WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "conservacao-de-nascentes-hidrologia-e-manejo-de-bacias-hidrograficas-de-cabeceiras" ()

Recuperação e conservação de nascentes durante a estação seca

Durante a seca, é bastante comum a redução da vazão de água das nascentes, ou ainda, o seu pleno esgotamento de água. Principalmente, em nascentes cujas encostas da área de drenagem e os topos dos morros não possuem florestas. Além disso, pode haver a presença de plantas freatófitas - plantas que usam a água do lençol freático, nas proximidades dos cursos de água, que promovem esse fenômeno. As providências a serem tomadas, são o reflorestamento dos topos dos morros e das seções convexas, a bateção do pasto das seções côncavas e a eliminação de toda a vegetação freatófita existente nas proximidades da nascente.

O que são nascentes e como são formadas?

Nascentes são manifestações superficiais de lençóis subterrâneos, que dão origem a cursos d’água. Toda nascente representa um ponto por onde parte da água do lençol alcança a superfície do solo. É como se fosse uma torneira do lençol, sempre aberta. Partindo-se, portanto, do fato de que cada curso d’água tem a sua nascente, chega-se à conclusão de que o número de cursos d’água de uma dada bacia é igual ao seu número de nascentes.

Criação de rãs - manejo de reprodução e manejo de mantença no ranário

Manejo reprodutivo são os procedimentos que direcionam a ocorrência dos acasalamentos dentro de determinado interesse zootécnico para ganhos de produtividade do plantel de um determinado ranário. O controle da herança genética dos animais reprodutores é o ponto de partida para o controle das proles resultantes dos acasalamentos que ocorreram no ranário, com o objetivo de reduzir o grau de consanguinidade e seus efeitos maléficos no plantel.

De vaqueiro a manejador de gado bovino

O foco inicial na implantação do manejo gentil ou bem-estar animal não deve ser o bovino. O ponto central sem dúvida é o homem, aquele que trabalha direto com os animais. Não podemos simplesmente ir dizendo como fazer, como eles podem obter melhores resultados sem o uso da força e da violência. Fazer palestras ou impor um novo modo de manejo pode ser pouco eficaz. Precisamos analisar a situação de forma mais profunda. Em uuma fazenda estão inseridas pessoas, não só os animais. O bem-estar do tratador deve ser observado e considerado, porque dele depende o sucesso do trabalho. O primeiro passo é a observação.

Dicas para recuperar uma nascente

Se na propriedade existe uma nascente, é preciso observar a ocorrência de regeneração natural na área. Além de verificar se há espécies de plantas nativas - como jaborandi, embaúba, aroeira, ou plantas próprias da região. Se houver, este é um fator determinante e favorável para recuperar a mina d’água.

Bacias hidrográficas - saiba mais sobre elas

Nos locais com topografia irregular, sempre se observa a presença de topos de morros, encostas e vales. E, por menor que seja um vale, é comum encontrarmos pelo menos uma nascente na sua parte mais baixa

Quando uma nascente é considerada ideal?

Uma nascente é considerada ideal quando fornece água de boa qualidade, vazão abundante e contínua, localizada próxima do local de uso e de cota topográfica elevada, possibilitando sua distribuição por gravidade, sem gasto de energia. Além disso, é importante que a quantidade de água produzida pela nascente mantenha uma boa distribuição ao longo do tempo, isto é, ofereça uma vazão mínima adequada ao longo do ano.

Manejo alimentar de vacas leiteiras no cocho e no pasto

A alimentação é o item que mais onera a pecuária leiteira, com 60% do custo total. Por esse motivo, o pecuarista deve realizar um bom manejo alimentar para as vacas, para torná-las produtivas, sem perder de vista o controle dos custos da alimentação. Normalmente, vacas leiteiras criadas em sistema de confinamento apresentam consumo alimentar bem mais eficiente.

Ovinos em confinamento - manejo sanitário e manejo dos cordeiros

A higiene das instalações é, sem sombra de dúvida, um aspecto de extrema importância na produção de caprinos e ovinos em confinamento, sobretudo quando se trata de currais, apriscos e centros de manejo. Ressalta-se, também, que a principal característica do manejo sanitário é o seu caráter preventivo.

O correto manejo da colmeia aumenta os lucros do apicultor

No Brasil, é fato comprovado que muitos apicultores não preparam suas colmeias para safras futuras. Como resultado desta falta de manejo, eles têm baixa produtividade de mel, deixando de produzir muitos quilos do produto. Essa falta de manejo, no entanto, pode ser facilmente resolvida. Com práticas fáceis, o apicultor pode reverter essa situação aumentando consideravelmente sua produção de mel e, consequentemente, lucros maiores. Para tal, deverá acatar a três fatores decisivos: fornecer alimentação artificial antes da florada, providenciar a substituição anual de rainhas e trocar os favos das colmeias. Sabendo-se que a abelha rainha só bota ovos se houver uma entrada regular de pólen e néctar, indicando estar havendo o início de uma florada, o apicultor, por meio da aplicação da alimentação artificial, poderá induzi-la a botar e, assim, aumentar a postura de acordo com o desenvolvimento da colmeia.

Fique por dentro das novidades!