Resultados da busca para "como-criar-avestruz"

Fases da criação de pavões - cria, recria, crescimento, jovem e adulto

As fases pelas quais passam os pavões, desde o seu nascimento até a sua morte ou comercialização, quando criados em cativeiro são: cria, recria, crescimento e jovem. A fase de cria tem seu início no primeiro dia de vida e vai até o 30º. A recria inicia-se a partir do 30º e perdura até o 60º dia. A fase de crescimento dura dos 2 meses de vida ao 6º mês de idade dos pavões. A partir de então, os pavões entram na fase jovem. Esta, por sua vez, inicia-se no sexto mês de vida da ave só termina quando os pavões completam 2 anos de idade. A partir de então, ou seja, dos 2 anos de idade, os pavões entram na fase adulta.

Crias em crescimento: qual a sua importância nos apiários?

Considerando que o pólen é a fonte de proteína da colmeia, e que as crias são as principais consumidoras desse alimento, pode-se concluir que o sucesso da colmeia está diretamente ligado à presença de crias em crescimento no maior número possível. Então, todo o manejo deve estar voltado para que a colmeia tenha sempre uma grande quantidade de crias, o que depende do volume de posturas da rainha, e do espaço para que elas sejam feitas.

Como devo iniciar uma criação de avestruzes?

O avestruz é uma ave que tem muito potencial para transformar o seu criador em um estrutiocultor de sucesso, apesar de não ser muito popular no Brasil. Além das plumas, a sua carne saborosa tem atraído cada vez mais criadores interessados em investir na criação desse animal.

Pacas em cativeiro: o que fazer após a cria?

Em cativeiro, poucas horas depois do nascimento o tratador deve recolher a cria para fazer alguns procedimentos pós-parto. É importante que esse manejo seja rápido, para evitar possível rejeição da cria pela mãe. O primeiro deles é a pesagem, para se avaliar o estado do filhote e iniciar o acompanhamento do ganho de peso; depois, o tratador deve fazer a cura do umbigo, utilizando-se, para isso, uma solução de iodo. Esse cuidado é importante, porque o umbigo é uma porta de entrada para infecções.

Criação de porcos ao ar livre ou em pocilgas, qual o melhor?

Os porcos criados a campo não só são mais fortes, como também mais robustos, em seu desenvolvimento geral, do que aqueles que se criam encerrados em pocilgas com exclusiva alimentação de concentrados. “Quando dispõem de boas pastagens, ternas e abundantes, os animais podem ser criados com mais harmonia com a natureza, e uma vez que os piquetes fiquem infestados de vermes, podem ser renovados pelo cultivo de vegetais”,

Tem paixão por cavalos? Crie um centro hípico!

Os centros hípicos estão localizados, principalmente, em zonas suburbanas ou rurais, caracterizam-se por criar cavalos em espaços menores e com maior liberdade, não é preciso construir instalações muito dispendiosas como nos clássicos clubes hípicos, onde cada cavalo alojado ocupa permanentemente a sua baia.

Manejo do avestruz

O termo ratitas vem do latim e significa rate (jangada), referindo-se ao esterno de algumas aves, que se assemelha a uma jangada, desprovidas de musculatura peitoral, inviabilizando o seu voo. São elas: o kiwi, o casuar, o emu, a ema e o avestruz. Este último tem potencial para se tornar uma verdadeira máquina de transformar alimentos de qualidade inferior em proteína animal de alta qualidade, mais saudável do que as tradicionais.

Vamos criar borboletas

Por ocasião do transcurso do Dia Mundial do Meio Ambiente, no dia 5 de junho passado, o Borboletário do Reino Mágico das Borboletas lançou uma campanha - Vamos Criar Borboletas com a intenção de incentivar e motivar as escolas da região para a criação de Borboletas e de Borboletários.

Criação de avestruz, alternativa para a pecuária nacional

tecnologia de criação também evoluiu, tanto no país quanto no exterior, tornando necessária a edição desse novo videocurso. Criar avestruz oferece aos fazendeiros diversificação e uma alternativa para a pecuária tradicional e para a produção de grãos, principalmente em pequenas propriedades.

Cria de bezerras da maneira correta pode aumentar o potencial leiteiro

A fase de cria não tem recebido a atenção necessária pelos produtores de leite, uma vez que, além de não gerar renda imediata, essa categoria animal representa despesas. No entanto, ao se considerar que o produtor deveria se preocupar em melhorar geneticamente seu rebanho, utilizando touros ou sêmen de melhor qualidade, quanto mais rápido ele substituir as vacas mais velhas por outras mais jovens de maior potencial para produção de leite, melhor.

Atendimento Online
Quer Facilidade