentas pertencem ao gênero Capsicum. As Capsicum annuum são originadas do México e do Norte da América Central. Já as Capsicum frutescens são originadas da América do Sul. As primeiras são as designadas pimentas doces, como o pimentão e as últimas, pimentas picantes, como a tabasco. Além de conferirem um sabor todo especial aos pratos, a capsaicina contida em algumas espécies de pimenta alivia dores de cabeça e dores musculares, além de melhorar a digestão. Tais propriedades são encontradas na Malagueta, na Dedo-de-Moça e na Cumari. Estas representam a grande maioria das pimentas cultivadas no Brasil. Já a pimenta-do-reino pertence a outro gênero e a substância que causa sua ardência recebe o nome de piperina.

A produção de pimenta tem grandes perspectivas e potencialidades no mercado

O mercado para as pimentas no Brasil está sofrendo grandes modificações pela exploração de novos tipos de pimentas e pelo desenvolvimento de produtos com grande valor agregado. Sendo assim, há grandes perspectivas e potencialidades do mercado de pimentas pela versatilidade de suas aplicações culinárias, industriais, medicinais e ornamentais.

Vai plantar pimenta-do-reino? Então, saiba mais sobre ela!

A produtividade da pimenteira-do-reino varia muito em função da qualidade das mudas, do clima, do solo, dos tratos culturais e de outros fatores. Em um hectare de cultivo, em plantio bem conduzido, podem ser produzidos cerca de 800 kg, no segundo ano; 1600 kg no terceiro ano; 3200 kg no quarto ano; e 6400 kg no quinto ano.

Pimentas - como fazer picles de pimenta

O picles de pimenta mais procurado no mercado é o considerado bem ardido, por isso, deve ser fabricado com pimentas com alto teor de capsaicinoides, como a pimenta malagueta e a cumari. Entretanto, picles feitos com pimenta dedo de moça também são muito procurados e apreciados pelos consumidores. Para controlar o botulismo, o picles de pimenta deve ser fabricado em solução de vinagre, não se utilizando álcool ou óleo para esse fim.

Pimentas - como fazer pimenta em salmoura

A salmoura é um método simples de conservação da pimenta, consistindo em armazená-la na solução por um período de até dois anos, mas não como um produto final para ser consumido. Este é um excelente método de conservação utilizado para manter as pimentas, in natura, com condições de uso, podendo ser posteriormente, processadas por até um ano. A pimenta em salmoura é uma boa alternativa para o produtor, que não tem como escoar sua produção, e para a indústria conservar a pimenta para os períodos de entressafra, fazendo o estoque anual da fábrica. Essa é a principal forma de comercialização da pimenta em grandes quantidades.

Pimenta-do-reino: dicas para o preparo de mudas

O método convencional de preparo de mudas de pimenta-do-reino é aquele que utiliza estacas semilenhosas com três ou quatro nós. As hastes para estaquia devem ser retiradas de plantas jovens com dois a quatro anos de idade. As plantas matrizes devem ser vigorosas, sadias, produtivas e de bom aspecto fitossanitário.

Dores de cabeça, dores musculares e má digestão? Cure com pimenta

Além de animar em qualquer prato, as pimentas fazem bem à saúde. Pesquisas científicas atuais mostram que a mesma substância que confere gosto picante às pimentas - a capsaicina - alivia dores de cabeça, dores musculares e melhora a digestão. Esses benefícios são encontrados nas pimentas do gênero capsicum (malagueta, dedo-de-moça, cumari).

Muda de pimenta a partir de sementes: aprenda a fazer

Apesar de algumas pimentas poderem ser multiplicadas por processos vegetativos como a estaquia e a enxertia, a forma de propagação mais utilizada por agricultores na formação de lavouras é a produção de mudas a partir de sementes, principalmente os pequenos produtores que produzem suas próprias sementes ou compram frutos maduros em mercados e feiras e deles extraem as sementes que serão utilizadas para o plantio.

Atendimento Online
Quer Facilidade