WhatsApp SAC (31) 98799-0134 WhatsApp Vendas (31) 99294-0024 Ligamos para Você Ligue Agora (31) 3899-7000
0

Seu carrinho está vazio

Clique aqui para ver mais cursos.

Resultados da busca para "como-cria-pacu-em-aquario" ()

Fases da criação de pavões - cria, recria, crescimento, jovem e adulto

As fases pelas quais passam os pavões, desde o seu nascimento até a sua morte ou comercialização, quando criados em cativeiro são: cria, recria, crescimento e jovem. A fase de cria tem seu início no primeiro dia de vida e vai até o 30º. A recria inicia-se a partir do 30º e perdura até o 60º dia. A fase de crescimento dura dos 2 meses de vida ao 6º mês de idade dos pavões. A partir de então, os pavões entram na fase jovem. Esta, por sua vez, inicia-se no sexto mês de vida da ave só termina quando os pavões completam 2 anos de idade. A partir de então, ou seja, dos 2 anos de idade, os pavões entram na fase adulta.

Crias em crescimento: qual a sua importância nos apiários?

Considerando que o pólen é a fonte de proteína da colmeia, e que as crias são as principais consumidoras desse alimento, pode-se concluir que o sucesso da colmeia está diretamente ligado à presença de crias em crescimento no maior número possível. Então, todo o manejo deve estar voltado para que a colmeia tenha sempre uma grande quantidade de crias, o que depende do volume de posturas da rainha, e do espaço para que elas sejam feitas.

Criação de pacu: da compra de alevinos à reprodução

O pacu (Piaractus mesopotamicus) é um dos peixes mais cultivados na piscicultura brasileira. Junto ao tambaqui e à tilápia, o pacu aceita muito bem a criação em cativeiro, pois se adapta facilmente aos tanques. Além disso, como é onívoro, consome todo tipo de alimento, desde matéria vegetal até ração industrial, o que facilita o manejo alimentar.

Pacas em cativeiro: o que fazer após a cria?

Em cativeiro, poucas horas depois do nascimento o tratador deve recolher a cria para fazer alguns procedimentos pós-parto. É importante que esse manejo seja rápido, para evitar possível rejeição da cria pela mãe. O primeiro deles é a pesagem, para se avaliar o estado do filhote e iniciar o acompanhamento do ganho de peso; depois, o tratador deve fazer a cura do umbigo, utilizando-se, para isso, uma solução de iodo. Esse cuidado é importante, porque o umbigo é uma porta de entrada para infecções.

Pacu e Tambaqui são nativos do Brasil, lucrativos e fáceis de criar

O Pacu e o Tambaqui são peixes nativos do Brasil, que vem sendo cada vez mais utilizados na piscicultura nacional. Das espécies nativas, são as mais lucrativas e fáceis de criar. São tradicionalmente consumidos pela população brasileira nos seus locais de origem, onde, por terem carne saborosa, fazem parte dos pratos típicos.

Criação de porcos ao ar livre ou em pocilgas, qual o melhor?

Os porcos criados a campo não só são mais fortes, como também mais robustos, em seu desenvolvimento geral, do que aqueles que se criam encerrados em pocilgas com exclusiva alimentação de concentrados. “Quando dispõem de boas pastagens, ternas e abundantes, os animais podem ser criados com mais harmonia com a natureza, e uma vez que os piquetes fiquem infestados de vermes, podem ser renovados pelo cultivo de vegetais”,

Tem paixão por cavalos? Crie um centro hípico!

Os centros hípicos estão localizados, principalmente, em zonas suburbanas ou rurais, caracterizam-se por criar cavalos em espaços menores e com maior liberdade, não é preciso construir instalações muito dispendiosas como nos clássicos clubes hípicos, onde cada cavalo alojado ocupa permanentemente a sua baia.

Vai criar pacu e tambaqui? Faça em tanques-rede!

O cultivo de peixes em tanque-rede é uma pratica que tornou-se uma realidade econômica em diversos países há mais de uma década; no Brasil foi recentemente introduzida como alternativa para os proprietários rurais situados em áreas à margem de grandes barragens de usinas hidroelétricas. O corpo d’água no qual serão colocados os tanques-redes deve ter profundidade superior a cinco metros para permitir que os gases (amônia) produzidos pela decomposição das fezes e das sobras de ração se difundam evitando, assim, que ocorram efeitos deletérios aos peixes como redução no crescimento, menor eficiência alimentar e até casos de elevada mortalidade

Quero criar bicho-da-seda, como faço para começar?

Para criar bicho-da-seda, uma das principais condições é cultivar amoreiras, sua principal fonte de alimentação. Além disso, uma boa assistência técnica, mão de obra capacitada e capital disponível são fatores determinantes para a escala de produção da Bombyx mori L.. Como exemplo, 5 hectares de amoreiras, repletos de lagartas, produzem 500 gramas de ovos.

Gaiolas portáteis para a criação de galinha caipira? Isso é possível?

Gaiolas portáteis para a criação de galinha caipira? É possível? Sim, é! As aves criadas nesse sistema têm o manejo similar ao das aves criadas em sistema semiconfinado, diferenciando somente pelo fato de que as aves não serão soltas nos piquetes, e sim mantidas em gaiolas, com ração comercial. “Essas gaiolas são distribuídas no pasto, e devem ser movidas todos os dias de um local do pasto para outro”, afirma Marcelo Dias da Silva, professor do Curso a Distância CPT Criação de Frango e Galinha Caipira.

Fique por dentro das novidades!