WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "como-e-o-processo-de-uma-fabrica-de-bombons" ()

Processamento de pescado - etapas e tipos ideais de peixe para o beneficiamento

Os peixes escolhidos para o processamento de pescados devem ser, de preferência, aqueles de carne mais branca, magra, firme, sem gosto "forte", e sem mioespinhos, principalmente para a produção de filés. Alguns exemplos de peixes que podem ser utilizados no processamento de pescados são a merluza, a tainha, o cação, o namorado, a tilápia. Para defumar ou filetar, podem-se usar peixes mais "nobres" como o salmão e o surubim (pintado).

Culinária - receitas de bombons para a Páscoa

O primeiro bombom surgiu no século XVII, uma saborosa criação do chef Lassagne, que trabalhava para o duque de Plessis-Praslin, na França. Segundo o dicionário Aurélio, bombom é toda guloseima feita de chocolate, recheado com frutas, licores, entre outros. Em outras palavras, os bombons são qualquer tipo de doce de pequeno porte, envolto em chocolate, confeccionado em moldes, podendo receber uma variedade enorme de recheios. Existem também os bombons trufados, feitos no mesmo processo dos bombons tradicionais, mas com recheio e sabor que lembram trufas (moldadas à mão). Atualmente, os melhores bombons são encontrados na França e na Bélgica. Independente do país onde são confeccionados, os bombons são uma sofisticada iguaria para se presentear alguém nas mais diversas datas comemorativas, como Páscoa e Dia dos Namorados.

Vai fabricar whisky em casa? Atente-se à moagem do malte!

Para ser utilizado na fabricação de whisky, o malte deve passar pela moagem, etapa crucial no processo de produção do mosto. Para essa tarefa, deve ser utilizado um moedor, também conhecido como moinho. “A moagem dos grãos de malte tem como objetivo expor o endosperma que está contido no interior dos grãos. Esse endosperma é de coloração branca e rico em amido que, pela atuação das enzimas durante o processo de bressagem, irão produzir os açúcares que, na fase de fermentação, vão produzir o álcool e o CO2 do produto final”

Saiba como fazer bombons e trufas

Assim que você decide fabricar bombons e trufas, é importante pensar em um lugar adequado para a atividade. Produção para consumo ou comércio devem seguir os mesmos padrões de higiene. A higienização do local é tão imprescindível quanto a higiene dos equipamentos de trabalho e das pessoas que estiverem manipulando o chocolate. Portanto, mantenha o ambiente e os materiais sempre limpos e providencie toucas de cabelo, máscaras e aventais. Manter a temperatura do local entre 22°C e 25°C também é fundamental, já que o chocolate depende de um clima favorável para ser manipulado e modelado.

Consigo fabricar em casa meu próprio Whisky? Sim, consegue!

No Brasil, a produção caseira do whisky ainda é incipiente, mas com o grande avanço do Home Brew, hoje temos à disposição todos os ingredientes necessários para a fabricação de qualquer tipo de whisky em casa, pois os ingredientes e utensílios são praticamente os mesmos utilizados para a fabricação da cerveja, com exceção do destilador.

Pimentas - o processamento adequado gera bom rendimento

Os diferentes tipos de pimentas têm várias formas de preparo e modos de consumo, sendo uma das hortaliças mais versáteis para a indústria de alimentos. As pimentas doces e picantes podem ser processadas na forma de pó, flocos, picles, escabeches, molhos líquidos, conservas de frutos inteiros, geleias, entre outros tipos de processamento. As pimentas picantes ainda são utilizadas pela indústria farmacêutica, na composição de pomadas para artrose e artrite, no famoso emplastro Sabiá, e também pela indústria de cosméticos, na composição de xampus antiquedas e anticaspas. A capsaicina, substância responsável pela pungência dos frutos, pode ainda ser utilizada como arma na forma de spray de pimenta.

O processamento dos pescados garante ao consumidor alimentos saudáveis

O processamento de pescados é uma atividade bastante complexa e, como toda indústria de alimentos, deve ser rigorosa quanto aos aspectos de higiene e sanidade. Portanto, para o sucesso na comercialização, os produtos devem ter excelente qualidade e essa qualidade vai depender da matéria-prima empregada, da tecnologia de processamento, da higiene no preparo, das embalagens utilizadas e do armazenamento adequado. O beneficiamento possibilita, então, a comercialização do pescado de forma higiênica, aumentando a vida útil e incrementando sua qualidade. Assim, agrega-se valor ao produto ?in natura?, obtém-se um produto diferenciado e competitivo e permite oferecer novas opções ao consumidor, por exemplo peixe filetado (filés de peixe), fishburguer, nuggets, linguiças, empanados, tirinhas de peixe, patês, entre outros.

Frutos e hortaliças minimamente processados reduzem as perdas dos alimentos

Os produtos minimamente processados de frutos e hortaliças correspondem a uma ampla variedade de órgãos vegetais que foram submetidos a algum tipo de modificação em sua condição natural, mas que apresentam qualidade semelhante à do produto fresco. São, também, conhecidos como produtos levemente processados, parcialmente processados, processados frescos, cortados frescos ou pré-preparados.

Fabricação e Reparo de Joias - recozer

É um processo que está presente em todas as etapas de execução da joia e sempre é retomado para melhorar a qualidade tanto da peça quanto do processo. O choque térmico que ocorre durante o recozimento do metal provoca fraturas das moléculas, tornando o metal maleável e adequado ao processo de laminação.

Compensado, aglomerado e MDF - qual a diferença entre eles?

Com o avanço das tecnologias de processamento da madeira e também dos materiais usados na fabricação de móveis, a madeira maciça tem sido substituída por algumas alternativas de madeira processada como painéis e lâminas de madeira. Segundo Wilhelmus Deutsch, professor do Curso a Distância CPT de Marcenaria - Nível Básico, em Livro+DVD e Curso Online, "As chamadas madeiras de Lei são mais usadas como lâminas aplicadas sobre painéis também de madeira como os aglomerados, compensados e MDF, de maneira a revestir essas placas com os mesmos desenhos e colorações de fibras da madeira de Lei".

Fique por dentro das novidades!