Resultados da busca para "como-colocar-o-papel-de-seda-na-caixa-de-presente"

Como fazer caixas artesanais

Confeccionadas com qualidade e bom gosto, decoradas com arranjos e fitas, as caixas artesanais são capazes de transformar simples lembranças em surpresas inesquecíveis, sem contar que por si só já são um presente. Elas são geralmente comercializadas em consórcio com outros produtos com os quais elas têm afinidade. Para fazer as caixas, usamos um papel de gramatura mais alta. O mais usado é papel paraná ou o cinza. Se quiser fazer uma caixa grande, por exemplo, o ideal é que usar um papel de uma gramatura maior que 30.

Criação do bicho-da-seda - acasalamento, eclosão, alimentação, ecdise e limpeza da cama

A criação do bicho-da-seda inicia-se com a chegada da primavera, quando as brotações da amoreira já estão completas. Esta etapa vai até o mês de abril nas regiões mais frias e maio ou junho em regiões mais quentes. Todo programa de criação é limitado pela área de cultivo da Amoreira, pela mão de obra e pelos recursos financeiros. A elaboração de um programa, então, começa com a determinação de quantidade do bicho-da-seda a se criar, lembrando-se de que a presença de um técnico é muito importante.

Bicho-da-seda - desenvolvimento larval, limpeza da cama e manutenção dos casulos

Muitas vezes ocorre desuniformidade no desenvolvimento das lagartas na criação, podendo dificultar o manejo. As causas são as mais diversas, mas é preciso prestar atenção principalmente no último trato de cada idade (o último abastecimento antes do sono deve ser fraco), e o primeiro trato quando as lagartas acordam do sono deve ser feito somente quando a maioria das lagartas estiverem acordadas. Ao polvilhar as folhas com cal hidratada, estas ficam secas e assim as lagartas, ao acordarem do sono, não se alimentarão, aguardando o primeiro trato. Dessa maneira, o criador tenta igualar o desenvolvimento das lagartas. Se o criador não conseguir igualar as lagartas, deve separá-las em locais diferentes da esteira. Isso pode ser feito durante o sono, após o polvilhamento com cal; restando ainda lagartas acordadas, faz-se outro fornecimento de ramos e quando as lagartas subirem nos ramos, elas serão transportadas para outra parte da esteira.

Caixas artesanais para presentes: um negócio de baixo investimento e lucro garantido

Confeccionadas com qualidade e bom gosto, decoradas com arranjos e fitas, as embalagens são capazes de transformar simples lembranças em surpresas inesquecíveis. Por si só, as caixas artesanais já são um presente e o que se precisa para confeccioná-las é um pouco de persistência e uma certa ?mania de perfeição?, já que capricho, bom gosto e paciência são as características mais exigidas de quem deseja se dedicar a esta atividade.

Bicho-da-seda - alimentação, controle da temperatura e umidade e aplicação de cal hidratada

A colheita das folhas de amoreira deve ser feita de acordo com a idade da lagarta. Deve-se tomar o cuidado, no entanto, de não oferecer folhas amareladas ou sujas. Vale lembrar que a qualidade e a quantidade dos casulos produzidos estão diretamente relacionados com a qualidade das folhas fornecidas.

Curiosidades sobre a seda: do surgimento ao Brasil

Existem muitas lendas em torno da seda, uma delas é de que foi descoberta, por acaso, por uma rainha chinesa. Segundo dizem, “quando tomava chá embaixo de uma Amoreira, nos arredores do seu palácio, um casulo caiu dentro de sua xícara de chá fervendo e soltou um fio. Assim, estava descoberta a seda”.

Bicho-da-seda produz, por casulo, até mil metros de seda

A sericicultura é uma arte milenar, iniciada na China há cerca de 5.000 anos, para obtenção de fios de seda. No Brasil, a introdução do bicho-da-seda seda ocorreu no estado do Rio de Janeiro, no ano de 1848. Em 1922, em Campinas, foi criada a Indústria de Seda Nacional - S.A. A partir daí, a sericicultura tornou-se uma importante atividade para a agroindústria brasileira.

Origami - como fazer uma estrela do mar de papel

Muito praticada em todo mundo, a arte de dobrar papéis resulta em trabalhos da mais alta qualidade e beleza. Quando praticados com técnica, carinho e paciência, misturando-se cores e tamanhos, o origami encanta até os mais refinados gostos. Encontramos trabalhos feitos de papel ornamentando os mais variados ambientes, como quartos de bebês, salas de estar, varandas, lojas, escolas, entre outros. Nesta técnica, a criatividade de quem a pratica o origami fala mais alto e com muito pouco recurso, muito se faz. Quer aprender a arte da dobradura de papel? Que tal começar com uma belíssima estrela do mar. Vamos lá, mãos à obra e bom trabalho.

Origami - como fazer o pássaro Tsuru de papel

Diz a lenda que o Tsuru era uma ave sagrada, que viveu mil anos, e que simbolizava o desejo de saúde, felicidade e boa sorte. Fazer um origami (técnica oriental milenar de dobradura do papel, que não usa cola ou qualquer outro artifício, apenas habilidade, delicadeza e dedicação) do Tsuru não é tarefa simples. Essa técnica, se bem desenvolvida, mostra existir na pessoa que a fez a preocupação em fazer bem feito, já que ela exprime a capacidade humana de personalizar uma simples dobradura de papel, conferindo-lhe beleza e significado. Quer aprimorar sua técnica do bem fazer? Siga o passo a passo abaixo, oriente-se pelo infográfico e pratique até que suas habilidades manuais se tornem um primor. Boa sorte!

Tutorial: como aplicar papel arroz em bolos

Com o avanço das técnicas de confeitaria, bolos ganham efeitos incríveis, surpreendentes, mágicos. O papel arroz, por exemplo, é uma forma criativa e inovadora usada na personalização de bolos. Com ele, é possível inserir imagens, como fotos de familiares ou desenhos de personagens em quadrinhos, que tornam o bolo autêntico, exclusivo, único.

Atendimento Online
Quer Facilidade