WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Central de Vendas (31) 3899-7000
Como podemos te ajudar?
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

"coramina-medicina-natural"

Medicina natural: plantas medicinais que tratam e curam doenças comuns

A tradição de usar remédios caseiros para a cura de doenças comuns como gripes, resfriados e problemas digestivos está presente em todos os lares. E, de fato, muitas das plantas usadas pelo povo têm seu efeito curativo comprovado, após serem submetidas a criteriosos estudos.

Cuidados durante a colheita e pós-colheita das plantas medicinais

A colheita e pós-colheita das plantas medicinais devem ocorrer cuidadosamente, para preservar ao máximo a integridade das partes colhidas, diminuindo, assim, a perda de princípios ativos. Por isso, é muito importante orientar a mão de obra, para que não sejam coletadas plantas doentes, com manchas, terra, poeira, partes deformadas, ou insetos. Isso evita a coleta de material que deverá ser eliminado na fase de beneficiamento, o que exigiria mais mão de obra e mais gastos.

Medicina natural: Capuchinha (Trapaeolum majus)

A Capuchinha pode ser cultivada em local parcialmente sombreado, recebendo, no mínimo, 4 horas de sol por dia. Solo com bom teor de umidade. Espaçamento de plantio: 0,50 por 0,60 m. É indicada como purgativa (frutos secos), aperiente, tônica, depurativa, antibiótico natural, antiescorbútica, estimulante, digestiva, expectorante, calmante da tosse, purgativo. Usa-se a parte aérea (caule, folhas, frutos e flores) para a produção do chá.

Plantas medicinais? Atenção à toxocologia!

Antes de fazer qualquer preparação com as plantas medicinais, primeiramente é preciso conhecê-las para saber identificar qual é a mais indicada para determinado sintoma ou doença. “Porém, tão importante quanto conhecer os efeitos benéficos das plantas medicinais sobre o organismo humano é saber analisar essas plantas com relação à toxicologia, pois, muitas vezes, intoxicações podem ocorrer”, afirma Alessandra Azis, professora do Curso CPT Farmácia Viva - Princípios Ativos, Identificação e Utilização de Plantas Medicinais.

Como usar o fosfato natural e qual a sua função para as plantas?

O fosfato natural conta com um importante elemento: o fósforo. Ele capta a luz solar e a transforma em energia, contribuindo diretamente com o bom desenvolvimento e crescimento das plantas. Os solos brasileiros apresentam acidez elevada e baixa quantidade de fósforo, o que o torna pouco fértil. Isso compromete a produtividade da lavoura e a rentabilidade do produtor.

Conheça 5 plantas medicinais que curam

Cientificamente, estudos comprovam que os efeitos terapêuticos de algumas plantas medicinais - como hortelã, capim-cidreira, alho, arnica e eucalipto, além de altamente vantajosos, em termos de custos e benefícios para o homem, são muito eficazes. Trata-se de plantas medicinais com propriedades anti-inflamatórias, analgésicas e expectorantes.

Principais formas de preparo das plantas medicinais

as plantas medicinais trazem uma série de benefícios à saúde humana quando utilizadas de modo adequado. Dependendo da planta, ela pode ser consumida in natura, mas em outros casos, as ervas medicinais exigem o preparo prévio antes do uso. Assim, temos os chás preparados em infusão, decocção e maceração, além de compressas, pomadas, tinturas e xaropes.

Medicina natural: Mentrasto (Ageratum conyzoides)

O Mentrasto é um medicamento natural, antirreumático (uso externo), antidiarreico, febrífugo, anti-inflamatório, carminativo, emenagogo, tônico, contra resfriados e cólicas menstruais. Popularmente, utilizada em banhos para parturientes, para facilitar o trabalho de parto

Doma natural de cavalos - passo a passo para a doma de baixo

A doma natural pode ser iniciada nos primeiros meses de vida do cavalo, próximo ao desmame. A doma de baixo, parte integrante da doma natural, deve ser continuada até a idade de 24 a 30 meses, quando se inicia, então, a doma de cima, etapa esta posterior à doma de baixo. Neste período, deve-se ensinar o potro a cabrestear, obedecer os comandos de rédeas, do chão, e se acostumar com os arreamentos.

Plantas medicinais e condimentares: para quem vender?

As plantas medicinais e condimentares cultivadas em sistema hidropônico visam a atender às indústrias de alimentos, de cosméticos e de fármacos. Devem ser cultivadas espécies que atendam simultaneamente a esses diferentes segmentos de mercado e, também, a um mercado mais abrangente, como farmácias de manipulação, comércio de condimentos, feiras e objetos artesanais produzidos com plantas medicinais e aromáticas (travesseiros, sachês, bonecas etc.), supermercados e mercados pequenos, e plantas destinadas a cultos religiosos (como arruda e alecrim).

Quer mudar de vida e ter sucesso profissional? Vamos te ajudar!