WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "confeccao-de-velas-sabonetes-e-produtos-aromaticos" ()

Como fabricar sabonetes de glicerina: tradicional, branco opaco, infantil e com ervas

Resultado de uma grande evolução da Indústria Cosmética, o sabonete de glicerina aliou o aspecto transparente dos sabões líquidos, com a consistência dos sabonetes marselha e, até hoje, são considerados os mais nobres, belos e delicados sabões do mundo. Apesar de duro, o sabonete de glicerina não é um sólido. Seu estado físico continua sendo líquido. A transparência é o efeito provocado por uma espécie de suspensão do estado líquido. Alguns componentes da massa do sabonete de glicerina, como açúcar, glicerina e álcool, agem como retardadores de cristalização. Deste modo, o sabonete esfria e endurece, sem perder a transparência. Por esse motivo, o sabonete de glicerina é considerado um produto nobre ? 100% sabonete ? e de boa qualidade. Seu próprio aspecto indica o perfeito equilíbrio da saponificação.

Como fazer velas artesanais - vela piloto (forma com furo)

A vela piloto é a vela básica e pode ser feita em uma forma com furo ou ainda com ilhós. Essa vela é bastante usada como base para velas, com elementos tais como trigo, folhas, grãos, entre outros. Ela será a parte central dessas velas em que uma segunda camada com os elementos será colocada. Ao queimar, a vela piloto permite que a segunda camada com os elementos permaneça intacta. Além disso, é uma vela extremamente fácil de se fazer.

Como fazer velas artesanais - materiais necessários para a vela piloto

A vela piloto é a vela básica e a primeira que vamos aprender, por ser muito usada como base para velas, com elementos tais como trigo, folhas, grãos e outros. Ela será a parte central dessas velas em que uma segunda camada com os elementos será colocada. Ao queimar, a vela piloto permite que a segunda camada com os elementos permaneça intacta.

Como fazer velas artesanais - vela texturizada

A vela texturizada é um banho de parafina que se dá na vela piloto e, a seguir, texturiza-se com um garfo provocando um efeito interessante e muito bonito. Você pode escolher a cor da sua preferência. Após a texturização, dê um rápido banho de parafina branca e quente para dar acabamento. Corte o pavio e está pronta a sua linda vela.

Como fazer velas artesanais - vela básica perfumada

Para fazer a vela perfumada, coloque a essência e a vaselina em pasta na parafina. Em seguida, despeje devagar a parafina quente na forma, e aguarde secar naturalmente. Quando a parafina estiver compacta, porém, ainda mole, formará uma leve depressão. Corte então o pavio rente à parafina e complete com um pouco mais. Faça isto quantas vezes for necessário, até que a superfície fique nivelada. Retire a vela, que deve ser embalada para ser comercializada, para evitar que o seu perfume evapore.

Como fazer velas artesanais - vela piloto com ilhós

Para fazer a vela piloto com ilhós, primeiramente, passe o desmoldante ou óleo mineral em todo o interior da forma. Em seguida, coloque, com cuidado, a parafina derretida. Para isso, use um funil ou concha para não derramar. Quando a parafina começar a endurecer, coloque um palito de churrasco bem no centro. Depois de alguns minutos, gire o palito para não ficar preso. Quando esfriar, é só retirar o palito com cuidado.

Como fazer velas artesanais - vela básica em vidro

Para fazer a vela básica em vidro, antes de colocar a parafina ou gel no vidro, esquente-o, por dentro, com um soprador ou secador de cabelos. Isso é opcional, mas evitará o choque térmico. A parafina ou gel não ficarão esbranquiçados ou opacos junto ao vidro. Se você acostumar a fazer isto, a qualidade final ficará melhor e o vidro, bem transparente. A parafina ou gel, já derretidos e preparados, devem ser colocados no vidro bem devagar.

Como fazer velas artesanais - vela degradê

Para fazer a vela degradê, após colorir as três partes de parafina, despeje, devagar, a primeira cor na forma, ocupando cerca de um terço do espaço. Esta será a primeira camada. Aguarde o tempo de secagem entre as camadas, porém sem esperar secar totalmente. Caso contrário, a segunda camada não adere à anterior. Portanto, espere secar, mas não muito. Quando a última camada estiver compacta, porém ainda meio mole, formará uma leve depressão, corte então o pavio, rente à parafina, e complete com um pouco mais de parafina. Faça isto quantas vezes necessário, para que a superfície fique nivelada.

Como fazer velas artesanais com elementos

Uma das mais interessantes técnicas é esta que usa a criatividade e os mais diversos elementos para compor a vela artesanal. Utilizando uma vela piloto, você tem inúmeras opções para decorar sua vela, como usar grãos diversos, flores e folhas secas, frutas desidratadas, especiarias como cravo, canela, entre outros belos elementos.

11 dicas para a confecção de lindas velas artesanais

No caso da confecção de velas coloridas, adicione anilina em quantidade suficiente para obter o tom desejado e mexa bem. Lembre-se de que a cera quente tem mais transparência, tendendo a acentuar a tonalidade na medida em que for esfriando. Se preferir, faça antes um teste de cor. Aqueça uma mistura de parafina e anilina. Com uma colher, retire um pouco dessa mistura e coloque sobre a torneira de água fria. O tom obtido será o resultado da cor final.

Fique por dentro das novidades!